As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Posso clamar pelo sangue de Jesus?



https://youtu.be/w_dTSbHnhzM

Sua dúvida é se um cristão pode invocar ou clamar pelo sangue de Jesus, algo do tipo "Me cubra com teu sangue" em busca de proteção para si ou para outro. A resposta é não, pois não encontramos isso na Bíblia. A frase mais parecida com isso é uma maldição que os judeus lançaram sobre si mesmos: "Então Pilatos, vendo que nada aproveitava, antes o tumulto crescia, tomando água, lavou as mãos diante da multidão, dizendo: Estou inocente do sangue deste justo. Considerai isso. E, respondendo todo o povo, disse: O seu sangue caia sobre nós e sobre nossos filhos." (Mt 27:24-25).

O movimento pentecostal inventou mais esse modismo de clamar o sangue de Cristo sobre pessoas e objetos, como se fosse alguma água benta ou poção mágica que você lança sobre um problema ou uma pessoa para purificá-la, protegê-la ou tirar dela algum demônio. A invenção pentecostal deve ter surgido pela distorção das passagens do Antigo Testamento em que o sangue do cordeiro era espargido sobre alguém ou algum objeto.

Meu conselho: Não saia por aí clamando para Jesus cobrir você com sangue ou querendo que ele faça isso com alguém. Vai parecer ritual de magia com invocação de poderes do além. Hinos que trazem essa expressão nas letras ajudam a popularizar mais essa bobagem pentecostal fazendo com que pareça verdade. Encontrei um texto de Dave Hunt falando do assunto:

"A frase 'invocar ou clamar pelo sangue' não aparece nenhuma vez em todas as Escrituras. Pouco antes de cada reunião do desacreditado 'avivamento' na Assembléia de Deus de Brownsville, em Pensacola, Flórida, as equipes oravam por cada assento e 'amaravam os demônios' que poderiam estar à espreita neles. Esta é uma prática anti-bíblica. A Bíblia não contém nenhum registro de seu uso por algum apóstolo, profeta ou qualquer outro crente. Paulo e os outros apóstolos pregaram em muitos lugares demoníacos sem recitar este mantra. É uma prática vã que abre as portas para muitos erros, fanatismo e escravidão espiritual, desnecessariamente dando atenção a Satanás e demônios. Não se envolva nisso. Outra prática ocultista entre os carismáticos e pentecostais é ungir todas as portas, janelas e todos os cômodos de sua casa com óleo sagrado, ou o que quer que seja. Totalmente errado." — Dave Hunt

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana