fonte

Qual a diferença entre usar "culto" e "reunião"?



Você perguntou qual a diferença de se usar a palavra "reunião" ou "culto" quando estamos reunidos para o Senhor. A palavra grega "eklesia", que foi traduzida como igreja, significa um ajuntamento de pessoas em Atos, tanto de crentes, quando os cristãos estavam reunidos, como de incrédulos como a multidão que queria atacar os cristãos. Então qualquer palavra como reunião, assembleia, congregação tem o mesmo sentido de pessoas reunidas e está alinhada com a função e propósito da igreja.

Veja que interessante esta passagem, que usa a mesma palavra "eklesia" usada para igreja ou congregação, mas no contexto de incrédulos:

"Mas, se Demétrio e os artífices que estão com ele têm alguma coisa contra alguém, há audiências e há procônsules; que se acusem uns aos outros; e, se alguma outra coisa demandais, averiguar-se-á em legítima assembleia [eklesia]. Na verdade até corremos perigo de que, por hoje, sejamos acusados de sedição, não havendo causa alguma com que possamos justificar este concurso. , tendo dito isto, despediu a assembleia [eklesia]." (At 19:39-41).

A palavra "culto" no grego "latreia" tem conotação judaica, pois não significa uma reunião de pessoas como é o caso de "eklesia", mas sim uma cerimônia ministrada por alguém. Também tem o sentido de adoração e louvor, e é por isso que de "latreia" deriva a palavra idolatria, que é culto a ídolos. A palavra "culto" aparece nessa feição judaica neste versículo como prática judaica:

"Que são israelitas, dos quais é a adoção de filhos, e a glória, e as alianças, e a lei, e o culto, e as promessas... Ora, também a primeira tinha ordenanças de culto divino, e um santuário terrestre. " (Rm 9:4; Hb 9:1). 

Aqui ela aparece como a atividade de cultuar a Deus em espírito: "Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional." (Rm 12:1).

Neste outro ela aparece na adoração a anjos, o que é proibido pela Palavra de Deus...  "Ninguém vos domine a seu bel-prazer com pretexto de humildade e culto dos anjos, envolvendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão." (Cl 2:18).

Resumindo, dizer "Vou à reunião", "Vou à igreja", "Vou à assembleia", "Vou à congregação" são a mesma coisa, o problema é que a palavra "igreja" teve seu sentido original alterado e hoje se entende como um edifício religioso ou uma organização religiosa., e não como uma mera reunião de pessoas.

O mesmo problema encontramos hoje quando dizemos "Vou à assembleia" e "Vou à congregação", porque existem denominações que adotaram esses nomes. Então me parece que "reunião" ainda é a mais isenta de mal entendidos, mas ninguém queira entender que seja a mesma "reunião" ou "congregação" de Israel por em ambos os casos o mesmo termo ser usado. 

A igreja ou reunião ou congregação a que as epístolas se referem nada tem a ver com Israel, mas está relacionada ao corpo de Cristo e não existia nem mesmo nos evangelhos, ou o Senhor não teria usado o verbo no futuro quando disse: "Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja (eklesia), e as portas do inferno não prevalecerão contra ela." (Mt 16:18).

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça