As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Como saber se o texto biblico nao foi adulterado?



https://youtu.be/M7ori2dBRuw

Você escreveu perguntando como podemos ter certeza de que o que está escrito na Bíblia é verdade, ou ao menos o genuíno pensamento de Deus sem distorções e adulterações. Também perguntou que garantia temos de que os tradutores tenham traduzido aquilo que estava nos originais sem corrompê-los.
Tenho quase três dezenas de livros de minha autoria que foram publicados, além de centenas de artigos, e nesta era de comunicação digital me preocupa que possam ser adulterados por pessoas de má fé. Existem leis de direitos autorais que podem ser utilizadas para penalizar os que fizerem isso, mas essas leis não são perfeitas e nem sempre eu sei onde foi que alguém republicou algo meu.

Apesar de às vezes ser avisado por leitores e por resultados de buscas, nem sempre conseguiria  conferir todas as vezes que são publicados para me certificar de que não alteraram o sentido do que escrevi, criaram obras derivadas, ou roubaram meu texto inteiro para assiná-lo com o nome do gatuno. Isso até já aconteceu algumas vezes com algumas de minhas crônicas de negócios.

A razão de eu não conseguir administrar tudo isso é muito simples: Não sou Deus e nem tenho onisciência, para saber de tudo o que acontece, e nem onipresença, para estar em todos os sites, redes sociais e páginas impressas ao mesmo tempo. Mas Deus tem tudo isso e é também onipotente, capaz de administrar muito bem o Livro do qual ELE é o autor.

Quanto às traduções, fiquei surpreso ao descobrir que os judeus dos tempos de Jesus e do início da Igreja não usavam as Escrituras do Antigo Testamento em hebraico, aquelas das quais ouvimos falar na história dos hebreus. Grande parte das citações do Antigo Testamento que você encontra no Novo Testamento foram tiradas da versão grega dos "Setenta" ou "Septuaginta". Era uma tradução do hebraico para o grego feita por setenta escribas judeus uns trezentos anos antes de Cristo.

Quando Paulo fala das "Escrituras", ou quando diz que a mãe e avó de Timóteo lhe ensinaram as "Escrituras", é dessa versão que estava falando. Se Paulo, e o próprio Senhor Jesus, chamavam a tradução grega como "Palavra de Deus", o mesmo termo pode ser empregado para uma versão em Português ou qualquer outro idioma.

Portanto descanse no fato de Deus estar cuidando de sua Palavra, que hoje existe em centenas de línguas diferentes, bem ou mal traduzidas, mas ainda assim com poder suficiente para salvar, consolar, edificar e exortar uma alma sincera. Acho até que o Espírito Santo filtra o que a pessoa lê em uma má tradução para que ao coração dela chegue o que realmente o Espírito quis dizer.

Afinal, é isso que ele faz quando dirigimos nossas orações ao Pai, não é mesmo? Nós não sabemos como pedir, mas lá está o Espírito Santo agindo como uma espécie de "corretor ortográfico" divino e fazendo chegar ao Pai nossas orações com uma caligrafia impecável.

"E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos." (Rm 8:26-27).

Vou dar um exemplo. Anos atrás conheci um pregador do evangelho que no horário de almoço fazia ótimas pregações no calçadão próximo à antiga loja Mappin e ao Teatro Municipal. Sempre que tinha tempo parava para ouvi-lo e um dia conversei com ele e me contou de sua conversão. Ele era motorista de táxi e ganhou de um passageiro Testemunha de Jeová uma Bíblia daquela seita.

Qualquer pessoa que conheça a Bíblia sabe que aquela religião adulterou versículos específicos que falam da divindade de Cristo para adaptar o texto às suas doutrinas malignas. Mas foi nos horários de almoço que aquele taxista parava debaixo de uma árvore para ler aquele exemplar da Bíblia e foi por meio dela que o Espírito Santo tocou seu coração. Veja você, uma versão adulterada das Escrituras teve um efeito no coração daquele homem que se tornou um pregador do evangelho e viria a encaminhar muitos outros ao conhecimento da salvação.

Outro caso eu li certa vez, e dava conta de um teólogo moderninho que visitou uma irmã idosa. Enquanto conversavam, ela ia citando para ele alguns versículos que achava preciosos, porém o teólogo, querendo mostrar serviço, a todo momento a interrompia para dizer que aquele versículo não existia nos melhores manuscritos, ou que não era daquele jeito que estava no original, ou que no grego tinha outro significado etc. e tal.

De repente a velhinha começou a chorar e o teólogo percebeu que tinha dado um fora. Começou a se desculpar, mas ela logo o tranquilizou: "Irmão, não precisa pedir desculpas, eu não estou chorando de tristeza, eu estou chorando de alegria! Que livro maravilhoso é este! Se todas essas passagens que você disse serem falsas me trouxeram tanto conforto e alegria, imagine as verdadeiras!".

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana