As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Por que Jesus nao voltou como prometeu em Mateus 10?



https://youtu.be/fkZopzi6ndc

A Bíblia se divide entre o que é para Israel (todo o Antigo Testamento e partes dos evangelhos) e para a Igreja (partes dos evangelhos, Atos e todas as epístolas). Apocalipse é para a Igreja mas a partir do capítulo 4 fala de Israel e do mundo.

Mat 10:22 E odiados de todos sereis por causa do meu nome; mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.
Mat 10:23 Quando pois vos perseguirem nesta cidade, fugi para outra; porque em verdade vos digo que não acabareis de percorrer as cidades de Israel sem que venha o Filho do homem.

Para entender a passagem é preciso entender o contexto:

Mat 10:5 Jesus enviou estes doze, e lhes ordenou, dizendo: Não ireis pelo caminho dos gentios, nem entrareis em cidade de samaritanos;
Mat 10:6 Mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel;
Mat 10:7 E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus.

Fica claro que Jesus está comissionando os discípulos para uma missão muito especial, que não tem nada a ver com a Igreja e tudo a ver com Israel. Primeiro, porque a Igreja ainda não existia nos evangelhos (ela só seria fundada em Atos 2), segundo, porque a mensagem que eles devem pregar é a da chegada do reino dos céus. Não se trata do evangelho da graça que prega "crê no Senhor Jesus e serás salvo", que é a mensagem atual do cristão para o mundo.

O reino dos céus é a esfera, na terra, que compreende todos os que reconhecem o senhorio do Rei que desceu dos céus, Jesus, sejam eles falsos ou verdadeiros (observe que no reino dos céus há joio e trigo misturados). "Veja mais sobre Reino dos Céus nos links no final).

Em Joã 1:11 diz que Jesus "Veio para o que era seu, e os seus não o receberam". Nesta parte do evangelho está se cumprindo o "veio para o que era seu", ou seja, seu povo terreno, Israel.

A partir do momento em que seu povo não o recebeu, Deus passou a tratar da promessa de um novo povo, Igreja, revelada parcialmente em Mt 16 e 18 (a revelação completa do que é a Igreja só seria dada a Paulo alguns anos depois da fundação da própria Igreja em Atos 2):

Mat_16:18 Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;

Mat 18:20 Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.

Portanto, considere a passagem de Mateus 10 como as coisas teriam se desenrolado "se" Jesus não tivesse sido rejeitado. Você pode até saltar para o capítulo 24 de Mateus, onde a frase "quem perseverar até o fim será salvo", para ver em detalhes o que acontecerá no tempo que antecede a vinda de Cristo para reinar (naquela ocasião a Igreja não estará mais na terra).

Fica mais fácil entender isso quando pensamos na Igreja como um parêntese, que foi aberto com a rejeição de Jesus por Israel, e será fechado com o arrebatamento da Igreja. Esta não aparece no Antigo Testamento, nem mesmo nas profecias, porque era um "mistério" ou "segredo" bem guardado para ser revelado só a Paulo.

Col 1:26 O mistério que esteve oculto desde todos os séculos, e em todas as gerações, e que agora foi manifesto aos seus santos

É muito simples entendermos tudo isso quando vemos que os apóstolos não estão mais por aí levando a mensagem do reino em Israel. A missão só faz sentido se for cumprida por outros, e é o que acontecerá após o arrebatamento, quando Deus voltará a tratar com Israel e um remanescente de judeus fiéis irá se levantar para levar adiante essa missão interrompida.

Mateus 10 não tem nada a ver com o evangelho da graça que é destinado a todas as nações, pois é uma missão especialmente dirigida a Israel. Durante o período entre o arrebatamento e a vinda de Cristo para reinar esse evangelho do reino voltará a ser pregado, não só pelos judeus, mas até mesmo pelos anjos, algo que não ocorre hoje.

Apo 14:6 E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo.
Apo 14:7 Dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.

Mais sobre o Reino dos Céus:
http://www.respondi.com.br/2007/05/o-que-significa-reino-dos-ceus.html
http://www.respondi.com.br/2011/12/como-pode-haver-joio-no-reino-dos-ceus.html
http://www.respondi.com.br/2011/05/por-que-se-faz-violencia-ao-reino-dos.html
http://www.respondi.com.br/2011/03/por-que-joao-batista-e-considerado.html
http://www.respondi.com.br/2009/03/mateus-24-marcos-13-e-lucas-21-ja.html

por Mario Persona

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana