fonte

O que você achou da mensagem deste vídeo?



https://youtu.be/1Cm95vwVOz8

Agradeço o vídeo que enviou com o título "A gente vai embora". Ouvi atentamente a excelente interpretação que o jovem locutor faz do texto que acredito ser de autoria de um apresentador de TV. Já tinham me enviado antes mais de uma vez, mas nunca tive a curiosidade de assistir. Desta vez assisti e vi que é pastel de vento. Algumas afirmações demonstram isso: "A gente vai embora e o mundo continua assim, caótico, muito louco, como se a nossa presença ou ausência não fizesse a menor diferença. Aqui entre nós, não faz."

Se quiser uma meia verdade, fique com a mensagem dita aí, porque é de conhecimento geral que nascemos e morremos, o que deixa a vida sem sentido. Mas a verdade é que Deus dá tanta importância ao tempo de nossa vida aqui que foi neste tempo que decidiu investir o que tinha de mais precioso para nos salvar: "Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (Jo 3:16). Você diria que a presença ou ausência de Jesus na terra não faria a menor diferença?

É também neste tempo que o Senhor usa os salvos para que conheçam mais de sua misericórdia e graça, e da Pessoa de Cristo em terreno hostil. Estas lições os salvos nunca aprenderiam no céu. E se o Senhor também promete recompensar os salvos pelo seu serviço aqui, como alguém poderia dizer que nossa existência aqui não faz qualquer diferença?

Se o incrédulo permanecer na incredulidade, aí sim podemos dizer que desperdiçou sua vida e a oportunidade de ser salvo e servir a Deus. Mas o crente não. A partir do momento em que é salvo ele está designado "para as boas obras as quais Deus preparou para que andássemos nelas" (Ef 2:10). Você diria que essa obras preparadas por Deus para os seus executarem não têm importância?

Será que a vida de José no Egito não teve qualquer importância quando impediu uma catástrofe humanitária no mundo de seu tempo? José habilmente planejou o armazenamento de alimentos nos sete anos de fartura para preservar em vida milhões de pessoas na carestia que se seguiu.

Moisés foi usado por Deus para salvar o povo hebreu da escravidão e guiá-lo através do deserto, e calcula-se que a multidão chegaria a 2,4 milhões de pessoas. Pense em qualquer cristão hoje, mesmo atuando numa profissão secular, no quanto ele pode fazer de bem a muitas pessoas por cumprir as obras que Deus preparou para ele executar no tempo de sua vida.

Um incrédulo pode desperdiçar sua vida e sua estada aqui não passar de uma ante-sala do inferno. Mas não para aquele que aceita a misericórdia e graça de Deus e crê no seu Filho para salvação. Ele tem muito com que se ocupar, mesmo que seja invadindo as esferas celestiais para batalhar em oração contra os poderes das trevas, intercedendo pelos que estão na linha de frente do evangelho ou ensino da Palavra. Ou servindo como costureira, como a "discípula chamada Tabita, que traduzido se diz Dorcas. Esta estava cheia de boas obras e esmolas que fazia." (At 9:36).

Não me parece que o fato de o Espírito Santo ter se ocupado em registrar o nome dessa mulher e sua tradução nas páginas das Escrituras tenha sido porque sua vida aqui era efêmera. O mesmo é o caso com os hospitaleiros Lázaro, Marta e Maria, ou com Lídia, uma comerciante, a primeira dos que iriam congregar como a primeira igreja da Europa.

"E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens, sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis... Servindo de boa vontade como ao Senhor, e não como aos homens. Sabendo que cada um receberá do Senhor todo o bem que fizer" (Cl 3:23; Ef 6:7-8).

O texto do vídeo que me enviou diz: "A gente vai embora. E é bem assim: Piscou, num estalo, a vida vai. O cachorro que eu amo tanto, ele é doado.". Bem, se é assim, então saiba escolher suas prioridades na vida dedicando-se mais às que têm valor eterno, como nos exemplos que encontramos na Bíblia.

"Pela fé habitou na terra da promessa, como em terra alheia, morando em cabanas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa. Porque esperava a cidade que tem fundamentos, da qual o artífice e construtor é Deus. Pela fé Moisés, sendo já grande, recusou ser chamado filho da filha de Faraó, escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado; tendo por maiores riquezas o vitupério de Cristo do que os tesouros do Egito; porque tinha em vista a recompensa." (Hb 11:9-10; 24-26).

Você não precisa ser missionário entre uma tribo perdida nas selvas africanas para servir ao Senhor. Nos evangelhos ele fala em várias parábolas da importância do trabalho que ele coloca nas mãos dos homens, coisas que seriam consideradas sem importância neste mundo, mas estão muito bem registradas no céu.

"Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram anjos." (Hb 13:2). No registro final nos arquivos celestiais estarão aqueles que nesta vida deram de comer e beber ao próprio Senhor, que o hospedaram e vestiram, foram visitá-lo na prisão e tantas outras coisas pouco valorizadas aqui.

"Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes." (Mt 25:37-40).

O lado mais sinistro da mensagem, e que poucos percebem, é a conclusão a que ela leva. Se nada aqui vale a pena e a gente vai embora para o éter, para quê insistir nessa jornada sofrida aqui se um passo além da borda do precipício ou uns comprimidos a mais podem acabar com a angústia? Repare com atenção na mensagem que embute a ideia de aniquilamento da alma: "A gente vai embora, se dissolve, a gente some, toda nossa importância se esvai, essa importância que pensávamos que tínhamos...".

"A gente some". Sério? Fica muito claro que a mensagem está falando apenas das vantagens egocêntricas e egoísticas desta vida terrena e de como elas cessarão com a morte. Por isso a abordagem do texto tem tudo a ver com a sabedoria deste mundo, que não reconhece que o objetivo da vida e trabalho do cristão é o Senhor. O salvo por Cristo foi comprado por preço de sangue, já não pertence mais a si mesmo, porém vive para servir.

"Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor. Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?... Ninguém se engane a si mesmo. Se alguém dentre vós se tem por sábio neste mundo, faça-se louco para ser sábio. Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia." (1 Co 15:58; 3:16, 19).

O texto continua dizendo: "Se a gente esperasse pela morte, talvez a gente vivesse mais. Talvez a gente colocasse nossa melhor roupa hoje, talvez a gente comesse a sobremesa até antes do almoço.".

Ora, para mim isto soa mais como os últimos desejos de um condenado no corredor da morte do que de um apóstolo Paulo, que não estava nem um pouco preocupado com a roupa que teria deixado de vestir ou a sobremesa que teria sido privado de comer. Por ter dedicado sua vida a servir a Cristo e ao próximo ele podia dizer:

"Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo. Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda." (2 Tm 4:6-8).

"A partir do momento em que a gente nasce, começa essa viagem, essa jornada fantástica veloz com destino ao fim, rumo ao fim". Uma viagem rumo ao fim não pode ser considerada fantástica quando não se sabe o que o fim nos reserva. Ou você acha que faz sentido viver, lutar e trabalhar para acabar moribundo numa cama ou estraçalhado num acidente? A vida é a coisa mais sem sentido que existe se ela se limitar à perspectiva que o vídeo apresenta.

"Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens." (1 Co 15:19).

A pergunta que o vídeo não responde é: "A gente vai embora pra onde?" A mensagem é muito bonita pelos padrões da sabedoria deste mundo, mas não passa da sabedoria deste mundo. "Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia." (1 Co 3:19). Ela deixa o ouvinte sem qualquer esperança de seu destino eterno, e ainda que arranque aplausos de uma platéia de palestra motivacional, é vazia como muitas mensagens motivacionais, quando comparadas com o evangelho da graça de Deus que nos dá a certeza do destino eterno com Cristo.

Nenhuma pessoa sensata pegaria o trem do "A gente vai embora" sem saber o seu destino. O vídeo embarca as pessoas para a morte sem qualquer previsão ou esperança de vida eterna na chegada. Não embarque nessa vida descrita no texto. Certifique-se de embarcar no trem da salvação cujo destino é a eternidade com Cristo. O texto termina com uma mensagem que é uma injeção de depressão:

"O que é que eu estou fazendo agora com o tempo que me resta? Que possamos ser cada dia melhores. Que saibamos reconhecer o que realmente importa nesta nossa breve passagem pela Terra. Só isso.".

Felizmente a Bíblia tem uma resposta clara para isto:

"Isto, porém, vos digo, irmãos, que o tempo se abrevia; o que resta é que também os que têm mulheres sejam como se não as tivessem; e os que choram, como se não chorassem; e os que folgam, como se não folgassem; e os que compram, como se não possuíssem; e os que usam deste mundo, como se dele não abusassem, porque a aparência deste mundo passa. Para que, no tempo que vos resta na carne, não vivais mais segundo as concupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus." (1 Co 7:29-31; 1 Pe 4:2).

Será que você acha mesmo que a vida aqui não vale a pena porque ela tem data de vencimento? Para o salvo por Cristo a saída daqui é apenas o portão de entrada para uma vida fantástica numa eternidade sem fim. Quem poderia considerar desprezível as palavras que o Senhor tem reservada para os seus quando vier buscá-los?

"Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu Senhor." (Mt 25:23).

por Mario Persona


Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça