fonte

Voce acha correto evangelizar em frente a bares, baladas, etc.?



https://youtu.be/zoTs6H0dDWQ

A evangelização deve ser feita com sabedoria e sempre evitando a confrontação. Aquele que evangeliza precisa sempre ter em mente que deseja conquistar almas para Cristo, não afugentá-las ou ganhar uma discussão. Se evangelizar com um coração sincero e em graça, e for dirigido pelo Espírito a fazê-lo em frente a bares, baladas, boates etc., eu não vejo mal. Errado é fazer isso em tom acusatório, reprovando os que estão entrando ali como se aquilo fosse o que iria fazer com que fossem para o inferno. O homem não precisa fazer nada para ir para o inferno, basta continuar como está.

Eu mesmo já preguei o evangelho na rua em esquina de bar no interior e Goiás, como também entrava em bares para distribuir folhetos, colando um big sorriso no rosto e fazendo a cara mais simpática que podia. Alguns me fuzilavam com o olhar, outros me convidavam para uma pinga e eu simplesmente dizia "Obrigado, agora não".

Pouco depois de minha conversão eu viajava pelo interior com o irmão que me evangelizou e paramos para tomar café em um boteco de beira de estrada. Tomamos o café ao lado do pessoal bebendo pinga e cerveja, e se divertindo na mesa de sinuca. Esse irmão reparou num grande cartaz que havia na parede do bar, com o slogan: "Coca-Cola dá mais vida!". Então ele leu o cartaz bem alto e em tom de interrogação: "COCA-COLA DÁ MAIS VIDA?!" Tão alto que o bar silenciou e todos olharam para ele. E continuou:

"COMO PODE DAR MAIS VIDA SE ATÉ FAZ MAL PARA A SAÚDE?!" (Todos de cara vermelha de álcool prontamente concordaram com a cabeça, e estava feita a conexão). "VOCÊS SABEM O QUE DÁ MAIS VIDA?" (Todos fizeram que não com a cabeça, curiosos para saber). "O QUE DÁ MAIS VIDA É CRISTO, PORQUE MORREU NA CRUZ PARA DERRAMAR SEU SANGUE PARA NOS PURIFICAR DE NOSSOS PECADOS. CRENDO NELE VOCÊ RECEBE MAIS VIDA, A VIDA ETERNA!".

Rapidamente distribuímos alguns folhetos evangelísticos e saímos do boteco antes que a ficha caísse totalmente na cabeça dos beberrões e algum decidisse nos fazer engolir uma garrafa de Coca-Cola. Naquele tempo elas ainda eram de vidro.

Muito do que você vê sendo pregado por aí não é o evangelho da graça, e algumas pregações não são feitas com sabedoria. Lembro-me de um amigo incrédulo que estava com seus pedreiros no andaime ajudando a rebocar sua construção, quando um "obreiro" de alguma igreja parou na rua e começou a gritar um evangelho do tipo "Deus vai dar a você uma nova vida", obviamente não falando de vida eterna, mas de prosperidade.

"Com minha pregação já tirei da enxada um homem que hoje trabalha na prefeitura. Tirei da enxada outro que hoje é comerciante. Tirei da enxada mais um...." ao que meu amigo interrompeu e disse: "Meu caro, se você continuar tirando gente da enxada quem é que vai plantar o feijão para você comer?"

Infelizmente o que vemos às vezes é mais uma atitude de provocação e crítica do que o evangelho da graça pregado por alguém preocupado com a salvação de pecadores. Evangelho que convide alguém a largar um vício não é evangelho; evangelho que convide alguém a ser curado de uma doença do corpo não é evangelho; evangelho que prometa uma vida fácil neste mundo não é evangelho; e evangelho que tente ganhar discussão para sair de peito estufado e queixo erguido não é evangelho. Evangelho sem sangue não é evangelho, pois o verdadeiro evangelho é que Cristo veio ao mundo salvar pecadores, e todo aquele que nele crê tem a vida eterna.

Devemos trazer sempre o mesmo espírito do apóstolo Paulo, quando respondeu ao rei que o interrogava:

"Assim Deus permitisse que, por pouco ou por muito, não apenas tu, ó rei, porém todos os que hoje me ouvem se tornassem tais qual eu sou, exceto estas cadeias." (At 26:29). Que Paulo não foi em nada agressivo e nem quis criar ira nos que o ouviam nós podemos ver pela reação dos que estavam ali: "A essa altura, levantou-se o rei, e também o governador, e Berenice, bem como os que estavam assentados com eles; e, havendo-se retirado, falavam uns com os outros, dizendo: Este homem nada tem feito passível de morte ou de prisão. Então, Agripa se dirigiu a Festo e disse: Este homem bem podia ser solto, se não tivesse apelado para César." (At 26:30-32)

Li uma notícia de um rapa que parou em frente a uma casa onde estava tendo uma festa com muita bebedeira e gritaria e começou a pregar o "seu evangelho", que obviamente não foi nem um pouco oportuno para os que estavam se embriagando na festa. Tanto é que um deles saiu e esfaqueou o pobre rapaz até à morte.

Por isso é bom entender que é possível pregar o evangelho sem ser agressivo e respeitando certas regras de convivência e civilidade. Se você entrar em um velório em um país de radicais muçulmanos e começar a gritar versículos bíblicos mandando que se arrependam e difamando Alá, estará apenas garantindo seu velório ao lado do defunto. Portanto em certos ambiente você pode entregar um folheto com uma mensagem bíblica sem fazer estardalhaço. Hoje é possível até distribuir CDs e pendrives com mensagens evangelísticas e quem receber irá gostar do presente. Ao menos até descobrir o que está gravado neles.

http://www.respondi.com.br/2005/06/como-pregar-o-evangelho.html
http://www.respondi.com.br/2017/02/o-que-e-pregar-o-evangelho.html
http://www.respondi.com.br/2016/10/como-me-preparar-para-evangelizar.html
http://www.respondi.com.br/2014/11/posso-evangelizar-com-folhetos.html
http://www.respondi.com.br/2010/09/posso-usar-musica-para-evangelizar.html
http://www.respondi.com.br/2012/04/como-evangelizar-um-adepto-da-nova-era.html
http://www.respondi.com.br/2010/03/igreja-nao-evangeliza.html
http://www.respondi.com.br/2013/02/como-iniciar-uma-conversa.html
http://www.respondi.com.br/2016/04/cristaos-denominacionais-sao-mais.html
http://www.respondi.com.br/2016/07/posso-usar-fotos-de-celebridades-para.html
http://grandealegria.blogspot.com.br/2017/05/entendendo-evangelismo-mario-persona.html
http://acervodigitalcristao.com.br/livros/cartas-aos-evangelistas/
http://acervodigitalcristao.com.br/livros/a-obra-do-evangelho/
http://manjarcelestial.blogspot.com.br/p/evangelismo.html

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça