As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Estas passagens falam de salvacao por obras?



https://youtu.be/WPe2O7y1St4

Sua dúvida é sobre as passagens que aparentemente seriam uma contradição à salvação pela fé por ensinarem que a salvação seria por mérito nosso e por aquilo que fazemos. Uma é Tiago 5:19, 20 que diz: "Irmãos, se algum dentre vós se tem desviado da verdade, e alguém o converter, Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados".

Repare que o contexto todo está falando de irmãos, pessoas convertidas e salvas por Cristo, portanto seguras em sua salvação. Aqui está falando de um salvo que se desviou e aquele que o faz voltar atrás de seu erro (é o sentido da palavra converter aqui) está salvando sua alma (aqui o sentido é vida) da morte.

Não se trata da condenação, mas da morte mesmo, morte física. Um verdadeiro salvo que ande desordenadamente pode ser tirado do mundo por não servir mais como um testemunho para Deus. Ele estará salvo, mas "como que pelo fogo".

Outra tradução da mesma passagem:

(CNBB) que este então saiba: quem faz voltar um pecador do seu caminho errado, o salvará da morte e cobrirá uma multidão de pecados.

Veja mais aqui:
http://www.respondi.com.br/2005/06/o-que-significa-entregar-satans.html
http://www.respondi.com.br/2007/12/quem-sao-os-justos-na-biblia.html

Sua outra dúvida está nesta passagem: 1Tm 5:12 Tendo já a sua condenação por haverem aniquilado a primeira fé.

Aqui o caso é semelhante, pessoas que um dia creram em Cristo e foram salvas, porém deixam de andar naquele primeiro amor da fé inicial que dava tanto fruto para Deus e passam a agir desordenadamente. Entenda essa "condenação" aqui como reprovação e ficar sujeito à disciplina que Deus traz sobre seus filhos desobedientes. Não se trata da condenação eterna.

Algumas outras traduções da mesma passagem:

(Biblia) e incorrerão na censura de ter violado o primeiro compromisso.
(BRASIL) e são culpadas, porque violaram a primeira promessa:
(CNBB) e então merecem censura por faltarem com o compromisso antes assumido.
(Darby) sendo culpadas, por terem desprezado sua primeira fé
(NVI) Assim, elas trazem condenação sobre si, por haverem rompido seu primeiro compromisso.
(PAST) tornando-se censuráveis por terem rompido o seu primeiro compromisso.

Sua próxima dúvida é quanto a esta passagem: 1Tm 6:17 -19 Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos; Que façam bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente, e sejam comunicáveis; Que entesourem para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam alcançar a vida eterna.

Vejo aqui também um problema de tradução e isso pode ser visto nas diferentes versões da Bíblia. Darby traduz assim: "assentando para si mesmos um bom fundamento par ao futuro, para que possam usufruir daquilo que realmente é vida".

Outras traduções:

(Biblia) ajuntem um tesouro sólido e excelente para seu futuro, a fim de conquistarem a verdadeira vida.

(BRASIL) entesourando para si um fundamento sólido para o futuro, a fim de que se apoderem da vida que é realmente vida.

(CNBB) Assim acumularão para si mesmos um valioso tesouro para o futuro, a fim de obterem a vida verdadeira.

O sentido da passagem não é da salvação por obras, mas de acumular tesouros no céu, onde está a verdadeira vida do crente e onde ele poderá realmente desfrutar desses tesouros.

Vou dar um exemplo: as pessoa fazem planos de previdência pensando em uma garantia, segurança e conforto para quando se aposentarem. Mas, por melhor que sejam esses planos, nenhum permite à pessoa desfrutar eternamente do que depositam neles.

Então o plano que traz dividendos eternos e nos permite desfrutar deles é aquele em que depositamos tudo aquilo que você viu sugerido aos ricos deste mundo nos versículos anteriores, ou seja, fazer o bem, fazer boas obas, repartir, comungar de seus bens com quem necessita etc.

Uma vez um irmão contou uma historinha de um cristão que teve um sonho em que chegava no céu e ficava maravilhado com todas as rica mansões que via por todo lado. O Senhor o acompanhou até sua nova morada e qual não foi sua surpresa ao ver um casebre pequenino. Ao indagar por que sua casa era tão diferente das mansões que tinha visto, a resposta foi: "Isto foi o melhor que pudemos fazer com o material que você mandou".

É importante entender que se estas passagens estivessem falando de salvação eterna por meio de obras nossas, então Cristo teria morrido em vão e toda a doutrina fundamental cristã, que é a de uma vítima inocente morrendo para pagar o pecado do culpado, cairia por terra.

Quando estamos firmados na certeza de nossa salvação da única maneira que exalta e glorifica a Deus somente e ao Cordeiro, e não a nós, podemos descansar no fato de que todas as passagens que parecerem dizer o contrário precisam ser melhor compreendidas ou talvez possam estar traduzidas ou redigidas de modo a causar uma impressão equivocada.

Os idiomas são dinâmicos, isto é, estão evoluindo o tempo todo. Algo que você dizia há cem anos tem outro significado hoje. É o caso da palavra "caridade" que originalmente tinha o sentido de amor, mas acabou adquirindo o sentido de esmola. Por isso algumas traduções da Bíblia hoje a substituem pelo termo genérico "amor".

A palavra igreja no original jamais significava um edifício, mas hoje é assim que é usada pela maioria das pessoas. Daí às vezes ser preciso substitui-la por "assembleia" para voltar ao seu significado original, que era o de uma reunião de pessoas, não de um lugar físico de tijolos e cimento.

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana