As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Nem todos sao chamados para ser santos?



http://youtu.be/JM8y-n54Moo

Sua dúvida é se Deus teria outros, que estariam em Cristo, mas que não teriam sido chamados para serem santos, em razão do que leu em 1 Coríntios 1:1-2, onde diz, "Paulo, chamado pela vontade de Deus para ser apóstolo de Jesus Cristo, e o irmão Sóstenes, à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos, com todos os que em todo lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso". No seu entender, se existem os "chamados para ser santos", poderiam existir cristãos que não foram "chamados para ser santos".

O problema aí é de tradução. A versão que você utiliza diz "chamados para serem santos", mas a expressão "para serem" não faz parte do original. Compare com estas outras versões:

"À igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados para ser santos" - Almeida Revista Atualizada

"À igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos" - Almeida Corrigida Fiel

Portanto uma tradução mais correta seria simplesmente "chamados santos", isto é, pessoas que já desfrutam desse título porque Deus as santificou. Aproveito para lembrar que existe uma santificação que é absoluta e feita uma vez no momento em que cremos em Cristo. A palavra "SANTO" significa separado, portanto Deus nos separou para Si quando cremos em Cristo, passamos a ser propriedade Sua.

Porém existe também a santificação prática, que é a manifestação dessa santificação que já temos em Cristo. Por isso há passagens que exortam "sede santos...". Portanto, a santidade posicional e absoluta o crente recebe quando crê, e sem ela ninguém verá a Deus. Isso Paulo explica isso em Coríntios. A santidade prática é a expressão dessa santidade que já recebemos. Em seu livro "Vida Através da Morte", Charles Stanley comenta a expressão comparando-a ao que é visto também no primeiro capítulo de Romanos:

"A simples introdução, pelos tradutores, de duas palavras em algumas versões, 'chamados para serdes santos", muda completamente o significado desta importante passagem, e tem sido a causa de sérios enganos no que se refere à santidade. O significado aqui é o mesmo da palavra que é usada no primeiro versículo: 'chamado (para ser) apóstolo'; ou, 'um apóstolo por chamado'. Assim como a palavra 'santo' significa 'santificado', também a expressão significa 'santificado por chamado'. Não 'chamados' para procurar alcançar santidade -- o que é um engano comum -- mas, da mesma forma como Paulo foi constituído um apóstolo pelo Senhor que o chamou, assim também todos os crentes em Roma foram feitos santos por chamado. Foi essa a base sobre a qual eles foram exortados a caminhar: em conformidade com aquilo que já eram.

"Todo crente é santo por chamado, santificado por chamado. É nascido de Deus, participante da natureza divina, a qual é santa. O cristão é santo pelo novo nascimento. Ele está morto com Cristo, ressuscitado em Cristo -- sim, Cristo, que passou através da morte, e que é a ressurreição e a vida, é a vida do cristão. 'Quem tem o Filho tem a vida.' (1 Jo 5.12) E se tem a vida do Santo de Deus, esta vida, da qual o crente é agora participante, é uma vida tão santa quanto eterna. Todos os crentes têm a vida eterna e, por conseguinte, todos têm uma vida santa. Tentar alcançar, por quaisquer meios, uma ou outra coisa por merecimento é não compreender em sua totalidade a nossa vocação e nossos elevados privilégios.

"Toda a Escritura proclama esta verdade. A exortação quanto a ser santo está baseada neste princípio: 'Como filhos obedientes... como é Santo Aquele que Vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver, porquanto escrito está: Sede santos, porque Eu sou Santo'. (1 Pd 1.14-16). Sim, é por terem sido introduzidos em uma viva esperança -- mantidos pelo poder de Deus por serem nascidos de Deus -- que os crentes, como filhos, têm purificado suas almas em obediência à verdade. Em suma, já que eles eram santos por chamado e por natureza, e possuíam o Espírito Santo, deviam procurar ser santos em suas vidas e em seu proceder.

"João revela a santidade da nova natureza como nascida de Deus. 'Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado.' (1 Jo 3.9) Em cada epístola será encontrado, em primeiro lugar, a vocação santa, vindo depois o andar santo como resultado (compare 1 Tessalonicenses 1.1 com 5.23). É importante notar o lugar que a palavra ocupa, aplicada pelo Espírito Santo, tanto no novo nascimento como na santidade prática. 'Segundo a Sua vontade, Ele nos gerou pela palavra da verdade.' (Tg 1.18) 'Santifica-os na verdade: a Tua palavra é a verdade.' (Jo 17.17) Quão triste é vermos tudo isso colocado de lado em nossos dias, e os homens, aos milhares, tentando se tornar santos por meio de sacramentos e cerimônias. E não somente eles, mas muitos dos que escrevem e ensinam sobre santidade ignoram totalmente aquilo que todo cristão é feito por vocação e novo nascimento, e por ser feito habitação do Espírito Santo. Não há dúvida de que seja isso a causa de grande fraqueza, engano e de um andar que deixa muito a desejar." ("Vida Através da Morte", Charles Stanley)

Você vai encontrar mais sobre santificação em seus diferentes aspectos aqui:

http://manjarcelestial.blogspot.com/2009/04/o-que-e-santificacao-c-h-mackintosh.html
http://www.respondi.com.br/2008/01/para-ser-cristao-e-preciso-ser-perfeito.html
http://www.respondi.com.br/2009/08/qual-chave-para-entender-o-sermao-da.html

por Mario Persona


Mario Persona é consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana