fonte

O que significa ter "a mente de Cristo"?



https://youtu.be/kJmZthBo2NU

A dúvida é sobre o que seria "ter a mente de Cristo". Para entender o capítulo 2 de 1 Coríntios, onde o termo aparece, você precisa fazer distinção entre os pronomes "NÓS", com o qual o apóstolo se refere a ele e aos outros apóstolos e profetas da Igreja, e "VÓS", falando de todos os crentes em geral.

Repare no começo do capítulo ele usando a segunda pessoa do plural, "VÓS", que vou transcrever colocando ênfase nos pronomes. "Quando fui ter CONVOSCO, anunciando-VOS... nada me propus saber ENTRE VÓS... e eu estive CONVOSCO... para que a VOSSA FÉ não se apoiasse em sabedoria dos homens... Todavia [NÓS] falamos sabedoria entre os perfeitos... [NÓS] falamos a sabedoria de Deus... mas Deus NO-LAS REVELOU pelo seu Espírito..." etc. (1 Co 2:1-10).

"A MINHA palavra, e a MINHA pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana [QUE SÃO NATURALMENTE ENTENDIDAS PELA MENTE HUMANA], mas em demonstração de Espírito e de poder; para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens [PROCESSADA E PRODUZIDA PELA MENTE HUMANA], mas no poder de Deus. Todavia falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam." (1 Co 2:4-6).

No capítulo 3 ele fala de uma terceira classe de pessoas além do homem natural e do espiritual (este é o que tem a mente de Cristo), que são os crentes carnais tal qual eram os coríntios.

"E eu, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a meninos em Cristo. Com leite vos criei, e não com carne, porque ainda não podíeis, nem tampouco ainda agora podeis, porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens? Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; porventura não sois carnais?" (1 Co 3:1-4).

Vamos voltar agora ao capítulo 2 e versículos de 2 ao 7, acrescentando ênfase e observações no texto:

"Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória; a qual nenhum dos príncipes deste mundo [HOMENS MERAMENTE NATURAIS] conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória. Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam. Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem [QUE OPERA ATRAVÉS DA MENTE HUMANA], que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus. Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que [NÓS APÓSTOLOS] pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus." (1 Co 2:7-12).

Vou dar um exemplo. Humanamente falando, somente o Mario conhece as coisas do Mario, mas se fosse possível fazer um "transplante" do espírito do Mario para outra pessoa, essa pessoa que recebesse o implante estaria capacitada a entender o que o Mario pensa. Assim é também o modo como o Espírito se comunicou com os apóstolos e se comunica também com o crente, inclusive no sentido de lhe dar discernimento da Palavra revelada. A continuação do capítulo mostra isso:

"As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana [PERFEITAMENTE ENTENDIDAS PELA MENTE HUMANA], mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais. Ora, o homem natural [DESCENDENTE DE ADÃO] não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente [ISTO É, PELO ESPÍRITO SANTO QUE NOS EQUIPA COM A MENTE DE CRISTO]. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido. Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo." (1 Co 2:13-16).

Acredito que ao dizer "nós temos a mente de Cristo" o apóstolo esteja se referindo, não a todo crente genericamente, mas aos próprios apóstolos que é o assunto do capítulo, porque somente alguém capaz de pensar com a mente de Cristo poderia ter acesso às revelações feitas pelo Espírito Santo como ele próprio explica no versículo 10, que está falando daqueles que receberam a revelação, e não apenas dos que entendem a revelação:

"Mas Deus NO-LAS revelou [A NÓS, APÓSTOLOS] pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus." (1 Co 2:10).

O apóstolo está falando da inspiração das Escrituras, do sopro da verdade feita diretamente pelo Espírito a ele, Paulo, e demais apóstolos.

"Mas nós [APÓSTOLOS] não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que [NÓS APÓSTOLOS] pudéssemos conhecer o que nos é dado [A NÓS APÓSTOLOS] gratuitamente por Deus. As quais também [NÓS APÓSTOLOS] falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as [PALAVRAS] que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais. [...E AQUI ELE ESTÁ FALANDO DA REVELAÇÃO VERBAL, PALAVRA A PALAVRA, QUE OS APÓSTOLOS E PROFETAS DA IGREJA RECEBERAM]." (1 Co 2:12-13).

Se as coisas que lhes foram reveladas, o foram pelo Espírito Santo de Deus, elas só poderão ser entendidas se forem abertas com a mesma senha que é o Espírito de Deus, a qual o estado carnal dos crentes em Corinto não permitia que utilizassem, como ele começa falando no capítulo 3: "E eu, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a meninos em Cristo." (1 Co 3:1).

Repare que o assunto dos "PERFEITOS" é retomado em Hebreus, explicando que são pessoas com seus sentidos espirituais exercitados para poderem entender as coisas espirituais:

"Chamado por Deus sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque. Do qual muito temos que dizer, de difícil interpretação; porquanto vos fizestes negligentes para ouvir. Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento. Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. Mas o mantimento sólido é PARA OS PERFEITOS, os quais, em razão do costume, TÊM OS SENTIDOS EXERCITADOS para discernir tanto o bem como o mal." (Hb 5:10-14).

F. B. Hole escreveu:

O último elo nesta maravilhosa cadeia é o termo "discernido". Se hoje não discernirmos as coisas de Deus através da palavra de Deus, não será de grande valia que elas tenham sido ordenadas, preparadas, reveladas, dadas e comunicadas. Elas podem ser nossas: são nossas, se formos cristãos; mas para serem bênçãos práticas hoje, devemos discerni-las. E o discernimento de nossa parte é pelo mesmo Espírito, por meio do qual elas foram revelados e comunicadas.

Para discernir, precisamos da condição espiritual correta. O "homem natural", isto é, o homem em sua condição natural ou não convertido, não as discerne. O "espiritual", isto é, somente o homem convertido, não apenas habitado, mas também governado e caracterizado pelo Espírito de Deus, pode absorvê-las. Possuindo o Espírito, temos a mente de Cristo. Governados pelo Espírito, os olhos de nossos corações são abertos para entender.

A palavra "discerne", ocorrendo duas vezes no versículo de 1 Coríntios 2:15, [e nas versões onde aparece "julga"] é simplesmente a palavra "discernir", como mostra a margem de uma Bíblia de referência. Leia "discernir" e o sentido fica mais claro. Somente o crente espiritual tem visão espiritual para enxergar todas as coisas claramente.

Há muito tempo, alguém se queixava: "Não consigo ver. Eu quero mais luz!". Alguém lhe respondeu: “Não é de mais luz que você precisa, e sim de mais janelas!". Isso era sem dúvida verdade. Se permitirmos que o Espírito de Deus limpe as janelas de nossa alma, logo enxergaremos mais claramente.

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça