As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

O que Greta Thunberg e Isaías têm em comum?



https://youtu.be/AIavzIaylJI

Você escreveu decepcionada com a foto da Time Magazine que postei em meu Facebook, mostrando a adolescente Greta Thunberg como personalidade do ano e acompanhada de uma passagem do terceiro capítulo do livro de Isaías. Sua decepção parece ter sido por acreditar que algo assim comprometeria minha isenção em coisas envolvendo política, ideologias, pautas de esquerda ou direita etc. Então indagou se a profecia de Isaías 3 não teria se cumprido com a invasão dos assírios em Israel e de Babilônia em Judá.

Meu objetivo não é político e nem de apoiar esta ou aquela pauta ou ideologia, como você já deve ter observado dos muitos textos e vídeos que produzi contra a intromissão do cristão nestes assuntos. Também não é de denunciar a ativista como se tivesse uma agenda religiosa, que foi também a crítica que recebi de outro dizendo que ela estaria ligada a George Soros, e não a uma religião. O interessante é ver como cada um irá enxergar a conjunção foto/versículo segundo as lentes de seu mindset ou disposição mental.

Fique tranquila porque não mudei minha posição em relação à participação de cristãos em política, e nem mesmo minha preocupação com o meio ambiente. É um assunto importante, e até faço palestras de conscientização ambiental em empresas. Também estou entre os que acreditam que o cristão não deva viver alienado do que acontece ao seu redor. Quando Davi escolheu os homens que lhe dariam suporte no reino, entre eles estavam "os filhos de Issacar, duzentos de seus chefes, destros na ciência dos tempos, para saberem o que Israel devia fazer, e todos os seus irmãos seguiam suas ordens." (1 Cr 12:32). Eu não poderia ter por profissão palestrante empresarial se vivesse alienado e desinformado.

Eu mesmo fui ativista ambiental nos anos 1970, tendo sido o ilustrador da revista underground "Arte e Pensamento Ecológico". Era um manifesto apoiado por um grupo de artistas, indigenistas, arquitetos e paisagistas de renome, preocupados com a crescente destruição do meio ambiente e a busca de oportunidades de se manifestar e promover exposições de arte. O final dessa temporada do seriado de minha vida de ativista aconteceu quando, já formado arquiteto, abracei de tal maneira a causa que fui morar no meio do mato em Alto Paraíso de Goiás, achando que se todo mundo fosse morar no mato o problema seria resolvido. O que eu não sabia era que, se minhas ideias de agricultura orgânica fossem colocadas em prática em escala global, não iria ter mato para todo mundo e muito menos comida.

Por exemplo, eu acreditava que o ideal de urbanização seria se cada um tivesse sua casinha com uma horta no quintal, um tanque para criar peixes, reciclagem dos dejetos, cozinha orgânica e tudo o que é capa de revistas sobre o assunto. Pense num modelo popular para os condomínios de luxo que têm grama em lugar de hortas. Hoje sei que essa é a mais ambientalmente errada maneira de se morar. A extensão de vias pavimentadas para se chegar a cada casa aumentaria a impermeabilização do solo gerando enchentes. Essa mesma extensão implicaria no aumento do consumo de encanamentos, fios e cabos para se levar água, eletricidade, telefone, Internet e tudo mais casa a casa. E se cada um acendesse seu próprio forno para assar seu pão integral enquanto cantasse "Refazenda" do Gil isso só contribuiria para uma maior destruição do meio ambiente. Eu já não era adolescente, mas ainda era tão inexperiente e prepotente quanto um que mergulhava de cabeça sem antes medir a temperatura da água e a profundidade do lago.

Hoje sei que, ambientalmente falando, a melhor solução seria empilhar todo mundo em edifícios de apartamentos, reduzindo a extensão de vias e instalações. A economia de escala nos ensina que cem famílias assando cada um seu pão em cem fornos acesos consome muito mais tempo, recursos e energia do que uma padaria no térreo do edifício que atenda as mesmas cem famílias com apenas um forno aceso. O consumo de transporte por elevador às cem residências é também muito menor que o gasto com transporte horizontal entre casas. Não se esqueça de que quem está dizendo isto é um arquiteto cujo TCC ou Trabalho de Conclusão de Curso foi totalmente na contramão dos empilhamentos de gente em edifícios, e pregava soluções alternativas que não eram tão sustentáveis quanto eu achava na época.

Mas eu seria um tolo de achar que a questão ambiental, o desequilíbrio da natureza, as queimadas e a poluição do ar, da terra e do mar seria o mais importante. Não é. O ser humano deu partida na destruição da Criação no dia em que pecou, e toda a desgraça humana e ambiental começou naquele fatídico dia no Jardim do Éden. Hoje homens e animais pagam o preço disso.

"Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça. Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se veem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis.... Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram... Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou, na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora. E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo."  (Rm 1:18-20; 5:12; 8:20-23).

Se eu danifico, promovo o dano ou sou indiferente aos danos causados ao meio ambiente estou literalmente rasgando o primeiro folheto evangelístico de Deus, aquele que ele usa até hoje para manifestar “seu eterno poder e sua divindade pelas coisas que estão criadas”. Por isso o Salmo 19 conta como é feita essa evangelização, na qual "não há linguagem nem fala". Essa "evangelização" foi progressiva até chegar ao ponto em que o próprio Criador desceu ao mundo em forma humana, foi rejeitado pelos homens e pregado numa cruz. Mas aquele mesmo ato de ódio e rejeição seria transformado por Deus no meio de salvação daqueles que creem em Jesus. E foi para salvar o homem, e não o ambiente, que Deus entregou seu Filho à morte.

"Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida... Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más." (Jo 3:16-19).

Em que pese minha responsabilidade de manter limpo o ambiente onde vivo, não tenho ilusões quanto à total restauração da natureza. Deus já avisou que tudo o que existe hoje — céus e terra — serão destruídos pela maior queimada de todos os tempos: uma queimada promovida pelo próprio Criador e dono de tudo. A questão é saber quem já despertou para isso e para o fato de que o ser humano não é apenas um monte de carne para virar composto orgânico no final, mas uma criatura amada por Deus, tão amada a ponto de Cristo ter morrido por ela.

“Os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios. Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade, aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão? Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça. Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz... E vi um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe.” (2 Pe 3:7-14; Ap 21:1).

Quanto à adolescente Greta Thunberg, escolhida para capa da Time e "Personalidade do Ano", seria ingenuidade achar que ela tenha qualquer experiência, conhecimento e autoridade em questões de política ambiental para puxar a orelha de governantes enquanto se faz de vítima, como alguém cuja infância foi roubada por homens maus. Ela é como aquelas crianças escolhidas para mascote de jogos da Copa do Mundo e Olimpíadas que aparecem na foto oficial. Elas não têm qualquer peso nos jogos e em seus resultados, e seria um desastre se quisessem ensinar os técnicos como treinar os atletas. Mas que a foto fica melhor com elas não há como negar.

O mesmo pode ser dito dessa pobre garota que está sendo manipulada por adultos que têm suas próprias agendas. Não se pode esquecer de que ela é sueca, o país cuja "Igreja da Suécia" foi a religião oficial até 1999 e hoje é liderada por uma mulher que está reformando a religião reformada. Entre as "pérolas" acrescentadas à sua lista de deturpações da do cristianismo está o fato de considerar que Maomé estaria no mesmo plano de Jesus (na tentativa de atrair imigrantes islâmicos), e deixar de se dirigir a Deus usando pronome masculino, adotando um mais transgênero. Uma de suas paróquias levou uma sonora vaia no Twitter e precisou encerrar sua conta depois de postar que Greta Thunberg seria a sucessora de Jesus.

Rich Lowry em um artigo na "National Review" com o título "Não dê ouvidos a Greta Thunberg", comenta:

"Existe uma razão para não procurarmos adolescentes em busca de orientação sobre questões preocupantes de políticas públicas. Com raras exceções — pense, digamos, no filósofo John Stuart Mill, que era uma criança prodígio — as crianças não têm nada de interessante para nos dizer. Elas apenas repetem o que lhes disseram os adultos, com menos nuances e maturidade. Grande parte da defesa do clima pelos jovens se resume à queixa que todos os pais conhecem bem: 'Quero e quero agora.'. Como dizia uma manchete de uma matéria da National Geographic, 'as greves climáticas mundiais promovidas por garotos exigem que o aquecimento global seja parado e que isso seja feito rapidamente'.

"Na ONU Greta Thunberg declarou com seu habitual estilo acusatório: "Vocês falharam para conosco, mas os jovens estão começando a entender sua traição." Isso é ridículo. Nenhuma medida global de bem-estar social e econômico indica que tenhamos falhado para com os jovens. Segundo a HumanProgress.org a taxa global de pobreza caiu de 28% em 1999 para 11% em 2013. A expectativa de vida aumentou de 63,2 anos para 71,9 anos entre 1981 e 2015. A taxa de conclusão da escola primária aumentou de 80% em 1981 para 90 por cento em 2015. As mesmas tendências positivas se aplicam à fome, trabalho infantil, alfabetização e assim por diante. Apesar de a mudança climática representar um desafio significativo, a juventude atual terá mais recursos e tecnologia para lidar com ela do que qualquer outra geração na história da humanidade. Obviamente, os adultos que essas crianças escutam não mencionam isso. Ao contrário, eles alimentam a garotada com uma dieta de alarmes apocalípticos que elas repetem como se fossem insights urgentes." (Rich Lowry, in "Don’t Listen to Greta Thunberg", "National Review", Setembro 2019).

Eu diria que é louvável que jovens se preocupem com o clima, a preservação dos recursos e um cenário melhor para nossos filhos viverem. Mas seria ingenuidade acreditar na agenda montada pelos que nos bastidores manipulam as varetas da marionete adolescente. Estaria ela disposta a abrir mão de seu iPhone, do notebook e da conexão à Internet que só existem graças à mineração do tântalo, tungstênio, estanho, ouro e terras raras? Tem mais ouro e prata em uma tonelada de iPhones do que em uma tonelada do minério de onde esses metais são extraídos, e todos sabemos do impacto ambiental causado pelas mineradoras, sem falar dos minérios de origem criminosa e usando mão de obra infantil na exploração. Teria ela chegado aos Estados Unidos em uma aclamada viagem de veleiro ambientalmente correto sem usar o GPS e outras tecnologias que só foram desenvolvidas graças às viagens espaciais com seus foguetes extremamente poluentes?

Mas a linguagem agressiva e irreverente, e a maneira como desdenha dos mais velhos (o que é abominável aos olhos de Deus segundo a Bíblia) tem ainda outros aspectos a serem considerados. Apesar de minha preocupação com o meio ambiente, não sou ingênuo ao ponto de cair na conversa do script que prepararam para essa jovem que culpa a minha geração, que deve incluir seus pais, por ter lhe roubado sua infância e estragado seu futuro. Muito provavelmente ela não gostaria de viver em um mundo sem a tecnologia que herdou da geração mais velha, ainda que isso tenha trazido um custo enorme para o meio ambiente. A ascensão dessa adolescente ao status de personalidade do ano, quando muitas outras poderiam fazer jus ao título, só demonstra o quanto o mundo está desesperado em busca de inspiração e liderança, mesmo que venha da mais improvável.

O versículo que postei não era dirigido àquela adolescente e longe de mim querer moralizar o comportamento dessa jovem, mesmo porque nem sei ao certo se ela crê em Jesus e no que a Bíblia diz. Mas se conhecesse a Palavra de Deus teria aprendido algumas coisinhas sobre o respeito aos cabelos brancos, e à experiência e sabedoria que só se obtêm com vivência. Neste sentido ela é um péssimo exemplo para os jovens. Sim, eu já fui adolescente; sim, eu já tive meus ímpetos de rebeldia; sim, eu já me indignei com as injustiças da sociedade herdada dos que vieram antes de mim, mas hoje vejo claramente que em minha versão imberbe eu não estava devidamente equipado para julgar e nem para trazer soluções imediatistas, como parece ser o caso aqui. Veja o que a Palavra de Deus diz sobre respeito, honra e comedimento para com os mais velhos:

"Levantem-se na presença dos idosos, honrem os anciãos, tema o seu Deus... A beleza dos jovens está na sua força; a glória dos idosos, nos seus cabelos brancos... Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra... Não repreendas asperamente os anciãos... Com os idosos está a sabedoria, e na longevidade o entendimento..." (Lv 19:32; Pv 20:29; Ef 6:1-3; 1 Tm 5:1; Jó 12:12). Não à toa Cristo é visto por João como um ancião de cabelos brancos, quando vier para julgar. "E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve." (Ap 1:14).

Sempre que ocorrem grandes eventos mundiais relacionados ao clima os organizadores costumam escolher uma mascote. Esta causou tanta polêmica com suas expressões de raiva, irreverência e frases feitas que ficou famosa e foi escolhida para capa da revista. Mas será que alguém de sã consciência colocaria nas mãos de alguém assim decidir como solucionar os graves problemas de política ambiental? Agora ainda não, mas o palco está sendo armado para que algo assim aconteça, e quando acontecer será por um juízo vindo do próprio Deus. Daí minha citação de Isaías 3 que tem o intuito, não de manifestação política e ideológica, mas de mostrar que um palco está sendo armado e um povo preparado para os eventos proféticos que se desenrolarão após o arrebatamento da Igreja. O capítulo 3 de Isaías é continuação do assunto que começou no capítulo 2, onde o profeta diz:

"E acontecerá nos últimos dias que se firmará o monte da casa do Senhor no cume dos montes, e se elevará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações. E irão muitos povos, e dirão: Vinde, subamos ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor. E ele julgará entre as nações, e repreenderá a muitos povos; e estes converterão as suas espadas em enxadões e as suas lanças em foices; uma nação não levantará espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerrear." (Is 2:1-4).

Isso nos fala do reino futuro do Messias e naquele ponto o profeta estava trazendo a revelação de uma realidade dos "últimos dias" para despertar a consciência do povo para o necessário arrependimento de seus dias. No final do capítulo ele dá a sentença contra os que confiam em homens e ídolos para solucionar seus problemas e atender às suas ousadas pretensões:

"E a arrogância do homem será humilhada, e a sua altivez se abaterá, e só o Senhor será exaltado naquele dia. E todos os ídolos desaparecerão totalmente... Naquele dia o homem lançará às toupeiras e aos morcegos os seus ídolos de prata, e os seus ídolos de ouro, que fizeram para diante deles se prostrarem... Deixai-vos do homem cujo fôlego está nas suas narinas; pois em que se deve ele estimar?" (Is 2:17-22).

Então vem a passagem do capítulo 3 que acrescentei à foto de uma Greta Thunberg em um nível acima de uma multidão mesmerizada por suas palavras de ordem e frases de impacto:

"Porque, eis que o Senhor, o Senhor dos Exércitos, tirará de Jerusalém e de Judá o sustento e o apoio... o poderoso, e o homem de guerra, o juiz, e o profeta, e o adivinho, e o ancião, o capitão de cinquenta, e o homem respeitável, e o conselheiro, e o sábio entre os artífices, e o eloquente orador. E dar-lhes-ei meninos por príncipes, e crianças governarão sobre eles. E o povo será oprimido; um será contra o outro, e cada um contra o seu próximo; o menino se atreverá contra o ancião, e o vil contra o nobre. Quando alguém pegar de seu irmão na casa de seu pai, dizendo: Tu tens roupa, sê nosso governador, e toma sob a tua mão esta ruína... Os opressores do meu povo são crianças, e mulheres dominam sobre ele; Ah, povo meu! Os que te guiam te enganam, e destroem o caminho das tuas veredas." (Is 3:1-6, 12).

A profecia certamente não é para o tempo presente da Igreja, que é um parêntese profético. Aliás, nada no Antigo Testamento previa o momento atual, pois a Igreja era um mistério ignorado pelos profetas de então e só revelado a Paulo e aos outros apóstolos juntamente com outros mistérios ou segredos que ficaram por séculos escondidos em Deus. Mas a condição de ruína de Israel e Judá, e o consequente juízo que a acompanharia, nos leva a enxergar nesta passagem a disposição do povo e as condições que prevalecerão em um mundo pós-arrebatamento da Igreja.

Naquele tempo ainda por vir um pequeno remanescente de judeus irá se converter em meio a uma sociedade corrompida com as mesmas ideias que começam a tomar forma na sociedade moderna, como a de se buscar em adolescentes a solução para problemas complexos. Será que não aprendemos nada da “bolha de Internet” das ponto-com, quando milhões foram colocados nas mãos de adolescentes criadores de “vaporware”? Foram tantos que alguns até deram certo, mas a grande maioria não.

Voltando às condições do mundo após o arrebatamento da Igreja, no que diz respeito à cristandade restará aqui apenas a casca oca do que deveria ter dado testemunho de ser uma Noiva, mas é aos olhos de Deus uma "grande prostituta que está assentada sobre muitas águas... E disse-me: As águas que viste, onde se assenta a prostituta, são povos, e multidões, e nações, e línguas." (Ap 7:1, 15). Será uma cristandade vazia de Cristo e de cristãos, salvo alguns que possam ter se convertido tardiamente e se abrigado sob suas asas, mas são exortados a fugirem dela: "E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas." (Ap 18:4). Mesmo assim ela terá grande influência sobre “povos, multidões, e nações e línguas” até ser derrubada pela “besta”, sobre a qual estava montada.

É compreensível que minha abordagem do tema Greta e profecia possa ter confundido você e outras pessoas. Muitas vezes faço a citação de um versículo e me esqueço de que, para muitos, ele será um enigma, pois, ao citá-lo eu estava considerando muitos outros e também todo um contexto em minha cabeça, que talvez não seja o mesmo da cabeça de meus interlocutores. Espero que Henry Allen Ironside, que viveu entre os séculos 19 e 20, possa elucidar o que eu quis dizer com seu excelente comentário do terceiro capítulo de Isaías, mostrando como haverá um tempo quando as pessoas procurarão desesperadamente por liderança, independente da idade e capacidade:

"Este terceiro capítulo continua na mesma linha do capítulo dois, mas deixa muito claro que é Jerusalém e Judá que Deus tem em vista acima de todos os outros, quando fala da desolação vindoura e do julgamento imparcial. O povo da aliança e a cidade santa, outrora santa, haviam ido tão longe desviando-se do caminho da obediência que o próprio Deus os preparou para a vingança anunciada, enfraquecendo seus meios de defesa. As crianças eram seus príncipes e os bebês governavam sobre eles. Seus líderes, em outras palavras, eram como crianças incapazes de se controlar, muito menos de orientar os outros, de modo que a desordem e a confusão prevaleciam ao invés de um governo ordenado. Quando Deus é destronado, a anarquia sempre toma seu lugar. Em seu desespero, os homens estavam prontos para seguir qualquer um que parecesse capaz de apontar uma maneira de escapar da miséria atual e prometesse trazer ordem à condição caótica predominante.".

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana