As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Devo ser discipulo de um apostolo?



https://youtu.be/nqzzWEMTYbg

Ao refutar o que eu disse sobre as premissas para alguém ser apóstolo você escreveu: "Isso é interessante, mas perigoso para a teologia. Cuidado sempre é bom." Suas palavras têm um tom bastante clerical.

Geralmente frases assim são usadas por clérigos para alertar leigos a não mexerem com certas questões reservadas a teólogos, padres, pastores etc. É uma velha técnica de intimidação, como a que os antigos aqui do interior de SP costumavam usar, quando diziam que criança que brinca com fósforos faz xixi na cama.

O fato é que hoje existe uma busca desenfreada por títulos clericais e "apóstolo" está entre os mais valorizados. É sempre a velha busca humana por poder e domínio. Porém não foi assim que aprendemos do Senhor.

Luc 9:46-48 E suscitou-se entre eles uma discussão sobre qual deles seria o maior. Mas Jesus, vendo o pensamento de seus corações, tomou um menino, pô-lo junto a si, E disse-lhes: Qualquer que receber este menino em meu nome, recebe-me a mim; e qualquer que me receber a mim, recebe o que me enviou; porque aquele que entre vós todos for o menor, esse mesmo é grande.

Você escreveu: "Quem são os verdadeiros e os falsos quem os julgará ou quem pode discernir?"

Cada crente tem a Palavra de Deus e o Espírito Santo, portanto está apto a discernir e julgar. Não devemos julgar as intenções do coração, pois este julgamento cabe a Deus, mas devemos sim julgar as doutrinas e as práticas das pessoas, principalmente aquelas que revelam uma "queda" por atrair discípulos.

A Palavra de Deus não nos permite julgar PESSOAS, suas razões e motivos, estes versículos mostram isso:

Mat 7:1 Não julgueis, para que não sejais julgados.


1Co 4:4-5 Porque em nada me sinto culpado; mas nem por isso me considero justificado, pois quem me julga é o Senhor. Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor.

Porém a mesma Palavra de Deus nos exorta a julgarmos as DOUTRINAS de alguém:

1Co 10:15 Falo como a entendidos; julgai vós mesmos o que digo.

1Co 14:29 E falem dois ou três profetas, e os outros julguem.

A Palavra de Deus nos manda ainda julgarmos as AÇÕES das pessoas:

1Co 5:12-13 Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, pois, dentre vós a esse iníquo.

Também nos manda julgar os FRUTOS ou resultados produzidos por alguém, e aqui estão incluídos os falsos apóstolos e profetas, sujeitos ao juízo também de Deus, e aqui não fala de ateus, espíritas ou pagãos, mas de cristãos nominais que falam e fazem coisas em nome de Jesus:

Mat 7:15-23 Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?... Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.

Como você mencionou, existem os falsos apóstolos, e auto-promoção, auto-consagração e auto-exaltação são algumas de suas características. Um falso apóstolo é aquele que deseja ser o que não é e extrapola o que a Palavra diz, adotando suas próprias ideias e conceitos:

2Co 11:13 Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo.

O simples fato de alguém se denominar apóstolo hoje já o coloca na categoria de falso, ao menos quanto à sua identidade. Isto porque os apóstolos e profetas do Novo Testamento existiram até os fundamentos da Igreja terem sido lançados e a Palavra de Deus estar disponível na forma de suas cartas. Você encontra as credenciais de um verdadeiro apóstolo nestes links:
http://www.respondi.com.br/2007/01/como-saber-se-um-apstolo-genuno.html
http://www.respondi.com.br/2010/03/quantos-apostolos-existem.html
http://www.respondi.com.br/2010/03/barnabe-era-apostolo.html

A Palavra de Deus nos dá uma dica para identificarmos dois tipos de perigo na cristandade, a saber, os lobos destruidores e os homens arrebanhadores de discípulos para si mesmos:

Mat_7:15 Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.

Ats 20:29-30 Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho; E que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas [pervertidas ou distorcidas], para atraírem os discípulos após si.

O antídoto para nos precavermos contra isso Paulo dá no versículo 32: Deus e Sua Palavra:

Ats 20:32 Agora, pois, irmãos, encomendo-vos a Deus e à palavra da sua graça; a ele que é poderoso para vos edificar e dar herança entre todos os santificados.

É só ficarmos com o que está na Palavra e não extrapolarmos para ideias novas, principalmente aquelas que incitam os cristãos a se tornarem discípulos de homens. Foi justamente isto que o apóstolo Paulo chamou de carnalidade em 1 Coríntios:

1Co 1:12-13 Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas, e eu de Cristo. Está Cristo dividido? foi Paulo crucificado por vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo?

1Co 3:3-5 Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens? Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; porventura não sois carnais? Pois, quem é Paulo, e quem é Apolo, senão ministros pelos quais crestes, e conforme o que o Senhor deu a cada um?

Além do erro cometido por aqueles que se identificam por nomes de homens que admiram, existem os que gostam de serem paparicados e até estimulam um discipulado humano. Como cristão tenho a obrigação de julgar isso, porque o único discipulado que a Bíblia ensina é de discípulos de Cristo, nem mesmo dos próprios apóstolos.

Mat 28:19-20 Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.

Obviamente o Senhor falava de discípulos para si [Jesus], como se pode comprovar do restante do Novo Testamento, onde "discípulo" tem a mesma conotação de "cristão" ou seguidor de Jesus. Uma busca pela palavra "discípulo" irá indicar que a expressão refere-se ao discípulo de Jesus, não dos apóstolos ou de homem algum. Buscando no plural "discípulos" é possível encontrar, além dos discípulos de Jesus, discípulos de João Batista, mas isto faz parte de outra dispensação anterior à da igreja.

Depois da formação da igreja, além do nome "discípulos" usado para identificar os próprios crentes ou seguidores de Jesus, a palavra aparece referindo-se a discípulos de homens com um sentido negativo na seguinte passagem:

Ats_20:30 E que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si.

Indiretamente falando, o sentido pode ser aplicado também em:

1Co 1:12 Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas, e eu de Cristo.

1Co 3:4 Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; porventura não sois carnais?

Há uma passagem em Atos 9:25 que aparece traduzida como "seguidores de Saulo", "seus discípulos" ou "discípulos dele", referindo-se aos irmãos que desceram Paulo por um cesto para evitar que fosse morto pelos judeus. Mas essa tradução é péssima e basta comparar com as melhores versões ou até com o texto grego para perceber isso.

Além do mais basta um pouco de bom senso para perceber que não faria qualquer sentido Paulo já ter discípulos, considerando que era recém convertido e ainda estava em Damasco, para onde tinha ido prender cristãos.

Até onde eu conheça não existe qualquer menção de algum sistema de discipulado do tipo "eu sou discípulo de fulano, que é discípulo de sicrano". Portanto a ordem de Jesus só pode ter sido no sentido de fazer discípulos de Jesus por meio, não só da pregação do evangelho, mas do ensino.

Discípulo é aquele que aprende de seu mestre, e não acredito que passe pelo coração de um cristão sincero desejar ter um seguidor, mas sim fazer com que as pessoas sigam a Cristo. Até Maria, a mais bem-aventurada dentre as mulheres, que teria tudo para ser uma discipuladora, e da qual muitos hoje se dizem discípulos, exortou os servos a escutarem, não a ela, mas a Jesus: "Fazei tudo quanto ELE vos disser" Jo 2:5.

Portanto nenhum cristão é exortado a se tornar discípulo de homens, a menos que queira ou se considere como tal, contrariando assim o que ensina a Palavra de Deus. Mas aí ele ficará vulnerável a cair no colo de um desses falsos apóstolos, abundantes hoje na cristandade.

Eles são descritos como "inimigos da cruz de Cristo, cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja glória é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas" Fp 3:19. Traduzindo para a linguagem de hoje, são amantes do próprio umbigo e que adoram se ocupar com prosperidade de coisas materiais.

É claro que não faltarão seguidores para esses falsos apóstolos. Sempre há pessoas que se impressionam com afirmações fortes, declarações de visões e revelações, ou almejam também uma posição aqui neste mundo. Afinal, os falsos apóstolos sempre irão encontrar gente assustadiça, com medo de fazer xixi na cama.

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana