As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Como você reagiria vendo Jesus prestes a morrer?



https://youtu.be/H6JI8uqlhSw

“E, no fim do sábado, quando já despontava o primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro.” O que existe de significativo neste versículo 1 do capítulo 28 de Mateus é que ele fala de algo novo. Se fecharmos os olhos e pensarmos no que é o fim do sábado e o despontar do primeiro dia da semana, veremos que algo está começando, algo completamente diferente daquilo que Deus tinha feito até então. E é interessante que não só neste capítulo, mas nos capítulos anteriores também, eles acabam deixando clara a situação do homem em relação ao Senhor Jesus. Digo isto porque, quando a gente começa lá atrás no jantar de Bethânia que foi no Capítulo 26 e vai seguindo para frente, vemos como são diferentes as reações de cada um diante da iminência da morte do Senhor Jesus, da iminência dele ser entregue às autoridades e ser morto.

Encontramos aquela mulher em Betânia adorando a ele, derramando perfume valiosíssimo, um ano de trabalho, que era o preço daquele perfume; derramando no Senhor porque ela não teria tempo de fazer isso depois. Ela parecia ter um entendimento disso, que não haveria tempo. Tanto é que as mulheres que vão fazer isso depois lá na tumba não encontram mais o corpo. Levaram os perfumes e tudo mais, porém chegando lá não encontram o corpo, pois Jesus ressuscitou. Mas esta mulher faz isso de antemão, e é lembrada em todo lugar onde o evangelho tem sido pregado, e cada um a quem o evangelho é pregado e vem a crer, isso é lembrado também na memória de Deus.

Mas enquanto essa mulher cuidava de adorar o Senhor nos últimos momentos dele aqui na Terra, vemos os discípulos reagindo de maneiras completamente inusitadas. Vemos Pedro defendendo sua reputação, vemos Judas defendendo sua cobiça, porque o que ele mais queria era ganhar, e ganhar dinheiro. Pedro defendia sua reputação, Judas defendia seu ganha pão, pois quis vender o Senhor por 30 moedas de prata. Vemos os sacerdotes cada um defendendo sua posição, pois por inveja o tinham entregado e não queriam um rei para reinar sobre eles. Ora, se o rei reinasse, o que seria deles? Vemos também os governantes gentios ali, cada um defendendo seus interesses, todo mundo lavando as mãos, inclusive literalmente, não querendo se envolver com aquilo, porque a mulher de Pilatos já tinha até sonhado que aquilo seria um problema.

Então cada um saía pra um canto, cada um defendendo a si mesmo. Pedro negando o Senhor, mesmo depois de defender tanto a sua reputação lá atrás no Capítulo 26. Aqui ele vai negar o Senhor, pois agora quer defender sua integridade física; ele não quer ser morto como o Senhor seria morto, ele quer escapar de perseguições. Aqui em nosso capítulo, depois de Jesus ser crucificado, veremos os judeus defendendo também a sua mentira, pois eles começam lá atrás perseguindo Senhor injustamente, arrumando pessoas para mentir, na tentativa de condenar o Senhor. Agora, depois de tudo ter dado errado para eles, ainda pagam falsas testemunhas, que são os guardas neste capítulo, para que eles mintam, para que eles digam que o corpo foi roubado, e isso faz com que aumente cada vez mais a gravidade do pecado deles.

Existe um ditado que eu li certa vez, que eu achei muito bom e sempre me lembro dele, que diz o seguinte: "Quando você estiver no fundo do posso não cave!". É o que eles estão fazendo aqui, cada vez eles cavam um pouco mais, eles vão se enrolando, e vão aumentando seu juízo e colocando juízo sobre juízo sobre as suas cabeças. Lá atrás eles já tinham se desviado daquilo que Deus teria ordenado para eles, eles não quiseram "O Cristo", que é o Messias, e aqui então eles têm de criar mais uma fantasia, mais uma mentira. É interessante lembrar que quando Pedro estava preso (em Atos Capítulo 12) e as portas da prisão se abriram, os soldados foram condenados à morte por terem deixado Pedro escapar, pois essa era a ordem naquele tempo: o soldado pagava com a vida. Tanto é que quando o centurião, o carcereiro, o carcereiro de Atos 16, vê que os presos haviam escapado, ele tenta se matar, pois sabia que ele seria torturado e condenado de qualquer maneira. Por isso ele tira a espada e tenta se matar.

Aqui eles fazem o contrário, aqui eles dão dinheiro para os soldados que vigiavam, e na verdade já era um absurdo vigiarem um morto, pois um morto não pode escapar. Mas eu creio que eles não estivessem muito certos do que poderia acontecer ali, pois o Senhor havia dito que ressuscitaria. Aquilo que usaram, que eles alegaram, que o Senhor destruiria o templo, como argumento no processo condenatório do Senhor, eles arrumam testemunhas que dizem: "Esse aqui disse que destruiria o templo e reergueria em três dias", e o Senhor falou isso referindo-se ao seu corpo. Agora eles lembram que ele havia dito que ressuscitaria. Em Atos 12 versículo 19, quando Pedro saiu da prisão no versículo 19, quando Herodes o procurou e não o achou feita a inquirição aos guardas, mandou-os justiçar, e era isso que se fazia com guardas quando eles não cumpriam o seu dever. Mas aqui os guardas são subornados para mentirem.

Jesus diz no versículo 18: "É me dado todo o poder no céu e na Terra!". Às vezes lemos rápido e passa despercebida uma passagem assim. Mas se pensarmos numa Pessoa a quem é dado todo o poder no céu e na Terra, o que eu faço com essa Pessoa? Qual a minha posição diante dessa Pessoa a quem todo o poder foi dado? Pois até aqui vimos que cada um estava tentando defender o seu, com mentira, com trapaça: Pedro negando para não apanhar dos soldados do sacerdote, cada um correndo atrás dos seus interesses, todo mundo se defendendo, todo mundo se encobrindo, todo mundo cobrindo suas pegadas para não ser descoberto. No entanto eles estão lidando com Aquele a quem foi dado todo poder no céu e na Terra. Deus deve olhar e rir, como diz lá no Salmo 2: “Aquele que habita nos céus se rirá; o Senhor zombará deles”, quando os homens dizem, "Rompamos as suas amarras". Como rompamos as suas amarras?! Vocês não podem romper amarra nenhuma! Somos homens falhos, e a Cristo foi dado todo poder nos céus e na Terra.

Sempre me lembro de uma passagem que acho deveríamos gravar na memória. Ela está no Livro de Ester capítulo 6. Conhecemos a história de Ester, que é um livro que não fala o nome de Deus, onde nenhuma vez aparece o nome de Deus. Mas a gente vê Deus agindo nos bastidores de forma muito clara, muito evidente, e ali é mais uma das tentativas que aconteceram na história de eliminar o povo judeu. Tudo deu errado, a gente vê que tudo que Hamã trama dá ao contrário, acontece o inverso, e tem uma hora em que a mulher Hamã diz uma coisa interessantíssima, algo que a gente deveria levar sempre no coração. No capítulo 6 Hamã queria ser honrado na presença do rei, mas acontece justamente o contrário: é o judeu Mardoqueu quem irá montar o cavalo do rei, e Hamã terá de sair desfilando pelas ruas puxando o cavalo com Mardoqueu sobre ele. Mardoqueu era o que Hamã queria que morresse, aquele que ele queria exterminar, e então nos versículos 11 ao 13 diz:

“Hamã tomou as vestes e o cavalo, vestiu a Mordecai, e o levou a cavalo pela praça da cidade, e apregoou diante dele: ‘Assim se faz ao homem a quem o rei deseja honrar’. Depois disto, Mordecai voltou para a porta do rei; porém Hamã se retirou correndo para casa, angustiado e de cabeça coberta. Contou Hamã a Zeres, sua mulher, e a todos os seus amigos tudo quanto lhe tinha sucedido. Então, os seus sábios e Zeres, sua mulher, lhe disseram: ‘Se Mordecai, perante o qual já começaste a cair, é da descendência dos judeus, não prevalecerás contra ele; antes, certamente, cairás diante dele.’” (Et 6:11-13).

A gente poderia parafrasear isso e dizer: “Se Jesus é da semente dos judeus, e já sabemos que a salvação vem dos judeus, não tem nada que possa ser feito contra ele! Não tem ninguém que possa se opor a Cristo.” E nós sabemos disso agora, lendo esta história. Um irmão havia comentado da tentativa de muitos de mudarem o mundo, e às vezes até com argumentos cristãos de entrar na política para conseguir mudanças e tudo mais, e nós vemos que aqui quem ficou do lado desse rejeitado é quem está até hoje garantido. Todos os outros estão perdidos, porque tomaram o lado contrário a Cristo. Cada um se posicionou aqui, Pedro se posiciona do lado contrário, porém depois ele se arrepende, mas em todas as páginas da Bíblia, todos aqueles que ficaram do lado errado se perderam, pois ficaram do lado de quem não tinha todo poder nos céus e na Terra.

Aquela passagem que o irmão leu lá em Filipenses, de pensar em tudo que é justo, tudo que é honesto, se lermos atentamente iremos ver que são qualidades de Cristo. Então tudo aquilo se resume a uma coisa: pensarmos em Cristo. Sim, porque ele é justo, ele é honesto, ele é louvável, ele é tudo aquilo, toda aquela lista de coisas boas para nós pensarmos. Então quando o cristão se ocupa com Cristo, e com as coisas de Cristo, ele vai sim deixar uma marca aqui nesse mundo. Claro que ele já sabe que o mundo vai seguir o seu caminho, mas foram os cristãos que deixaram sua marca neste mundo quando tomaram o lado de Cristo.

São como os nomes que estão nas páginas da Bíblia, como a mãe de Timóteo, a avó de Timóteo, e muitos outros nomes registrados aqui. Hoje damos aos nossos filhos os nomes de discípulos do Senhor. Por que? Porque são nomes que realmente deixaram uma marca nesse mundo sem se envolver com política, sem se envolver com coisa nenhuma. Nomes de pessoas que estavam do lado certo, do lado daquele a quem foi dado todo o poder nos céus e na Terra, que fizeram uma diferença nesse mundo, mudaram vidas através da pregação do evangelho, mudaram vidas através dos ensinos de todas as coisas que o Senhor Jesus tinha ordenado, que é no versículo 20: “Ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado, e eis que eu (eu que tenho todo poder nos céus na Terra, Jesus), estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos”.

Ou seja, aqueles que receberam esta ordenança do Senhor de fazer discípulos em todas as nações, de batizá-los, de pregar o evangelho e ensiná-los, estão fazendo uma diferença eterna, não fugaz, não passageira nesse mundo, mas uma diferença eterna. Seus nomes estarão gravados para sempre em pedra, em pedra de Deus, e não mais irão se desfazer como a poeira da história. Muitos que foram tão importantes na história, coitados, ninguém mais se lembra deles. Eu tenho um filho que se chama Lucas, o outro tem um filho que se chama Tiago, o outro tem um filho que chama André, ou seja, todo mundo acaba pondo os nomes dos discípulos de Cristo nos seus filhos. Por que? Porque eles fizeram realmente uma diferença, e porque estavam do lado daquele que era o verdadeiro Mardoqueu, era aquele diante de quem todo o joelho irá se dobrar, e toda língua confessar que Jesus é o Senhor para a glória de Deus Pai!

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana