As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Seria falta de amor bloquear alguem nas redes sociais?



https://youtu.be/xRLrV7G_jFo

Depende da pessoa e do que ela está fazendo ali. A verdade sempre deve vir antes do amor. As redes sociais estão aí e muitos cristãos não perceberam o quando o diabo as utiliza com a conivência de cristãos que lhe servem de inocentes úteis para seus planos de enganar incautos. Por isso é importante ficar atento. A Palavra de Deus está cheia de advertências contra hereges, opositores da Verdade e caluniadores.

Pense em seu perfil numa rede social como sua sala e estar ou jantar, onde você recebe pessoas com as quais tem alguma afinidade e para onde não convida, ou até mesmo expulsa, os que causam transtorno. Costumo usar com frequência a opção de bloqueio nas redes sociais quando encontro pessoas que começam a lançar calúnias, publicar material questionável ou, o que é pior, difamar o bom nome de Cristo. Não seja ingênuo. Satanás irá instigar seus instrumentos a usarem seu espaço, perfil e mural nas redes sociais como plataforma para disseminar heresias.

Às vezes uma ou duas admoestações podem não surtir efeito (e geralmente é o caso com pessoas com más intenções), então o melhor é nem ficar debatendo com elas. O Senhor Jesus voltou as costas aos fariseus quando esses deixaram muito claro sua rejeição. E no ponto alto de sua expulsão do mundo ficou silente diante de Pilatos. "E Pilatos o interrogou outra vez, dizendo: Nada respondes? Vê quantas coisas testificam contra ti. Mas Jesus nada mais respondeu, de maneira que Pilatos se maravilhava." (Mc 15:4).

Jesus também ensinou seus discípulos a não perderem tempo com os opositores — e a serem prudentes como serpentes — quando enviou alguns em missão, dizendo para sacudirem a poeira das sandálias dos lugares onde não fossem recebidos. "E, se ninguém vos receber, nem escutar as vossas palavras, saindo daquela casa ou cidade, sacudi o pó dos vossos pés... Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e inofensivos como as pombas." (Mt 10:14-16).

Estamos em um mundo hostil, caminhando em terreno inimigo e minado, portanto não devemos dar trela aos que se opõem à Verdade. É melhor deixá-los falando sozinho do que entabular longas discussões que nos farão perder tempo com eles enquanto outros sinceros precisam de ajuda. E sempre existe o risco do veneno dos infiéis contaminar ouvintes ou leitores menos preparados. Por isso é preciso usar de sabedoria para saber até onde uma conversa pode ser útil a alguém que está se opondo por estar sinceramente enganado, ou se estamos tratando com um herege de carteirinha, inimigo da cruz de Cristo.

"Mas não entres em questões loucas, genealogias e contendas... E rejeita as questões loucas, e sem instrução, sabendo que produzem contendas. E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor; instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade, e tornarem a despertar, desprendendo-se dos laços do diabo, em que à vontade dele estão presos." (Tt 3:9; 2 Tm 2:23-26).

"Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo, cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja glória é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas." (Fp 3:18-19).

"Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem." (Mt 7:6).

Não estou falando aqui de pessoas que meramente discordam por diferenças de opiniões ou falta de entendimento da Palavra, mas de opositores agressivos, que xingam, profanam o nome de Cristo, e podem estar querendo usar seu perfil nas redes sociais para contaminar outros. Jesus os chama de "cães e porcos", nada politicamente correto, não é mesmo? Bloqueá-los é uma medida sensata, necessária e profilática. Você não coloca telas nas janelas quando há muitos mosquitos querendo entrar para transmitir doenças? O amor nunca deve vir antes da verdade, portanto é primeiro com a verdade que devemos nos preocupar evitando que hereges semeiem suas mentiras ou venham a difamar o bom nome de Cristo usando seu perfil nas redes sociais.

Você receberia em sua casa alguém que pudesse trazer más influências para seus filhos? Não, você fecharia a porta para essa pessoa. Portanto, não se sinta constrangido quando precisar bloquear o acesso de alguém ao seu perfil e mural nas redes sociais. Existem muitas passagens que autorizam proceder assim, e boa parte delas nem sequer está falando de apartar-se de incrédulos, mas sim de pessoas que professam crer em Cristo.

"Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o" (Tt 3:10)

"Traze estas coisas à memória, ordenando-lhes diante do Senhor que não tenham contendas de palavras, que para nada aproveitam e são para perversão dos ouvintes. Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade. Mas evita os falatórios profanos, porque produzirão maior impiedade. E a palavra desses roerá como gangrena; entre os quais são Himeneu e Fileto; os quais se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição era já feita, e perverteram a fé de alguns. Todavia o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo: O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniquidade. Ora, numa grande casa [a esfera da profissão cristã hoje no mundo] não somente há vasos [pessoas] de ouro e de prata, mas também de pau e de barro; uns para honra, outros, porém, para desonra. De sorte que, se alguém se purificar destas coisas [a impiedade, a má doutrina e os vasos], será vaso para honra, santificado e idôneo para uso do Senhor, e preparado para toda a boa obra." (2 Tm 2:14-21).

"E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles." (Rm 16:17)

"Mandamo-vos, porém, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo o irmão que anda desordenadamente, e não segundo a tradição que de nós recebeu... Mas, se alguém não obedecer à nossa palavra por esta carta, notai o tal, e não vos mistureis com ele, para que se envergonhe. Todavia não o tenhais como inimigo, mas admoestai-o como irmão." (2 Ts 3:6, 14-15)

Esta passagem, por exemplo, está falando da esfera do testemunho cristão no mundo onde joio e trigo estão misturados. Os homens descritos aqui, que têm aparência de piedade, são cristãos da boca para fora:

"Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te." (2 Tm 3:1-5)

A passagem abaixo está falando especificamente daqueles que negam a divindade de Cristo e estão em uma atitude de ativamente disseminarem sua má doutrina. Não se trata de alguém com quem você se encontra casualmente no trabalho, mas de alguém que vai até você com a intenção clara de ensinar o erro. Talvez você ache um exagero agir assim, mas aí eu pergunto: Que parte do "não o recebais em casa" você não entendeu?

"Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo. Olhai por vós mesmos, para que não percamos o que temos ganho, antes recebamos o inteiro galardão. Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho. Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa [ou em sua rede social], nem tampouco o saudeis. Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras." (2 Jo 1:7-11)

Agora, se você acha tudo isso falta de amor cristão e considera muito radical tomar essas atitudes, o que pensar da atitude que os apóstolos tomavam — e só eles tinham esse poder — de não somente evitar tais pessoas, mas de até entregá-las a Satanás para que fossem mortas pelo diabo? Esse poder era exclusividade dos apóstolos e os cristão não poderiam fazer igual, mas mesmo assim Deus continua agindo com juízo contra aqueles que se opõem à verdade. Sua parte é menos complicada do que entregar alguém à morte como os apóstolos faziam, portanto faça sua parte.

"Então Pedro lhe disse: Por que é que entre vós vos concertastes para tentar o Espírito do Senhor? Eis aí à porta os pés dos que sepultaram o teu marido, e também te levarão a ti. E logo caiu aos seus pés, e expirou. E, entrando os moços, acharam-na morta, e a sepultaram junto de seu marido." (At 5:9-10)

"Eu, na verdade, ainda que ausente no corpo, mas presente no espírito, já determinei, como se estivesse presente, que o que tal ato praticou, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, juntos vós e o meu espírito, pelo poder de nosso Senhor Jesus Cristo, seja entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus." (1 Co 5:3-5).

"E entre esses foram Himeneu e Alexandre, os quais entreguei a Satanás, para que aprendam a não blasfemar." (1 Tm 1:20)

"Se alguém vir pecar seu irmão, pecado que não é para morte, orará, e Deus dará a vida àqueles que não pecarem para morte. Há pecado para morte, e por esse não digo que ore." (1 Tm 5:16)

Talvez você argumente que o cristão deve andar com qualquer um, tolerar e continuar interagindo com pessoas contenciosas ou que negam a Verdade, com o argumento de que Jesus andou com pecadores aqui neste mundo. Sim, ele andou com pecadores, mas eram aqueles que se reconheciam como pecadores, humilhados e sedentos da Verdade, e que largaram mão de coisas, inclusive do próprio ego, para seguir a Cristo. Ele não andava com pessoas contenciosas e inimigas da Verdade, como os fariseus.

Em um certo sentido Deus também "bloqueia" pessoas de sua "rede social", só que a Bíblia usa o verbo "endurecer coração" ao invés de "bloquear perfil". Ele fez isso com Faraó depois que este recusou-se a crer nas demandas que Deus fazia através de Moisés. "Porém o coração de Faraó se endureceu, e não os ouviu..." (Êx 7:13, 22; 8:15, 19, 32). Então, depois de Faraó endurecer o próprio coração, foi a vez de Deus endurecer o coração de Faraó com um bloqueio que não tinha mais retorno.  "Porém o Senhor endureceu o coração de Faraó" (Êx 9:12).

Ele fará isso também depois do arrebatamento da Igreja, quando os que ouviram o evangelho e não quiseram crer ficarão no mundo e serão forçados por Deus a acreditar na mentira do anticristo.

"E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; a esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniquidade." (2 Ts 2:8-12)

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana