As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Como Judas nao foi salvo se vai sentar num dos doze tronos para julgar?



https://youtu.be/I0nHPVgbsAE

Você escreveu dizendo que Judas teria sido salvo sim, pois, segundo você diz, Jesus prometeu que ele e os outros se sentariam em doze tronos para julgar. Como poderia ser isso se ele não fosse um dos salvos? A passagem que você citou é Mateus 19:28: "Jesus lhes respondeu: Em verdade vos digo que vós, os que me seguistes, quando, na regeneração, o Filho do Homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis em doze tronos para julgar as doze tribos de Israel.".

Para mim é muito claro que Judas foi condenado eternamente. Quando você vê o Senhor falando que os "Doze" se sentariam em tronos, ele falava da instituição dos apóstolo, não necessariamente daqueles doze que estavam ali, embora a maioria seria também parte da instituição apostólica. Pense em instituições como o Senado Federal. Mesmo que faltem muitos senadores, quando o Senado se reúne ele é reconhecido como tendo autoridade de Senado. Por isso dizemos que o Senado estava reunido para votar tal e tal questão.

Em diferentes situações a Bíblia menciona os "Doze" sem mencionar a quais apóstolos está se referindo. O número doze significa governo perfeito e é por isso que temos doze tribos em Israel e doze apóstolos na Igreja. Mas se reparar as tribos não são doze, mas treze (ou quatorze se contarmos José). E os apóstolos eram doze antes da fundação da igreja, ficaram onze e foram completados com Matias para depois receberem Paulo como um décimo terceiro. Mesmo assim "Doze" é o número a instituição apostólica.

Em 1 Coríntios 15:5 lemos que Jesus ressuscitado "foi visto por Cefas, e depois pelos doze.". Repare que não são mencionados Maria Madalena, as outras mulheres ou os dois discípulos que iam para Emaús. Todos eles viram o Senhor antes até dos apóstolos, e nem há preocupação em mencionar que Matias ainda não tinha sido ainda escolhido para substituir Judas, quando Jesus foi visto "pelos doze". Além disso, se considerarmos a primeira vez que o Senhor se apresentou ressuscitado aos apóstolos, Tomé não estava, o que reduzia aquele grupo dez, sem Judas e Tomé.

Portanto, considere "doze" como um título ou nome oficial dos apóstolos como um todo. Costumamos chamar de time de futebol um grupo de onze pessoas em campo, mas ainda que alguns sejam expulsos de campo os que restam são ainda chamados de "time".

Voltando à questão de Judas, ele acreditava que Jesus era o Messias, mas não cria de verdade. Existe uma diferença entre acreditar intelectualmente e crer espiritualmente. Judas é um dos que se encaixam bem na descrição de Hebreus 6, que tiveram todas as vantagens de terem conhecimento de Cristo e até participaram do poder do Espírito Santo ou foram beneficiados por esse poder, mas nada ali é dito de terem tido fé, mas apenas conhecimento.

"É impossível, pois, que aqueles que uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se tornaram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus e os poderes do mundo vindouro, e caíram, sim, é impossível outra vez renová-los para arrependimento, visto que, de novo, estão crucificando para si mesmos o Filho de Deus e expondo-o à ignomínia. Porque a terra que absorve a chuva que freqüentemente cai sobre ela e produz erva útil para aqueles por quem é também cultivada recebe bênção da parte de Deus; mas, se produz espinhos e abrolhos, é rejeitada e perto está da maldição; e o seu fim é ser queimada." (Hb 6:4-8).

Alguns tentam provar que Judas era salvo usando esta passagem a seguir: "Então, lhes disse Jesus: Já vos declarei que sou eu; se é a mim, pois, que buscais, deixai ir estes; para se cumprir a palavra que dissera: Não perdi nenhum dos que me deste." (Jo 18:8-9). Mas querer transformar essas palavras do Senhor numa regra é tirar a passagem do contexto que deve incluir também o que diz no capítulo anterior onde Jesus coloca uma exceção: "Quando eu estava com eles, guardava-os no teu nome, que me deste, e protegi-os, e nenhum deles se perdeu, exceto o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura." (Jo 17:12).

Outra passagem usada como argumento é esta: "E a vontade de quem me enviou é esta: que nenhum eu perca de todos os que me deu; pelo contrário, eu o ressuscitarei no último dia." (Jo 6:39). Mais uma vez não se pode isolar isso como uma afirmação cabal, quando temos as passagens que já citei antes e também quando sabemos que havia outros que seguiam a Jesus sem terem sido dados ao Filho pelo Pai. "Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora." (Jo 6:37).

É o caso do mago Simão de Atos 8. Ele chegou a aceitar a mensagem que Filipe pregava, mas na continuidade do capítulo vemos que ele creu na mensagem sobre a Pessoa de Cristo, mas não na própria Pessoa, tendo sido inclusive batizado, pois na sequência quer comprar o poder do Espírito Santo. Quando repreendido por Pedro, que disse a ele para orar a Deus em sinal de arrependimento, ele mostrou que não faria isso pois pediu a Pedro para fazê-lo.

"Mas, como cressem em Filipe, que lhes pregava acerca do reino de Deus, e do nome de Jesus Cristo, se batizavam, tanto homens como mulheres. E creu até o próprio Simão; e, sendo batizado, ficou de contínuo com Filipe; e, vendo os sinais e as grandes maravilhas que se faziam, estava atônito... (Disse Pedro): Arrepende-te, pois, dessa tua iniquidade, e ora a Deus, para que porventura te seja perdoado o pensamento do teu coração; pois vejo que estás em fel de amargura, e em laço de iniquidade. Respondendo, porém, Simão, disse: Orai vós por mim ao Senhor, para que nada do que dissestes venha sobre mim." (At 8:12-13; 22-24).

Se Judas tivesse sido salvo teríamos de considerar que o anticristo também seria, pois ambos recebem na Palavra de Deus o mesmo título de "filho da perdição". Em João 17:12 o Senhor diz: "Quando eu estava com eles, guardava-os no teu nome, que me deste, e protegi-os, e nenhum deles se perdeu, exceto o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura." e em 2 Tessalonicenses 2:3, "Ninguém, de nenhum modo, vos engane, porque isto não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da iniqüidade, o filho da perdição.".

O arrependimento de Judas não foi o genuíno arrependimento produzido pelo Espírito Santo, mas apenas fruto da decepção de ter sido descoberto. Ele se arrependeu tanto quanto aqueles criminosos que aparecem nos telejornais algemados e dentro do camburão. O repórter pergunta, "Você está arrependido?" e ele responde "Ô, doutor, estou muito arrependido". Arrependido de ter falhado, e não pelo crime que praticou, pois não teria qualquer arrependimento se não tivesse sido preso.

"O Filho do Homem vai, como está escrito a seu respeito, mas ai daquele por intermédio de quem o Filho do Homem está sendo traído! Melhor lhe fora não haver nascido! Então, Judas, que o traía, perguntou: Acaso, sou eu, Mestre? Respondeu-lhe Jesus: Tu o disseste." (Mt 26:24-25).

por Mario Persona


Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana