fonte

Praticar esportes causa escândalo?



https://youtu.be/yNSGNHOoiMg

Você disse que viu um vídeo de minha autoria no qual eu digo que o cristão pode praticar esportes, apenas tendo o cuidado de não fazer disso uma obrigação principalmente aos domingos, quando seu lugar deveria ser na ceia do Senhor. Você ainda disse que uma irmã teria dito a você que, por ser a prática de esportes um exercício físico e o exercício deixar o corpo sarado, seria errado o cristão alterar seu corpo que é o templo do Espírito. Ela também citou Romanos 14:21 para mostrar que, ao praticar esportes, você a estaria escandalizando, já que ela é contrária à prática de esportes.

A passagem é esta: "Não destruas a obra de Deus por causa da comida. Todas as coisas, na verdade, são limpas, mas é mau para o homem o comer com escândalo.". Bem, se usarmos Romanos 14:21 como quem usa Bom Bril com suas mil e uma utilidades, vai ficar difícil viver neste planeta. Você poderia usar a mesma passagem para dizer a essa irmã que ficou escandalizada por ela ter ficado escandalizada por você praticar esportes. Percebeu que a passagem pode virar um canivete suíço nas mãos da turma do mimimi e do politicamente correto, que se ofende com qualquer coisa?

Usar passagens da Bíblia assim é como cozinhar o cabrito no leite da mãe, algo que Deus proibia no Antigo Testamento. Em Êxodo 23:19 o Senhor ordenou aos israelitas: "Não cozerás o cabrito no leite da sua própria mãe". O objetivo não era evitar desperdiçar leite ou escandalizar a mãe do cabrito, mas mostrar que não devemos usar aquilo que dá vida com a intenção de matar. A Palavra de Deus é o que dá vida, e portanto não deve ser usada por quem se sente ofendido para bater na cabeça dos outros e querer que todos se adequem a um modo particular de pensar.

Se você for se preocupar em não escandalizar cristãos nesta época, quando todo mundo diz ser cristão e segue cada um uma doutrina mais estranha que a outra, não poderá mais sair de casa. Exemplo, seria escândalo ir à praia de roupa de banho? Para alguns cristãos isso é pecado grave. Para outros depende da praia, do país, da cultura local etc. No Brasil você passaria despercebido se fosse de calção e sem camisa, mas chamaria muita atenção se fosse de terno e gravata. E ainda correria o risco de alguém em uma barraca chamá-lo para servir uma bebida.

Quando procuro corrigir muitas das dúvidas baseadas nas crenças de pessoas que me escrevem, principalmente as que vêm do meio pentecostal, é inevitável que eu acabe servindo de escândalo para algumas pessoas criadas nesse meio. Mas ao fazer isso fundamentado na Bíblia deixo claro que o erro é de quem está sendo escandalizado por algo que não tem qualquer sustentação na Verdade.

Quer um exemplo? Se vestir bermudas acabarei escandalizando os que irão reparar em minhas canelas finas e também em pessoas de religiões que proíbem o uso de bermudas, embora nada exista na Bíblia a esse respeito. Sei de pessoas de certas religiões pentecostais que se escandalizam com homens usando camisa de mangas curtas, apesar de não existir na Bíblia uma passagem sequer a respeito do estilo de roupa que devemos usar. Nos tempos bíblicos homens usavam longas túnicas, o que seria escandaloso para um cristão no mundo ocidental hoje.

Se bebo vinho escandalizo os de religiões que proíbem beber vinho, mesmo que o primeiro milagre de Jesus tenha sido transformar água em vinho.

"Disse-lhes Jesus: Enchei de água essas talhas. E encheram-nas até em cima. E disse-lhes: Tirai agora, e levai ao mestre-sala. E levaram. E, logo que o mestre-sala provou a água feita vinho (não sabendo de onde viera, se bem que o sabiam os serventes que tinham tirado a água), chamou o mestre-sala ao esposo. E disse-lhe: Todo o homem põe primeiro o vinho bom e, quando já têm bebido bem, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho. Jesus principiou assim os seus sinais em Caná da Galileia, e manifestou a sua glória; e os seus discípulos creram nele." (Jo 2:7-11).

Se gosto de um churrasco escandalizo os adeptos de  religiões vegetarianas, mesmo que o Senhor tenha dado a Noé ordem específica para comer carne.

"E abençoou Deus a Noé e a seus filhos, e disse-lhes: Frutificai e multiplicai-vos e enchei a terra. E o temor de vós e o pavor de vós virão sobre todo o animal da terra, e sobre toda a ave dos céus; tudo o que se move sobre a terra, e todos os peixes do mar, nas vossas mãos são entregues. Tudo quanto se move, que é vivente, será para vosso mantimento; tudo vos tenho dado como a erva verde." (Gn 9:1-3).

Se pratico esportes (o que infelizmente há tempos não faço) escandalizo os que nunca leram Paulo dizer que existe algum proveito nos exercícios físicos. Sim, ele disse que o proveito é pouco comparado com a piedade, mas mesmo assim há proveito. "Pois o exercício físico para pouco é proveitoso, mas a piedade para tudo é proveitosa, porque tem a promessa da vida que agora é e da que há de ser." (1 Tm 4:8). O próprio Paulo usou exemplos de esportes para explicar doutrinas, o que indica que ele estava familiarizado com isso e não usaria tais exemplos se a prática de esportes fosse pecado: "o atleta não é coroado se não lutar segundo as normas." (2 Tm 2:5).

É claro que nunca devemos nos esquecer destas passagens, e elas têm a ver com as intenções com as quais fazemos as coisas: "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma. Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam." (1 Co 6:12; 10:23).

Uma mulher que faça academia, por exemplo, para modelar seu corpo a fim de deixá-lo mais sensual e atrair mais homens, não está exatamente buscando uma melhor saúde, e sim ser o centro das atenções ou até mesmo gerar cobiça nos homens, que são mais atraídos pelo olhar, e inveja nas outras mulheres. O mesmo vale para um homem que se exercita para ficar com um corpo sarado e assim impressionar as mulheres. Será que ela ou ele não estariam servindo de tropeço e escândalo para outros? Dê uma passada pelo Instagram antes de responder.

Mas alguém poderia achar que ao dizer isto eu estaria dando razão às doutrinas legalistas que proíbem uma porção de coisas na tentativa de transformar o cristão em piedoso. Piedade não é algo que se obtém por meio de leis e regras. Nunca se esqueça de que vaidade é uma via de mão dupla, portanto a mesma vaidade de uma mulher que se traduz em corpo escultural, roupas sensuais e cabelos e maquiagens produzidos, é a vaidade que, numa mulher cristã legalista, se traduz no orgulho de ter o cabelo mais longo que a outra, ou o vestido mais comprido, ou o rosto limpo de maquiagem.

O meio religioso é um caldo rico em vaidades. Muitos gostam de exibir seus dotes (supostamente) espirituais, musicais, de oratória, seus diplomas de teologia e posições hierárquicas no clero. Outros, geralmente ligados ao pentecostalismo, se orgulham de falar línguas que ninguém entende ou de receber supostas revelações que são ditas usando um português dos tempos de João Ferreira de Almeida: "Meu servo, tenho uma mensagem para ti! Fostes escolhidos para uma grande obra!".

Nesse meio nunca ninguém recebe uma revelação de que foi escolhido para uma pequena obra, tem de ser grande, ainda que o Senhor se agrade das coisas pequenas, como dois ou três congregados, um único eunuco na audiência de uma pregação ou a oferta da mulher que deu apenas duas moedinhas. Acaso essa gente nunca leu Eclesiastes e reparou em quantas vezes é dito ali que "Tudo é vaidade"? "Pois quem despreza o dia dos humildes começos, esse alegrar-se-á vendo o prumo na mão de Zorobabel." (Zc 4:10).

Anos atrás conheci um grupo de cristãos que cultivava a vaidade da pobreza. Isso mesmo, eles achavam que ser pobre era uma obrigação para o cristão, e por isso evitavam qualquer coisa que aparentasse luxo e ostentação. Vestiam-se de roupas simples e na casa de um deles tomei café servido em copinhos de papinha de bebê, que devem ter encontrado no lixo, só para não usarem xícaras. Seria muita ostentação ter xícaras? O líder do grupo gostou tando da ideia de se desvencilhar das coisas materiais que acabou se desvencilhando da esposa e de uma filha deficiente para fugir com uma colega do trabalho. Então não se engane, porque a origem de toda vaidade, seja ela mundana ou religiosa, está no coração do homem.

"Ninguém se faça árbitro contra vós outros, pretextando humildade e culto dos anjos, baseando-se em visões, enfatuado, sem motivo algum, na sua mente carnal... Se morrestes com Cristo para os rudimentos do mundo, por que, como se vivêsseis no mundo, vos sujeitais a ordenanças: não manuseies isto, não proves aquilo, não toques aquiloutro, segundo os preceitos e doutrinas dos homens? Pois que todas estas coisas, com o uso, se destroem. Tais coisas, com efeito, têm aparência de sabedoria, como culto de si mesmo, e de falsa humildade, e de rigor ascético; todavia, não têm valor algum contra a sensualidade." (Cl 2:18-23).

O contexto de Romanos 14:21 que você citou tinha a ver com as instruções da Lei mosaica relacionadas a alimentos e bebidas, mas não na doutrina dos apóstolos para o tempo da graça. Muitos cristãos eram convertidos do judaísmo e traziam ainda vários costumes ligados à Lei, como animais puros e impuros para alimentos, proibição de certas vestimentas etc. Não eram apenas invenções e devaneios religiosos como os encontrados hoje em religiões legalistas, como não usar brincos, não usar camisa de mangas curtas, não usar bermudas, não usar barba, não pintar as unhas, não praticar esportes etc.

Então procure sempre buscar na Bíblia fundamentação para o que faz e lembre-se do versículo que vem depois, que é a conclusão dada após instruções do cuidado para não escandalizar: "A fé que tens, tem-na para ti mesmo perante Deus. Bem-aventurado é aquele que não se condena naquilo que aprova." (Rm 14:22).

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça