As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE "assunto"+"mario persona" NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Pesquisar este blog

Devo tomar cuidado com Darby e seus seguidores?



https://youtu.be/kYtiG1kLoIw

Alguém comentou no perfil de outro alguém: "Mario Persona fala coisas boas mas é seguidor de John Darby, uma seita exclusivista. Cuidado!". Isso obviamente demonstra a ignorância de quem só obteve informações sobre John Nelson Darby através de sites e vídeos de teorias conspiratórias. Esses costumam dizer que Darby teria sido maçom, espírita, ocultista, Illuminati etc. Será que essa gente nunca ouviram falar de "fake news"?

Mas também pode ter sido o caso de essa pessoa ter ficado confusa pelo fato de ter existido entre os irmãos congregados ao nome do Senhor no século 19 um sujeito chamado Raven (que curiosamente se traduz por "corvo"). Ele foi excomungado por heresia e acabou formando sua própria seita que mais tarde se juntaria a duas outras seitas derivadas dos irmãos originais em um movimento conhecido como "Raven-Taylor-Hales". Eles são conhecidos por "Exclusive Brethren" ou "Irmãos Exclusivistas" e são muito atuantes na Austrália e Nova Zelândia, onde têm influência no governo, mantêm escolas e seus líderes são figuras constantes na mídia por se envolverem em escândalos. No fundo não passa de mais uma organização religiosa.

Apesar de John Nelson Darby ter sido autor de mais de quarenta livros que exaltam sobremaneira a Pessoa de Cristo e as Escrituras, a maior parte de seus críticos leu no máximo as orelhas desses livros ou comentários de terceiros, sem nunca terem mergulhado no que aquele irmão e outros autores do século 19 ensinavam, depois de terem se apartado dos sistemas religiosos da época. Portanto se alguém chamar a mim ou a outro irmão de "seguidores de Darby" teria de aumentar a lista de nomes, porque são muitos os autores, e não apenas Darby, que ensinaram as verdades bíblicas professadas por aqueles congregados somente ao nome do Senhor Jesus e fora dos sistemas denominacionais.

O grande problema que muitos clérigos têm com Darby e outros autores dentre aqueles irmãos não está no dispensacionalismo, que vê Israel e Igreja como dois povos distintos e com promessas diferentes. Também não está no arrebatamento, que alguns falsamente acusam de terem eles copiado das visões de uma médium espirita. A grande pedra no sapato dos clérigos está no fato de aqueles irmãos terem demonstrado não existir fundamento bíblico para uma divisão entre clérigos e leigos na Igreja de Deus, e muito menos para um clero remunerado.

Obviamente nenhum clérigo que tenha investido anos em cursos de teologia para assumir a cadeira de pastor ou reverendo numa organização religiosa iria gostar de alguém assim. Porém uma vez li em um artigo que Billy Graham, cuja irmã chego a congregar com irmãos reunidos somente ao nome do Senhor, referindo-se àqueles autores do século 19, teria dito algo mais ou menos assim: "Muitos clérigos não gostam da admitir que beberam da fonte dos irmãos". Converse com um pastor pouco letrado e ele nunca terá ouvido falar de Darby e outros autores, como Kelly e Mackintosh. Converse com um teólogo sério e ele terá lido esses autores e, se seu compromisso for com a Palavra de Deus, dirá que apreciou o que leu.

http://www.respondi.com.br/2017/03/o-que-este-bispo-diz-de-darby-procede.html
http://www.respondi.com.br/2017/05/darby-era-macom.html
http://www.respondi.com.br/2009/03/o-primeiro-falar-do-arrebatamento-foi.html
http://www.respondi.com.br/2011/07/ideia-do-arrebatamento-e-demoniaca-em.html

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana