fonte

Por que Deus abencoa alguem se isso o fara tropecar?



https://youtu.be/M9kr3bzQ0eY

Acho que você está confundindo duas dispensações diferentes: Israel e Igreja. Para Israel, ser abençoado significava também ser rico neste mundo. Para a Igreja, ser abençoado é ter "todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo" Ef 1 e "Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes." 1 Tm 6:8.

Se você encontrasse um rico nos dias de Israel poderia dizer que era um judeu abençoado, mas quando você encontra um incrédulo rico hoje não existe fundamento para associar sua riqueza a bênçãos de Deus, apesar de nem ele saber que se não fosse da vontade de Deus seu coração já teria parado antes de ganhar o primeiro centavo. Obviamente continua valendo que Deus faz chover tanto sobre os justos como sobre os ímpios.

No que diz respeito ao crente, não existe para a atual dispensação a noção de bênção como sendo algo material, mas só espiritual. Quando se trata do cristão, o que ele recebe de Deus são "misericórdias" e se isso incluir bens materiais, o mais certo é que Deus quer fazer dele um despenseiro (responsável pela despensa) de Deus.

A riqueza e o dinheiro não são o problema ou o que leva a pessoa a tropeçar, mas o amor ao dinheiro é o que leva à ruína. Os que querem ficar rico também estão brincando com fogo, porque esta não deveria ser jamais a meta do crente na vida. Relembrando, "Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes." 1 Tm 6:8.

1Tm_6:10 Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.

1Tm_6:9 Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína.

1Tm_6:17 Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos;

Tgo_2:5 Ouvi, meus amados irmãos: Porventura não escolheu Deus aos pobres deste mundo para serem ricos na fé, e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam?

É claro que isto nada tem a ver com o que ensinam os pregadores da prosperidade, que incitam seus seguidores à avareza (amor ao dinheiro), a ficarem descontentes com o que têm ("estejamos com isso contentes.") e a desejarem sempre mais. O Senhor foi categórico em condenar o amor às riquezas (avareza):


Luc_12:15  E disse-lhes: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui

O apóstolo Paulo chegou a colocar a avareza entre pecados como prostituição, idolatria e homicídio:

Rom_1:29  Estando cheios de toda a iniqüidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; 

Efs_5:3  Mas a prostituição, e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convém a santos; 

Col_3:5  Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria


por Mario Persona

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça