As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Jesus mentiu para o ladrao na cruz?



https://youtu.be/iGczJh-E4yI

Você disse que viu um programa de TV onde um pregador adventista explicava que (a) o ladrão arrependido não morreu no mesmo dia que Jesus, (b) eles não poderiam ter se encontrado no Paraíso no mesmo dia, principalmente porque 3 dias depois Jesus diria a Maria Madalena que ainda não tinha subido ao Pai.

Eu prefiro acreditar no que Jesus disse e não no que o pregador da TV falou. Jesus disse ao ladrão:

Luc 23:42-43 E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino. E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que HOJE ESTARÁS COMIGO NO PARAÍSO.

O ladrão e Jesus se encontraram no Paraíso naquele mesmo dia. Não acreditar nisso é dizer que Jesus mentiu, já que ele disse claramente ao ladrão que naquele dia estariam juntos no Paraíso. Se Jesus marcasse um encontro com você, acha que ele iria falhar? É muita ousadia desse pregador da TV contradizer as palavras do próprio Senhor.

Não sei se essa é a opinião pessoal dele ou é o que o adventismo ensina. Se for isso o que é ensinado, é mais um dos muitos erros daquela religião. Não poderia ser diferente, já que é uma religião baseada no ensino de uma mulher (Ellen G. White), e a Bíblia diz claramente que não é permitido à mulher ensinar:

1Tm 2:12-14 Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão.

Jesus morreu primeiro, pois não precisaram quebrar suas pernas, como mostra o texto bíblico. Os soldados quebravam as pernas dos condenados para eles se asfixiarem, por falta de apoio nos pés. Uma pessoa pendurada pelos braços e sem apoio por muito tempo conseguirá absorver o ar, mas não expirá-lo, pois os músculos do peito e das costas irão perder a força. Então ela morre por asfixia em poucos minutos, e isso é mais rápido para alguém em um estado de exaustão e desidratação como é o caso de um crucificado.

Joã 19:31-34 Os judeus, pois, para que no sábado não ficassem os corpos na cruz, visto como era a preparação (pois era grande o dia de sábado), rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas, e fossem tirados. Foram, pois, os soldados, e, na verdade, quebraram as pernas ao primeiro, e ao outro que como ele fora crucificado; Mas, vindo a Jesus, e vendo-o já morto, não lhe quebraram as pernas. Contudo um dos soldados lhe furou o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água.

A morte de Jesus aconteceu às 3 horas da tarde (Lc 23:44). Até seu corpo ser tirado da cruz seria preciso José de Arimatéia e Nicodemos conseguirem uma audiência com Pilatos (Jo 19:38-39), o que ainda deve ter levado algum tempo.

Enquanto isso os ladrões estavam pendurados com as pernas quebradas e morrendo de asfixia. Eles não seriam tirados da cruz até serem dados como mortos. Em caso de dúvida, o que fizeram com Jesus mostra a forma que eles usavam para emitir uma certidão de óbito: a lança do soldado era enfiada ao lado do peito para atingir o coração.

A passagem que o tal pregador utilizou em João 20:17 é outra coisa e nada tem a ver com a subida de Jesus ao céu em espírito. Sua subida em espírito aconteceu imediatamente após sua morte, vindo a ter o encontro prometido com o ladrão alguns minutos depois, o qual viria a morrer após ter suas pernas quebradas. Veja como na passagem que o pregador usou a situação é totalmente outra:

Joã 20:17 Disse-lhe Jesus: Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai, mas vai para meus irmãos, e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus.

Aqui Jesus já tinha ressuscitado e estava dizendo a Maria que ainda não tinha subido ao Pai em um corpo ressuscitado. Em espírito ele já tinha subido logo que morreu na cruz, portanto encontrando-se com o ladrão também em espírito. Mas em um corpo ressuscitado, que era sua condição no encontro que teve com Maria, ele ainda não tinha subido. Isso só ocorreria 40 dias depois e é descrito no primeiro capítulo de Atos.

Ats 1:9 E, quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos.

Meu conselho: não perca seu tempo ouvindo pregadores como esse na TV. Se ele ainda tiver usado o argumento de que Jesus teria morrido e descido ao Hades para pregar, e por isso não poderia ter subido para se encontrar com o ladrão, então será mais um erro a ser acrescentado aos muitos que o pregador cometeu. A explicação da razão de Jesus nunca ter descido ao Hades (ou inferno como dizem alguns) está aqui:

http://www.respondi.com.br/2008/12/jesus-foi-pregar-no-inferno.html

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana