As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

O pastor esta' ensinando que Jeova' seria Satanas. Existe fundamento?



https://youtu.be/LOhScUGaHj4

Você escreveu dizendo que o pastor da igreja que frequenta sempre foi muito correto no ensinar, mas que ultimamente mudou e adotou ideias contrárias ao que ensinava no passado. Segundo ele, Jeová não pode ser o mesmo Jesus por causa do que ele diz ser crueldade demonstrada no Antigo Testamento. Ele também usa do argumento de que em alguns momentos Jeová aparecia em meio às trevas, soltando fumaça pelas narinas e fogo pela boca. Segundo esse pastor, que aparentemente nunca conheceu a Verdade, Jeová seria Satanás vindo como "anjo de luz" para enganar.

O curioso de todos os que procuram negar a Bíblia recorrem ao seu texto para tentar embasar suas heresias. Ao mencionar "anjo de luz" esse homem acaba se condenando, pois a passagem está falando exatamente de pessoas como ele. "Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras." (2 Co 11:13-15).

Essa doutrina demoníaca que tenta associar o nome de Jeová a Satanás vem se espalhando rapidamente neste fim dos tempos, quando a cristandade se afasta cada vez mais da Verdade, sendo preparada para receber o anticristo com sua aparência de cordeiro para esconder uma boca que traz a palavra de Satanás, seu mentor e energizador.

"E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como o dragão. E exerce todo o poder da primeira besta na sua presença, e faz que a terra e os que nela habitam adorem a primeira besta, cuja chaga mortal fora curada. E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens. E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia. E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta." (Ap 13:11-15).

Você pergunta, "Se Jeová é Deus, como é que ele apareceu de maneiras tão diversas no Antigo Testamento e no livro de Apocalipse? A Bíblia diz que 'Deus nunca foi visto por alguém'". Sua dificuldade está por não entender que a revelação de Deus foi progressiva e se concretizou totalmente no Novo Testamento (mais especificamente nas epístolas). O versículo que você citou tem uma continuação que responde sua dificuldade: "Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o revelou." (Jo 1:18). Jesus é Jeová, a manifestação de Deus, que no Antigo Testamento se comunicou com Israel e no Novo Testamento se revelou vindo em carne.

No Antigo Testamento (e às vezes no Novo também) você encontra expressões como "anjo" e é preciso entender sua tradução, que é "mensageiro", "enviado" ou simplesmente uma "aparição". Quando encontrar "um anjo do Senhor" ou "um anjo de Jeová" é um anjo mesmo, um mensageiro enviado pelo Senhor Jeová. Quando a passagem disser "o anjo do Senhor" é Jesus em forma angelical numa aparição.

Você enviou um versículo usado por esse falso mestre travestido de "pastor" na tentativa de denegrir a Pessoa de Jeová. Está em Jeremias 7:22: "Porque nunca falei a vossos pais, no dia em que os tirei da terra do Egito, nem lhes ordenei coisa alguma acerca de holocaustos ou sacrifícios.".

O argumento de que Jeová não é Deus usando este versículo é risível. O que esse "pastor" está querendo dizer? Que o verdadeiro Deus foi o que ordenou holocaustos ou isso teria sido ordenado por um suposto falso deus? No versículo 21 diz que foi Jeová quem disse isso, e se você tentar colocar em dúvida todas as passagens que falam de Jeová terá que descartar todo o Antigo Testamento e também os Evangelhos, pois Jesus mesmo endossou as Escrituras do Antigo Testamento, em especial o Pentateuco, como falando dele.

Quando apareceu ressuscitado a dois discípulos no caminho de Emaús, Jesus lhes disse: "Ó néscios, e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! Porventura não convinha que o Cristo padecesse estas coisas e entrasse na sua glória? E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras." (Lc 24:25-27).

O capítulo 7 de Jeremias, do qual você citou o versículo 22, começa falando dos sacrifícios que Israel estava oferecendo aos ídolos e não ao Deus verdadeiro, e com isso transgrediam o primeiro mandamento ao seguirem outros deuses. No versículo seguinte Deus deixa claro que antes de sacrifícios tinha demandado exclusividade na adoração, portanto obediência seria o primeiro passo. Qualquer coisa que viesse depois praticada em independência não vinha de Deus, mas dos ídolos. "Mas isto lhes ordenei, dizendo: Dai ouvidos à minha voz, e eu serei o vosso Deus, e vós sereis o meu povo; e andai em todo o caminho que eu vos mandar, para que vos vá bem." (Jr 7:23).

O outro versículo que o falso "pastor" de sua igreja usou para afirmar que o Deus verdadeiro não teria falado em meio às trevas é este: "Não falei em segredo, nem em lugar algum escuro da terra; não disse à descendência de Jacó: Buscai-me em vão; eu sou o Senhor, que falo a justiça, e anuncio coisas retas." (Is 45:19).

Qualquer pessoa que conheça princípios básicos de interpretação de texto percebe que o sentido aqui é que Deus sempre falou "às claras" com seu povo de Israel, de modo que eles não tivessem dúvidas, e não que um suposto "deus" estivesse falando com eles em meio às trevas. Jesus usou de expressão semelhante nos Evangelhos em Mateus 10:26-27: "Portanto, não os temais; porque nada há encoberto que não haja de revelar-se, nem oculto que não haja de saber-se. O que vos digo em trevas dizei-o em luz; e o que escutais ao ouvido pregai-o sobre os telhados.".

E agora? Vai ele colocar em dúvida também o Jesus mostrado nos evangelhos por ele ter falado aos discípulos "em trevas"? Mas até que faz sentido esse tal "pastor" não entender essas coisas, porque assim como Jesus não falava abertamente tudo, mas levava os discípulos a um lugar à parte para explicar o que dizia e fazia, Deus se oculta dos desobedientes, e aí sim o que resta são trevas como as que mergulharam os defensores dessa heresia.

Você parece estar quase convertida ao que ensina esse lobo da igreja que frequenta, quando diz: "Se eu acreditar que realmente em algumas vezes era o inimigo disfarçado em anjo de luz, isso explica muitas coisas que foram feitas como se fosse Deus e depois o próprio Deus diz que ele não o fez.".

Esse raciocínio dá margem a você escolher quem foi que disse ou fez algo; fica a seu bel prazer escolher o que aceitar da Bíblia, com a alegação de que tal coisa vem do verdadeiro Jesus, outra não vem etc. Deste modo esse "guia de cegos" que ocupa o púlpito de sua igreja fica muito à vontade para ensinar o que quiser, ainda que vá totalmente contra as Escrituras. Basta ele dizer que aquela parte foi o falso Deus quem falou.. Siga um homem assim e você estará escrava da interpretação dele e de ele dizer em que passagem é Deus e em que passagem é o diabo.

Segundo esse conceito de que Deus só pode ser "bonzinho" e "fala mansa", e nunca enérgico como é um Pai que educa corretamente seus filhos, fica difícil dizer quem foi que realmente expulsou os vendilhões do Templo usando um chicote. Terá sido Jesus, que é Jeová do Antigo Testamento, ou o suposto "anjo de luz diabólico" desse seu "pastor"? E quem teria secado a figueira em Mateus 21:20, que foi claramente um ato de milagre às avessas, ao tirar a vida daquela pobre árvore?

E se formos seguir a história de Israel, quem teria libertado o povo da escravidão do Egito com braço forte e destruído os egípcios dando a eles uma morte horrível em meio às águas do mar? No conceito desse "pastor" um Deus bom não teria agido assim. E são justamente todas essas libertações que Pedro e Estêvão citam em seus discursos como sendo do Senhor Jeová. Em Atos 7:7 Estêvão diz: "E eu julgarei a nação que os tiver escravizado, disse Deus. E depois disto sairão e me servirão neste lugar.". E Deus efetivamente julgou os egípcios.

Mais complicado ainda fica essa falsa interpretação diabólica do "pastor" que você segue quando chegamos ao livro de Apocalipse. Ali encontramos Jesus no caráter de um Juiz severo que virá julgar as nações como ele prometeu em muitas passagens nos Evangelhos, quando dizia coisas que nada tem a ver com esse falso "deus" bonzinho e politicamente correto pregado pelo "pastor" dessa igreja que você frequenta. O mesmo severo Senhor Jeová do Antigo Testamento é o "Filho do Homem", Jesus, que você encontra em Apocalipse. Aqui vão alguns exemplos:

"O Senhor, à tua direita, ferirá os reis no dia da sua ira. Julgará entre os gentios; tudo encherá de corpos mortos; ferirá os cabeças de muitos países." (Sl 110:5-6). 

"E também o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o juízo; porque, como o Pai tem a vida em si mesmo, assim deu também ao Filho ter a vida em si mesmo; e deu-lhe o poder de exercer o juízo, porque é o Filho do homem." (Jo 5:22, 26-27).

"O mesmo apóstolo João escreve: "Eu fui arrebatado no Espírito no dia do Senhor, e ouvi detrás de mim uma grande voz, como de trombeta, que dizia: Eu sou o Alfa e o Omega, o primeiro e o derradeiro...  E virei-me para ver quem falava comigo. E, virando-me, vi sete castiçais de ouro; e no meio dos sete castiçais um semelhante ao Filho do homem, vestido até aos pés de uma roupa comprida, e cingido pelos peitos com um cinto de ouro. E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os seus olhos como chama de fogo; e os seus pés, semelhantes a latão reluzente, como se tivessem sido refinados numa fornalha, e a sua voz como a voz de muitas águas. E ele tinha na sua destra sete estrelas; e da sua boca saía uma aguda espada de dois fios; e o seu rosto era como o sol, quando na sua força resplandece. E eu, quando vi, caí a seus pés como morto; e ele pós sobre mim a sua destra, dizendo-me: Não temas; Eu sou o primeiro e o último; e o que vivo e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém. E tenho as chaves da morte e do inferno." (Ap 1:10:18).

"E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga e peleja com justiça. E os seus olhos eram como chama de fogo; e sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão ele mesmo. E estava vestido de uma veste salpicada de sangue; e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus. E seguiam-no os exércitos no céu em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro. E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso. E no manto e na sua coxa tem escrito este nome: Rei dos reis, e Senhor dos senhores. E vi um anjo que estava no sol, e clamou com grande voz, dizendo a todas as aves que voavam pelo meio do céu: Vinde, e ajuntai-vos à ceia do grande Deus." (Ap 19:11-17).

https://www.respondi.com.br/2012/06/jeova-seria-o-pai-de-jesus.html

https://www.respondi.com.br/2012/06/como-pode-jesus-ter-sido-jeova.html

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana