As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

O que acha da ideologia de gênero?



https://youtu.be/DfLrHUUHINc

Você pergunta o que eu acho da "ideologia de gênero" que afirma que aquilo que define o que é homem e mulher são meras construções sociais/culturais. Aparentemente foi esta a definição que encontrou na leitura de um texto de um psicólogo.

A maioria dos defensores da ideologia de gênero não parou para olhar no dicionário o significado da palavra "ideologia", que é qualquer ideia considerada ideal por um ou muitos. Então "ideologia" não passa de uma ideia ou conjunto de ideias consideradas as melhores. Neste sentido o cristianismo é uma ideologia, e no passado países inteiros adotavam como lei a ideologia cristã. Você tinha de ser cristão e ponto final.

Isso causou algumas aberrações, como as Cruzadas e países coalhados de ateus que apontam no censo uma maioria cristã É o caso da Suécia, tem uma população quase inteira de cristãos, dos quais a quase totalidade é formada por ateus. Como pode ser isso? Porque até o final dos anos sessenta era obrigado por lei batizar o bebê numa igreja cristã. Era como alguém se tornava cidadão do país. A ideologia cristã foi assim imposta como algo compulsório.

Comunismo é outro tipo de ideologia que se tentou fazer obrigatória em alguns países e não deu certo, do mesmo modo como não deu certo obrigar que as pessoas se tornassem cristãs por lei. A supremacia branca é outra ideologia que esteve em voga no nazismo de Hitler e ainda impera entre grupos nos EUA e outras partes do mundo. Mais uma vez não passa de uma ideia considerada ideal por um grupo que deseja enfiá-la goela abaixo dos outros ou até eliminar os que resistem. O islamismo é outra ideologia que pelo Alcorão pode ser implantada ao fio da espada quando alguém não quiser se submeter a ela.

Então quando ouvimos dizer que países como Canadá promulgam uma lei de ideologia de gênero estão fazendo exatamente o que fizeram esses cristãos, comunistas, racistas, islamitas etc. Criando uma ditadura baseada em uma... IDEIA!

Sim, pois no caso da ideologia de gênero, independente da genitália do bebê e de seus cromossomos que definem seu gênero, procura-se determinar o gênero não pela realidade visível e palpável, mas pela ideia que alguém possa ter do que seja gênero ou sexo ou as duas coisas. Permanece a dúvida de como o serviço social de saúde do Canadá irá tratar uma mulher com câncer de próstata. Mas isso é apenas parte de um projeto maior de se destruir as bases que Deus estabeleceu para a humanidade.

Por exemplo, um projeto que foi escamoteado antes mesmo de ser discutido entre os parlamentares brasileiros, conhecido como “Estatuto das Famílias do Século XXI”, legalizaria o incesto. O projeto, por ora engavetado até encontrar condições favoráveis de voltar à pauta, quer legalizar o casamento entre pais e filhos ou parentes próximos, e também a poligamia. Seu objetivo é considerar como casamento a união "de duas ou mais pessoas".

A ideia é fazer com que o Estado reconheça “todas as formas de amor”, independente da consanguinidade, quantidade de pessoas, gêneros e outros. A ideia de quem propôs essa lei foi que, desde que existisse uma relação considerada "amorosa", poderia haver o casamento. Sem dúvida a próxima etapa seria a legalização da pedofilia, pois ninguém poderia negar a um adulto se unir em matrimônio a uma criança, contanto que ambos se amassem.

Será que o futuro nos reservaria uma amplitude ainda maior da lei que permitisse o casamento entre humanos e animais? Não seria de surpreender. Afinal, muitos animais de estimação foram feitos herdeiros de fortunas que poderiam ter como destino tratar humanos doentes e famintos.

Por que eu já nem me espanto com isso? Porque o cristão sabe que tudo isso já existe na forma de projeto ou "ideologia" no coração de cada ser humano antes de vir à luz e se tornar realidade e eventualmente lei. "Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias." (Mt 15:19). No Antigo Testamento Deus previu e proibiu todas as diferentes formas de aberrações contra a ordem que estabeleceu, inclusive a união de homens e animais. Ali diz:

"E da tua descendência não darás nenhum para fazer passar pelo fogo perante Moloque; e não profanarás o nome de teu Deus. Eu sou o Senhor. Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é; nem te deitarás com um animal, para te contaminares com ele; nem a mulher se porá perante um animal, para ajuntar-se com ele; confusão é. Com nenhuma destas coisas vos contamineis; porque com todas estas coisas se contaminaram as nações que eu expulso de diante de vós. Por isso a terra está contaminada; e eu visito a sua iniquidade, e a terra vomita os seus moradores." (Lv 18:21-25).

Talvez você alegue que vivemos numa sociedade civilizada na qual ninguém pensaria em queimar o próprio filho, como faziam os adoradores de Moloque. Os historiadores dizem que usavam uma grande estátua oca de metal, que tinha os braços estendidos e um buraco no peito. Dentro dela era acesso um fogo e o bebê colocado nos braços do ídolo para rolar para o seu interior e ser queimado vivo. Quem acha isso desumano deve ter se esquecido dos milhões de fetos de abortos que são incinerados todos os dias em todo o mundo.

"Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela." (2 Tm 3:1-5).

A passagem não fala de pagãos e é continuação do capítulo 2, portanto está se referindo à cristandade com sua mescla de falsos e verdadeiros cristãos. Na continuação irá mencionar os falsos mestres da cristandade como "homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé", comparando-os aos magos de Faraó, que eram capazes de operar milagres e sinais usando poder diabólico. A expressão "sem afeto natural" fala da inexistência da mais primitiva forma de afeição, que é aquela da qual todo ser humano é dotado e até os animais têm, como o instinto de proteção da prole.

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)


Mais acessadas da semana