fonte

Por que tenho tanto medo do câncer?

Você escreveu dizendo que costumava acompanhar médicos no Youtube e nunca mais se esqueceu de suas falas aterrorizantes, de como estamos adoecendo por causa das panelas, dos desodorantes, dos remédios ou dos alimentos. Na época chegou a convencer seus pais a se livrarem do micro-ondas, do telefone sem fio, das panelas, dos alimentos perigosos etc.

Você continua dizendo que há dois anos se aproximou mais do Senhor e e acabou esquecendo aqueles discursos aterradores, mas tem tido recaídas. Apesar de ser jovem, sente pavor só de pensar que possa ter câncer. Quando fez uma ressonância magnética por causa de uma dor no pescoço entrou em pânico ao saber que aquilo equivalia a ficar exposto a dezenas de micro-ondas. Você afirma não ter medo da morte, mas de células cancerígenas se espalharem pelo seu corpo e precisar sofrer tratamentos agressivos.

O medo é um dos melhores vendedores do mundo, e o mais tem hoje é gente espalhando pavor pelas redes sociais. Em uma outra resposta eu falei de como já fui vítima de filosofias orientais e da dieta macrobiótica, e pirei de vez. Quando não comia num restaurante macrobiótico ou na Associação Macrobiótica de Santos eu fazia minha própria comida, seguindo ritual macrobiótico que inclui coisas como não cortar cenouras em rodelas paralelas, mas transversais. Com isso cada rodela pega uma parte mais Ying e outra mais Yang da cenoura e fica equilibrada.

Eu acordava e dormia pensando em comida e no protocolo macrô que devia seguir. Uma vez fui visitar meus pais e deixei minha comida separada cozinhando no fogão. Minha mãe viu que estava queimando e mexeu com a colher da comida "impura" que ela preparava para a família. Eu quase surtei! Minha comida tinha sido envenenada!

Na época eu acreditava nos diagnósticos dos gurus porque era tonto que só. Funcionava assim: "Hoje acordei com dor de cabeça". "Você comeu cenoura?". "Não, não comi.". "Então é isso, devia ter comido cenoura." Se a resposta fosse "Sim, comi." na sequência vinha um "Não devia ter comido cenoura".

Um deles era tão cara de pau que todos os dias chegava ao restaurante da associação e dizia: "Ontem bebi uísque para estudar a reação em meu corpo!" A reação da turma do gargarejo era "Ohhhhh....", como se ele tivesse se submetido a uma tortura tipo enfiar farpas de bambu debaixo das unhas. No dia seguinte vinha com outra "experiência": "Ontem comi chocolate...." "Ohhhhh..."; "Ontem tomei sorvete..." "Ohhhhhh.....". "Comi um Big-Mac... Bebi Coca-Cola... ". Enquanto isso eu e outros tontos admirávamos embasbacados tamanha coragem de sacrificar o próprio organismo com aqueles venenos pelo bem da ciência macrobiótica.

Estou habituado a lidar com vítimas do terrorismo psicológico que assola as religiões pentecostais. Ali pastores (e as modernas "pastoras") sem escrúpulos e sem temor ameaçam com a danação eterna o simples pensar em abandonar suas igrejas. Tudo é motivo para uma "profetada" de improviso com voz alterada para aterrorizar e humilhar a vítima. "MEU SERVOOOO.... EU TE DIGOOOOO.... O INIMIGO TÁ QUERENDO TE DERRRUBARRRR... MAS EU PUS UMA PORTA ABERTAAAAA...." E por aí vai, com o falso profeta ou profetiza sacando da manga o script adequado para cada caso, causando erros grosseiros de concordância para parecer linguagem bíblica, e intercalando com uns grunhidos.

Mas também tenho conhecido vítimas de terrorismo dietético e de saúde como você, nos quais os alertas para evitar a doença acabam se transformando numa doença de fundo psicológico que pode se somatizar em algo ao vivo e em cores no corpo, na forma de insônia, urticária, úlcera ou até coisa pior. Tudo por dar ouvidos aos falsos profetas do Apocalipse político, ideológico, ambiental, tecnológico etc. Como tenho uma filha que é enfermeira formada na UNICAMP e ganhou experiência pesquisando sobre o assunto, vou deixar que ela responda. Veja a seguir:

Não é o micro-ondas que irá causar o câncer, o mais provável será o stress, que é muito pior que o micro-ondas. Você precisa mudar a associação que faz da doença com o micro-ondas e outras máquinas por coisas boas, como comida gostosa etc.

Quando começamos a mandar mensagens para o cérebro, de que o mundo é um lugar perigoso e de que tudo faz mal, o corpo começa a atuar com hormônios do estresse, como adrenalina, cortisol, norepinefrina gerando um estado de stress que é o problema maior.

A ideia é você mostrar para o cérebro que ele não precisa se preocupar, que a humanidade tem enfrentado vários tipos de perigos e que nossos corpos são capazes de lidar com a maioria deles. E que o cérebro não é capaz de resolver um problema que ainda não aconteceu, como uma doença no futuro. Então ficar preso nesse pensamento futuro, de uma doença que pode ou não acometer você, não resolve nada.

O objetivo é fazer o corpo atuar em um estado de reparo e crescimento com os hormônios dopamina, ocitocina, serotonina e endorfina. Esses hormônios são produzidos quando sorrimos, damos risada, fazemos uma caminhada, pensamos em tudo aquilo pelo que podemos dar graças, olhamos todas as coisas bonitas na natureza, passamos bons tempos com amigos, ouvimos música alegre. Nesse estado o corpo é capaz de reparar células anormais que possam estar se desenvolvendo.

Todo esse sofrimento que você está passando é causado por seus pensamentos agora, e não por algum câncer no futuro. O mandamento mais repetido na Bíblia é “Não temas”, não tenhas medo. Medo não é fruto do espírito. O Senhor é quem sustenta nosso corpo, não temos controle sobre nenhuma célula dele, mas temos controle sobre quais pensamentos escolhemos ter; da fé que o Senhor está no controle de todas as coisas, ou do medo de que ele possa não estar. - Lia Persona Hadley

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça