As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Tudo o que fiz sera revelado quando Jesus vier me buscar?



https://youtu.be/kyyeeQZXf3Y

Respondendo primeiro sua segunda pergunta, sim, será revelado tudo o que cada um de nós fez antes e depois de convertidos. 2 Coríntios 5:10 "Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal."

O versículo não fala apenas do bem que tenhamos feito, mas do bem e do mal, e também não fala do que tenhamos feito depois de convertidos, mas "por meio do corpo". Ou seja, antes de nos convertermos já tínhamos um corpo fazendo coisas nesta vida, e essas coisas serão manifestadas.

Esse evento é o tribunal de Cristo, e nada tem a ver com o grande trono branco de Apocalipse, quando serão julgados os perdidos. O tribunal de Cristo não é um julgamento no sentido de decidir se alguém será ou não condenado. Quem estiver diante de Cristo nesse tribunal já foi salvo pela fé, já teve todos os seus pecados lavados pelo sangue do Cordeiro, e o tribunal de Cristo servirá não só para revelar quão magnífica foi Sua graça em salvar pecadores, mas também para distribuir galardões (prêmios) aos que fizeram algo para Ele. Porém nessa hora ficarão manifestas não só as obras, mas as intenções também.

Ainda que os podres também sejam revelados, pois a transparência será total, é preciso lembrar "que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo". Portanto, não há de que se envergonhar então, pois estaremos em um corpo transformado e com todos os nossos pecados já pagos.

Naquilo que diz respeito às minhas más obras que ficarão manifestas, eu me imagino olhando para essas coisas naquele momento como alguém que olha para vários vidros depois de passar por uma cirurgia e observa os tumores que foram tirados de seu corpo. É como olhar para aquilo e pensar, "veja só, isso estava dentro de mim e o cirurgião extraiu; era meu, causava dores, causava problemas, incomodava, mas agora pertence ao passado".

Portanto, na condição em que estivermos naquele dia não haverá qualquer sentimento de vergonha, como se hoje as pessoas descobrissem os que temos feito em oculto. Porém isso não tira de nós a responsabilidade de vivermos cada dia sabendo que nada do que fazemos está oculto aos olhos de Deus e tampouco ficará oculto no futuro.

Veja mais aqui:
O que é o tribunal de Cristo?
Quem são os justos na Bíblia?

Quanto à sua pergunta sobre ter perdido ou não a salvação por voltar a cometer um pecado que prometeu nunca mais cometer, leia aqui:

É possível ter a certeza de ir para o céu?
Podemos perder a salvação?
Posso perder minha salvação?
Se a salvação não depende de mim posso viver como quiser?
Existe perdão para o meu pecado?

Mais acessadas da semana