fonte

Qual a influência dos gêneros na construção da sociedade?



https://youtu.be/b7G1ZmvRt08

Você escreveu perguntando sobre a influência que os gêneros tiveram na construção da sociedade e das conquistas humanas. Entendi que gostaria de saber como o fato de existirem gêneros bem definidos — masculino e feminino — teria nos ajudado a chegar onde chegamos como civilização, e como a deturpação disso nos tem levado a um retrocesso. O assunto só ficou polêmico depois que os homens (e as mulheres) quiseram degenerar aquilo que Deus estabeleceu no princípio da Criação.
O dicionário define o verbo "degenerar" como "Perder as qualidades originais, transformar em algo pior, estragar, corromper". Pode-se dizer que degenerado é aquele que perdeu o gênero original, e entenda-se por gênero neste contexto como qualquer qualidade que lhe fosse uma vantagem por ter sido dada por Deus. Portanto não existe melhor maneira de se entender a originalidade e qualidade de um gênero do que pensar no que acontece quando o próprio gênero se degenera.

Foi Deus quem criou os diferentes gêneros e lhes deu propósitos também distintos. Sem a diferença de gêneros não existiria a humanidade, pois é com a união de um gênero masculino com um feminino que se produz um descendente. Sem que esta ordem fosse mantida teria sido impossível as ordens dadas pelo Criador ao primeiro casal de procriar e exercer domínio sobre a Criação:

"E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra." (Gn 1:27-28).

Jesus depois repetiria a ordem assim: "Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez, e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne?" (Mt 19:4-5).

Mais tarde Paulo indicaria ser a degeneração dessa ordem uma consequência da soberba humana que colocou o homem no lugar do Criador, passando cada um a fazer aquilo que seus impulsos de uma carne degenerada pelo pecado determinassem. Muitos interpretam a afirmação feita pelo néscio no Salmo 14:1 como se fosse tirada da boca de um ateu afirmando não existir Deus. Por alguma razão inexplicada os tradutores da Bíblia introduziram nela o verbo haver para parecer que dissesse: "Não há Deus". Mas no original está apenas: "Disse o néscio no seu coração: 'Não Deus!'". O sentido é o mesmo da criança que não quer obedecer seu pai e diz: "Não Pai!"

Como muitas coisas na Bíblia, primeiro vem a rebelião contra o que Deus determina, e depois é o próprio Deus quem, por assim dizer, trava a vontade humana para continuar rebelde continuamente, como se o piloto automático de seu carro, que controla a velocidade, ficasse travado se você decidisse ultrapassar a velocidade permitida. Aí já não seria mais possível reduzir ou frear e o resultado seria um desastre. Ou seja, Deus diz "Deve ser assim" e você diz "Não Deus!", e por fim Deus trava sua disposição no "Não" para você ter mais como voltar atrás. 

É o que a Bíblia chama de "operação do erro" em 2 Tessalonicenses 2:10-12 para travar na mentira os que não quiseram receber a Verdade quando tiveram oportunidade. "Porque não receberam o amor da verdade para se salvarem Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniquidade.". O mesmo mecanismo é mostrado em Romanos quando fala dos incrédulos que decidiram rejeitar o testemunho da Criação de Deus e desonrar seus próprios corpos mudando a verdade de Deus em mentira.

"Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça. Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis; porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. Por isso também DEUS OS ENTREGOU ÀS CONCUPISCÊNCIAS DE SEUS CORAÇÕES, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém." (Rm 1:18-25).

Volto a insistir neste ponto que é importante: Quando o ser humano insiste em fazer sua própria vontade Deus o entrega à sua própria vontade, como se ficasse travado assim. Em Êxodo vemos que Faraó endureceu seu próprio coração para não libertar o povo hebreu, mas depois vemos o texto dizer que Deus endureceu o coração de Faraó. Primeiro Deus dá oportunidade e o homem rejeita isso; depois o homem fica entregue a si mesmo.

"Porém o coração de Faraó se endureceu, e não os ouviu, como o Senhor tinha falado. Então disse o Senhor a Moisés: O coração de Faraó está endurecido, recusa deixar ir o povo... Porém o Senhor endureceu o coração de Faraó, e não os ouviu, como o Senhor tinha dito a Moisés." (Êx 7:13-14; 9:12).

Continuando Romanos: "Por isso (por terem mudado a verdade de Deus em mentira) DEUS OS ABANDONOU ÀS PAIXÕES INFAMES. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm; estando cheios de toda a iniquidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães; néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia; os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem." (Rm 1:268-32).

Se você queria saber onde entra a pornografia ou mera contemplação e apreciação das aberrações sexuais condenadas por Deus, a resposta está no último versículo: "...os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem."

Quando vier o anticristo a Igreja já terá sido tirada da terra no arrebatamento, quando também sairá daqui o Espírito Santo deixando o campo livre para o diabo. Então os que tiverem escutado a verdade antes e não a aceitaram não terão mais chance de aceitá-la, pois o próprio Deus "travará", por assim dizer, seus corações para crerem na mentira.

"E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; a esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniquidade." (2 Ts 2:8-12).

Qualquer atentado feito à ordem divina colocada nos dois gêneros criados, degenerando-os em uma gama de letras e siglas criadas pelos homens, mulheres e subprodutos dessa degeneração, é um atentado contra o próprio Deus, que determinou que as coisas fossem assim. As consequências são presentes e eternas. A tentativa de se construir uma sociedade com casais formados por duas pessoas de um mesmo gênero, ou tentar degenerá-los de forma artificial ou não, criaria uma humanidade fadada à total falência por ser improdutiva. Nessa fantasia de se constituir uma família fake, inexistente no plano original de Deus, acabam apelando para a adoção de filhos de terceiros.

Outro aspecto está na ordem que Deus colocou na Criação, que Paulo explica em 1 Coríntios 11 como sendo a hierarquia adequada ao funcionamento das coisas na terra: A mulher tem o homem como cabeça, o homem tem a Cristo como cabeça e Cristo tem a Deus como cabeça. Um bom entendedor saberá que não se trata aí de uma ordem qualitativa, mas hierárquica apenas, mesmo porque nela encontramos Cristo sob a cabeça que é Deus, mesmo sabendo que em sua essência Cristo é tão Deus quanto o Pai e o Espírito Santo.

"Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo o homem, e o homem a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo." (1 Co 11:3).

A ordem hierárquica estabelecida por Deus na Criação foi passada para todo tipo de hierarquia humana, preservando assim a ordem na sociedade durante milênios. Ela vale para toda hierarquia de autoridade, como na relação entre marido e mulher, professor e aluno, patrão e empregado, e em toda a hierarquia do estado que foi Deus quem estabeleceu, como entre governos e cidadãos. Portanto hoje a ordem de gêneros estabelecida por Deus na Criação não é degenerada sozinha, pois a civilização moderna introduziu a contestação a todo tipo de autoridade, começando no lar, na escola e na sociedade civil. Isso levará à anarquia e à total degeneração da sociedade, preparando o caminho para a chegada de um "salvador", o anticristo.

"Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, o qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus." (2 Ts 2:3-4). 

Entenda que a expressão "tudo que se chama Deus" no grego é aplicada também a todo tipo de autoridade constituída, e não somente ao Deus Criador. No hebraico é a mesma coisa, e é o caso da argumentação de Jesus diante dos líderes de Israel quando, citando o Salmo 82:6, disse a eles "sois deuses" em João 10:34: "Respondeu-lhes Jesus: Não está escrito na vossa lei: Eu disse: sois deuses?".

A palavra hebraica para "deuses" (elohim) significa literalmente "poderosos" e pode ser aplicada para personalidades importantes como os juízes. (Fica claro pelo restante do Salmo que eles não passavam de homens e não deidades, pois julgavam injustamente, faziam acepção de pessoas e pervertiam a justiça). Em outras palavras, esses homens eram porta-vozes de Deus no cumprimento de seus cargos. Deus falava à nação de Israel através deles. Eles eram uma manifestação de Deus em seu lugar de autoridade e juízo, e eram os poderes ordenados por Deus. Portanto, a degeneração dos gêneros anda a par e passo com a degeneração da obediência aos poderes constituídos, os "deuses", levando a um vácuo perfeito para o oportunista do anticristo ocupar.

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça