As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Como deve ser o clero na igreja?



https://youtu.be/ptZY5R0uVzQ

Não existe clero no Novo Testamento, a não ser quando se fala da obra dos nicolaítas (Apocalipse 2.6) e de sua doutrina (Apocalipse 2.15). A palavra vem de "nikao", que significa "conquistar", e "laos", que significa "povo" ou "laico" = "leigo". Segundo alguns pesquisadores a palavra se refere à idéia de uma ordem sacerdotal, ou clero, que mais tarde acabou fazendo distinção entre sacerdotes e leigos. 1 Pedro 2.5 ensina que todos os que creem formam um sacerdócio, tendo todos igual privilégio de entrar na presença de Deus.

Ao contrário do sacerdócio do Antigo Testamento, quando um homem entrava na presença de Deus como representante do povo, hoje todos podemos entrar (Hebreus 10.19‑22), pois nosso Sumo Sacerdote já entrou antes de nós, e Deus mesmo rasgou o véu que fazia separação (o véu foi rasgado de cima abaixo, ou seja, de Deus para os homens) (leia Mateus 27.51).

Mais acessadas da semana