As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE "assunto"+"mario persona" NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Pesquisar este blog

Se os demonios estao presos como continuam agindo?



https://youtu.be/K6pynfG6t3o

Sua dúvida é, se em Judas 1:6 diz que os demônios estão presos até o dia do juízo, como é que ainda hoje estariam agindo entre nós e até tomando posse das pessoas? A passagem completa que você citou e gerou sua dúvida está aqui: "E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia; assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregue à fornicação como aqueles, e ido após outra carne, foram postas por exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno." (Jd 1:6-7).

A passagem de Judas não fala de demônios, mas de anjos, e eu particularmente acredito que sejam seres distintos. Também entendo que existiram ao menos duas quedas dos anjos: uma quando seguiram a Satanás antes da criação do homem, e outra em Gênesis 6 quando assumiram um corpo humano para coabitarem com mulheres e gerarem seres híbridos que colocavam em risco o plano de Deus de trazer o seu Filho ao mundo por meio de uma mulher.

Para evitar a corrupção da espécie humana, que poderia ser transformada em uma raça híbrida de seres terrenos e celestiais, Deus precisou intervir e destruir a humanidade. Ao fazer isso ele preservou a família de Noé, que não estava comprometida com essa corrupção da semente humana com, digamos assim, DNA angelical. Assim ficava garantido que existiria a mulher genuinamente humana da qual viria o Filho de Deus, como o Senhor havia prometido no Jardim do Éden ao repreender a serpente, que era Satanás, um anjo caído, e também o cumprimento da profecia dada a Isaías, de que Jesus nasceria da virgem — no caso Maria — e não genericamente de uma virgem como erroneamente trazem algumas versões:

"Porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente [Jesus]; esta [Jesus, a semente da mulher] te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar... Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel." (Gn 3:15; Is 7:14; Mt 1:23).

Repare que esses anjos citados em Judas 1 não são os anjos caídos originalmente antes da criação do homem no Éden, pois os que seguiram Satanás estão até hoje circulando entre o céu e a terra. Eles aparecem fazendo isso nos capítulos 1 e 2 do livro de Jó, onde diz: "E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles. Então o SENHOR disse a Satanás: Donde vens? E Satanás respondeu ao Senhor, e disse: De rodear a terra, e passear por ela." (Jó 1:6-7). Lembre-se de que na Bíblia a expressão "filho de Deus" só é dada a Jesus, a Adão e aos anjos, além dos salvos da presente dispensação.

Outra evidência de que os anjos que caíram de sua posição de privilégio (e não ainda do céu) continuam vivos e ativos é o fato de sermos exortados a batalhar, não contra anjos "na escuridão e em prisões eternas" (Jd  1:6), mas "contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais" (Ef 6:12). Os anjos citados por Judas, que estão aprisionados "na escuridão e em prisões eternas" sofreram uma queda diferente da queda original de Satanás, e a razão dessa prisão foi terem feito "assim como Sodoma e Gomorra", ou seja, "ido após outra carne" quando tiveram relações contrárias à sua natureza.

Por isso que eles deixaram sua habitação (tabernáculo = corpo ou condição original) para agir de forma contrária à vontade de Deus. Repare que os anjos que apareceram a Abraão com o Senhor tinham corpos tangíveis e até fizeram uma refeição. Depois os homens de Sodoma quiseram abusar deles porque os viam como homens com corpos tangíveis, ao menos na forma como se apresentavam. Não é possível saber com que tipo de corpo os anjos apareceram a Abraão e aos homens de Sodoma, e se era o mesmo corpo usado por anjos em Gênesis 6, mas aparentemente tinham alguma consistência e eram tangíveis, e não etéreos.

O argumento de que seria impossível a anjos fazerem tal coisa porque nos Evangelhos o Senhor diz que os ressuscitados serão como os anjos no céu, que não casam e nem se dão em casamento, não se aplica aqui, pois como já vimos os anjos que tomaram para si mulheres em Gênesis 6 deixaram não apenas o lugar de sua habitação como também a forma que tinham no céu.

Na Bíblia encontramos três tipos de seres ligados às trevas: Satanás, anjos caídos e demônios. Satanás é o único que é chamado de diabo (a palavra nunca aparece no plural). Anjos caídos são ministros de Satanás, como também são os demônios, também chamados de espíritos imundos ou malignos. Estes últimos são os que se apoderam de pessoas, como aconteceu com o gadareno possesso, enquanto encontramos apenas um caso de possessão do corpo de alguém por um anjo, que foi o de Satanás tendo entrado em Judas Iscariotes (Lc 22:3). A Bíblia não nos diz qual é a origem dos demônios ou espíritos malignos, podendo ser anjos em outra forma ou seres distintos, criados antes de Adão e que teriam caído com os anjos.

O Concise Bible Dictionary explica mais sobre os demônios:

Os espíritos malignos que possuíam tantas pessoas quando o Senhor estava na Terra eram demônios e, a partir das instâncias dadas, aprendemos muito a respeito deles. Os fariseus disseram que o Senhor expulsava os demônios por Beelzebub, o príncipe dos demônios. O Senhor interpretou isso como significando "Satanás expulsando Satanás", pelo que aprendemos que os demônios eram agentes de Satanás, e que Satanás é como um homem forte, que precisava ser amarrado antes que seu reino pudesse ser atacado (Mt 12:24-29). Os demônios também eram fortes, pela forma como lidavam com aqueles que possuíam, e por vermos um subjugando sete homens fazendo com que fugissem nus e feridos (At 19:16). Sabemos também que eles eram seres inteligentes, pois reconheceram o Senhor Jesus e se submeteram imediatamente à Sua autoridade. Eles também sabiam que o castigo os esperava, pois alguns perguntaram se o Senhor tinha vindo atormentá-los antes do tempo (Mt 8:29).

Não se deve supor que a atuação demoníaca tenha cessado. A exortação é: "Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo." 1 Jo 4:1). Com isso concorda a declaração de que "nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios". (1 Tm 4:1). Os espiritualistas e os teosofistas continuam a conversar com tais e são ensinados por eles. Também num dia futuro dia, quando Deus derramar os seus juízos sobre a terra, os homens não se arrependerão, mas adorarão demônios e todo tipo de ídolos (Ap 9:20). Ao fazerem milagres, os espíritos dos demônios também reunirão os reis da terra na batalha desse grande dia do Deus Todo-Poderoso (Ap 16:14). Então a mística Babilônia se tornará "morada de demônios, e covil de todo espírito imundo, e esconderijo de toda ave imunda e odiável" (Ap 18:2). O mundo e a igreja professa estão evidentemente amadurecendo essas coisas, e alguns, sob o argumento de investigar fenômenos espirituais, estão inconscientemente tendo contato com os próprios espíritos malignos. - Concise Bible Dictionary - Morrison

http://www.respondi.com.br/2017/10/demonios-eram-seres-hibridos-da-uniao.html

por Mario Persona


Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana