As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

O que voce acha das ideias de Jacque Fresco e seu "Projeto Venus"?



https://youtu.be/VkJcAGFcLp8

Sua dúvida sobre o que penso das ideias de Jacque Fresco e de seu "Projeto Venus", eu diria que em outro momento de minha vida eu teria abraçado algo assim, pois tem todos os elementos que me cativavam na década de 1970, quando eu cursava arquitetura, buscava soluções para o mundo e lia tudo de esotérico que me caía nas mãos. Mas aí eu me converti a Cristo e tudo mudou. Para ver o contraste entre a fé cristã e o que propõe Jacque Fresco é só ler um trecho de seu livro "The best that money can't buy".

"A maioria dos problemas que enfrentamos no mundo hoje foram criados por nós mesmos. Devemos aceitar que o futuro depende de nós. Intervenções feitas por seres míticos ou divinos de vestes brancas descendo das nuvens, ou por visitantes de outros planetas, são ilusões que não podem resolver os problemas de nosso mundo moderno. O futuro do mundo é de nossa responsabilidade e depende das decisões que tomarmos hoje. Somos nossa própria salvação ou condenação. As soluções que darão forma ao futuro dependem totalmente do esforço coletivo de todas as pessoas trabalhando juntas". Jacque Fresco - "The Best that Money Can’t buy, Beyond Politics, Poverty and War".

Como será que a Palavra de Deus responde a tamanha pretensão de auto-salvação que tenta negar a vinda de Cristo entre nuvens para passar a limpo este pobre planeta? Veja nesta passagem: "Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória." (Mt 24:30).

Se quiser saber a quem caberá a responsabilidade de construir um mundo melhor, é só ler o que Espírito Santo revelou ao apóstolo Pedro, que começa falando de homens com ideias como as de Jacque Fresco:

"Nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda?... Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios. Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade, aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão? Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça." (2 Pe 3:3-13).

Se não bastasse toda a impiedade de suas ideias sobre salvação do homem e criação de uma nova ordem mundial, Jacque Fresco diz ter uma solução para criar também um novo homem.

"Quando a biotecnologia se tornar mais avançada, os seres humanos tal qual os conhecemos se tornarão uma espécie modificada. Se nós, como seres humanos, fracassarmos em incluir a possibilidade desse desenvolvimento no desenvolvimento geral da evolução social iremos testemunhar o declínio de nossa espécie" - Jacque Fresco - "The Best that Money Can’t buy, Beyond Politics, Poverty and War".

Mas a opinião da Palavra de Deus joga por terra essa pretensão macabra e franksteriana, ao menos para o homem criado por Deus em perfeição que a Bíblia revela:

"Se é que o tendes ouvido e nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus, a saber, o fato de terdes despojado, no que diz respeito ao trato passado, do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; e terdes sido renovados no espírito da vossa mente; e terdes se revestido do novo homem, que SEGUNDO DEUS É CRIADO em verdadeira justiça e santidade... Se alguém está em Cristo, é uma nova criação; passou o que era velho, eis que se fez novo." (Ef 4:21-24; 2 Co 5:17).

O resumo de uma palestra de Jacque Fresco promovida no site de seu projeto anuncia:

"Jacque Fresco examina os mitos e valores que dominaram a história, os relacionados à tomada de decisões, individualidade, superstições, metafísica, astrologia, religião, preconceito, estereótipos, doutrinação, animismo, propósito, amor, justiça, expectativas, nudez, moralidade. competição, favoritismo, feriados, rituais, casamento, relacionamentos. Fresco examina detalhadamente as histórias da criação da Bíblia, bem como histórias sobre Moisés e Jesus Cristo."

Essas "histórias sobre Moisés e Jesus Cristo" são as tratadas no filme "Zeitgeist", que causou repúdio em muitos cristãos por afirmar que Jesus seria uma farsa construída. Uma vez comecei a assistir o filme por indicação de alguém e parei assim que vi de que se tratava. Eu não preciso beber um litro de vinagre para saber que é vinagre. Só de cheirar ou ler o rótulo posso evitar a náusea e o vômito que irá me causar. Quando você trabalha com comunicação aprende a identificar técnicas de construção de pensamento e argumentação, e isso ajuda muito a detectar quando alguém está querendo criar impacto pela distorção ou omissão de fatos. É o caso do filme.

Basta passar em reverso a ideia do filme — que é a de que Jesus foi construído a partir de lendas antigas — para ver como é fácil criar um argumento assim. Se o assunto tiver uma pitada de teoria conspiratória, melhor ainda. Se quiser entender o que eu disse por passar o filme em reverso, leia o livro "Fator Melquisedeque", de Don Richardson. Ali ele mostra como as lendas antigas foram construídas a partir de revelações que Deus dera nos escritos do Antigo Testamento acerca da vinda de Cristo.

Este não é primeiro e nem será o último filme a colocar em dúvida Cristo e o cristianismo. Neste caso ele associa a figura de Cristo à divindade Hórus da mitologia egípcia. Você nem precisa usar Hórus, que é o ídolo pagão que ele usa, para construir o raciocínio de que Jesus seria baseado em um mito. Pode também usar outra divindade da antiguidade que encontrará semelhanças.

Começando pelo Jardim do Éden, quando Deus já revelou que um nascido de mulher seria ferido pela serpente e que esmagaria sua cabeça, muitas outras revelações foram feitas por Deus, não apenas ao Seu povo de Israel, mas antes disso. O livro de Jó é o mais antigo da Bíblia e por ele você pode ver o quanto de revelações Deus já fazia na antiguidade.

Não foram apenas as revelações de Deus da antiguidade que viraram lendas, mas fatos históricos também, como a própria história da Criação, de Adão e Eva, do dilúvio etc. Tudo isso pode ser encontrado em versões distorcidas nas mais diversas culturas. A semelhança, portanto, não é porque a divindade foi baseada no Jesus que viveu há dois mil anos, mas por ter sido baseada em fragmentos do que Deus já havia revelado a respeito de Cristo nos quatro mil anos que antecederam sua vinda ao mundo.

O filme faz parte de uma série e seu primeiro episódio visava desconstruir qualquer tipo de fé ou crença. O que nem todos perceberam foi que a série tinha um objetivo, e ele é apresentado no terceiro episódio com a apresentação de Jacque Fresco e seu "Projeto Venus" para a salvação da humanidade. A estratégia usada é a mesma dos regimes totalitários socialistas e comunistas: Primeiro você desconstrói o objeto da fé das pessoas — Jesus — e depois introduz um novo "messias". Apocalipse 13:6 menciona a besta, que "abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar do seu nome, e do seu tabernáculo, e dos que habitam no céu.". Não, ninguém no site do tal Projeto Venus irá admitir isso, mas o comentário de um leitor e espectador do material lá apresentado noticiando a morte de Jacque Fresco revela o efeito de suas ideias nas pessoas:

"Com certeza o maior homem que já pisou nas terras deste planeta… Se Jesus realmente iria voltar dois mil anos depois, eis que foi Jacque Fresco. Ele é o maior homem que já existiu porque ele realmente solucionou os problemas, suas ideias são superiores a todas as que já conheci. Enquanto todos os mestres que vieram antes dele indicavam o caminho, Jacque Fresco construiu o caminho! Não tem como não ser tocado por sua magnitude e não se transformar por completo, não há como não derramar lágrimas em pensar que ele já não está mais entre nós. Um sonho que sempre quis realizar foi poder abraçar este homem um dia. Depois que absorvi o conhecimento de Jacque e passei aplicá-lo, não há ser humano que não me admire, sou vislumbrado por todos à minha volta, todos me veem como alguém diferenciado, mas isso não é nada mais que o polimento, pois a luz mesmo é deste homem que reflete em mim. O meu sol se apagou, mas tenha certeza Jacque que vou fazer o possível e o impossível para tentar ver o mundo que você sempre quis ver... Este mundo não vai cair na escuridão, pois sua luz é como fogo e ela acendeu em mim e em tantos outros espalhados pelo mundo... Para mudar o mundo também é assim, vamos encontrar um dos poderosos que também vai se irradiar da sua sabedoria, e em pouquíssimo tempo teremos a maravilha de Vênus na Terra. Na grande távola dos maiores do mundo, a cadeira principal é sua." G.F.

Exaltar o homem, colocando-o como um Criador capaz que confia em seus próprios raciocínios é o que Deus condena em Romanos 1:21-23: "Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível".

Quem conhece a Bíblia irá identificar no "Projeto Venus" a mesma ambição de Satanás, que é a de ser como Deus em capacidade e poder. O anticristo também terá essa característica, não só de tentar desconstruir a fé das pessoas em Deus e Cristo, mas de constituir a si mesmo como sendo Deus. Escrevendo aos Tessalonicenses, perturbados com a ideia de tivessem perdido o embarque no arrebatamento, chamado aqui de "vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e nossa reunião com ele" (2 Ts 2:1), Paulo fala do "dia de Cristo", que é quando o Senhor virá julgar a terra e estabelecer seu reino. Entre uma coisa e outra está a última "semana" de anos profetizada por Daniel 9, quando se levantarão a besta e o anticristo.

"Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus." (2 Ts 2:3-4).

Alguém poderia perguntar que tipo de pessoa iria receber alguém como o anticristo? Pessoas que já estão sendo preparadas pelo espírito (ou disposição) do anticristo. O apóstolo João avisou que isso aconteceria:

"Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; e todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo. Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo. Do mundo são, por isso falam do mundo, e o mundo os ouve." (1 Jo 4:1-5).

O mundo anseia por alguém que venha com ideias para resolver os problemas do mundo, alguém que fale do mundo para quem é do mundo. O salvo por cristo é visto posicionalmente como alguém que já não pertence ao mundo. Jesus deixou isso muito claro e também falou da aversão que os seus causariam entre os que são do mundo. Por esta razão ao dizer coisas assim costumo receber reações iradas de pessoas que amam este mundo e estão esperando que um homem comum (apesar de o anticristo não ser um homem comum) traga a solução para todos os problemas, até com soluções milagrosas aos olhos de todos.

"E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como o dragão. E exerce todo o poder da primeira besta na sua presença, e faz que a terra e os que nela habitam adorem a primeira besta, cuja chaga mortal fora curada. E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens." (Ap 13:11-13).

Algumas características, tanto do anticristo, quanto da besta, me fazem pensar também nas proposições que faz Jacque Fresco em seu "Projeto Venus". Uma, que já citei, é a criação de um homem híbrido usando para isso de tecnologia avançada. Outra é a ideia de uma sociedade onde "todos os bens e serviços estão disponíveis a todos sem a necessidade de meios de troca como dinheiro, crédito, permuta etc.". Eu sabia que já tinha visto isso em algum lugar...

"E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia. E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta. E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome." (Ap 13:14-17).

Pensando aqui no nome escolhido — "Projeto Venus" — cheguei à conclusão de que até faz sentido. Isto porque me lembrei de alguns artigos que li sobre astronomia que chamavam Venus de "Planeta Infernal", por ser o planeta mais quente do sistema solar. Em virtude do efeito estufa de sua atmosfera, ali a temperatura na superfície chega a 460 graus centígrados e a pressão é noventa vezes a da terra. Por esta razão ele é tão pouco explorado, pois as sondas que até hoje pousaram em seu solo duraram pouco. A que durou mais deixou de funcionar em duas horas, o tempo que o inferno venusiano levou para fritar seus componentes. As ideias infernais que os homens criam terão destino semelhante.

por Mario Persona


Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana