As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Por que você chamou essa religiao de seita maldita?



https://youtu.be/gLm7AHDayXM

Você escreveu dizendo que em uma de minhas mensagens me ouviu chamar uma determinada religião de seita maldita. Então quis saber a razão de eu dizer aquilo dessa religião e não de outras religiões evangélicas. Bem, a religião em tela não pode ser considerada "evangélica" ou "católica", uma vez que ela nega o principal fundamento da fé cristã que é a divindade de Jesus.

Não sei se você é dessa seita, mas se for então saberá que, além de negar a divindade de Cristo, querendo fazer dele um "deus" menor e criado por Jeová, ela prega uma salvação por obras, sendo uma dessas "obras" o ser membro dessa mesma seita. Não fui eu quem inventou que um falso evangelho pode ser chamado de maldito ou amaldiçoado. Paulo chama de amaldiçoado um evangelho que não seja aquele que ele pregou, então pode ampliar o uso da expressão "maldita" para toda religião que prega uma salvação baseada em obras, e principalmente se negar a divindade de Jesus. Na carta aos Gálatas ele diz:

"Estou admirado de vocês estarem abandonando tão depressa aquele que os chamou por meio da graça de Cristo, para aceitarem outro evangelho. Na realidade, porém, não existe outro evangelho. Há somente pessoas que estão semeando confusão entre vocês, e querem deturpar o Evangelho de Cristo. Maldito aquele que anunciar a vocês um evangelho diferente daquele que anunciamos, ainda que sejamos nós mesmos ou algum anjo do céu. Já dissemos antes e agora repetimos: Maldito seja quem anunciar um evangelho diferente daquele que vocês receberam." (Gl 1:6-9).

Mas o evangelho que Paulo pregou não se restringe à salvação pela fé, mas inclui uma verdade cardeal da fé cristã, que é a divindade de nosso Senhor Jesus Cristo. Quem negue tal verdade — de que Jesus é Deus pré-existente antes de vir em carne — não deve nem ser recebido ou saudado, como ensina o apóstolo João em sua epístola:

"Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo. Olhai por vós mesmos, para que não percamos o que temos ganho, antes recebamos o inteiro galardão. Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho. Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis. Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras." (2 Jo 1:7-11).

Uma das doutrinas absurdas dessa seita é achar que Jesus teria sido criado por Jeová. Isso é tão absurdo quanto aquela litografia do holandês Escher, que mostra duas mãos se desenhando mutuamente. Como poderia Jeová ter criado Jesus se Jesus é o mesmo Jeová do Antigo Testamento? Ora, existem muitas passagens nas quais o apóstolo Paulo fala de Jesus nos mesmos termos usados pelos profetas do Antigo Testamento quando falavam de Jeová, inclusive citando as mesmas palavras ditas pelos profetas de Israel. Assim ele demonstra ser Jesus o próprio Jeová, a mesma Pessoa divina e Criador de todas as coisas. Compare estas passagens:

"Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo." (Rm 10:13).
"E há de ser que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo." (Jl 2:32).

"Para que, como está escrito: Aquele que se gloria glorie-se no Senhor." (1 Co 1:31).
"Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o Senhor, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor." (Jr 9:24).

"Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo." (1 Co 2:16).
"Quem guiou o Espírito do Senhor, ou como seu conselheiro o ensinou?" (Is 40:13).

"Porque a terra é do Senhor e toda a sua plenitude." (1 Co 10:26).
"Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam." (Sl 24:1).

"Aquele, porém, que se gloria, glorie-se no Senhor." (2 Co 10:17).
"Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o Senhor, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor." (Jr 9:24).

"Isaías disse isto quando viu a sua glória e falou dele." (Jo 12:41).
"No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi também ao Senhor assentado sobre um alto e sublime trono; e o seu séquito enchia o templo." (Is 6:1).

Concluindo, como você chamaria uma religião que transtorna o verdadeiro evangelho da graça e nega a divindade de Cristo? Se não for maldita então iria você considerá-la bendita? A Palavra de Deus chama "bendito" o Criador, e ela mesma mostra que o Criador é Jesus, o mesmo Jeová do Antigo Testamento, que em Gênesis aparece acompanhado do Pai e do Espírito Santo, já que essa Trindade é o "Elohim", um nome hebraico plural.

"No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez." (Jo 1:1-3).

"Para que todos honrem o Filho, como honram o Pai. Quem não honra o Filho, não honra o Pai que o enviou." (Jo 5:23).

"E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu!" (Jo 20:28).

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana