fonte

Devo procurar a paz dentro de mim?



https://youtu.be/Z8ozfLAjKIs

Enquanto todas as religiões e filosofias humanas mandam que o homem procure conhecer‑se a si mesmo, e procurar uma tal de paz interior, a Bíblia deixa bem claro que não há nada de bom no homem. "Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum" (Rm 7.18). "Porque do INTERIOR do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os homicídios, os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem" (Mc 7.21,22).

Portanto, se eu olhar para dentro de mim, só encontrarei miséria e tristeza. Mas se olhar para Cristo, encontrarei tudo o que preciso. E Cristo está no céu, sentado à destra de Deus Pai. E é lá, no céu, que temos tudo. Nossa fé e esperança é lançada lá, e fica lá presa como a âncora de um barco. "...a esperança proposta, a qual temos como âncora da alma segura e firme, e que penetra até ao interior do véu. Onde Jesus, nosso precursor, entrou por nós, feito eternamente sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque" (Hb 6.20). Um barco lança sua âncora no mar e, daí para a frente, o barqueiro só enxerga a corda. Mas ele sabe que seu barco está bem firme, pois lá longe, há uma âncora presa a uma rocha. Assim é conosco, e é daí que vem a nossa paz. Uma paz que foi feita na cruz, colocando‑nos "de bem" com Deus, e que agora flui para nós vinda do trono da graça, no céu, onde está nosso Precursor, isto é, Aquele que foi para lá na nossa frente para preparar‑nos lugar.

Isso tudo é muito precioso, pois mesmo em meio às dificuldades, ao desânimo, à fraqueza e tentações, sabemos que, mesmo que sejamos tão inconstantes como um barco balançando no mar, nossa segurança, nossa paz, nossa esperança, encontram‑se em Cristo, e não em nós mesmos. Nós mudamos, mas Ele nunca muda. É por esta razão que nossa salvação está firme, e este é o assunto de sua segunda pergunta. Se a salvação dependesse de nós, um dia nos sentiríamos salvos e no dia seguinte não. Mas não depende de nós, e sim dEle que morreu na cruz para nos salvar.

Aquele que verdadeiramente crê no Senhor Jesus Cristo nunca mais perderá a sua salvação. A idéia de que num momento estamos salvos e no momento seguinte não, é uma mentira do diabo para lançar os filhos de Deus nas densas trevas do desespero. Isto porque se fosse assim a salvação seria uma espécie de loteria. Se eu morresse ou o Senhor voltasse no momento em que eu acabasse de cometer um pecado, eu não iria para o céu, mas se Ele voltasse ou eu morresse quando estivesse em perfeita comunhão com Deus, aí eu iria. Tal idéia faz com que a salvação dependa de nós, e se dependesse de nós em qualquer medida, então a glória já não seria de Deus, mas nossa. Primeira João 1.10 diz que se dissermos que não pecamos, somos mentirosos. E no capítulo 2 diz que se pecarmos temos um Advogado diante do Pai. É esta a nossa segurança. Se cometo algum pecado, Satanás irá logo me acusar diante de Deus, mas Cristo já está lá para me defender. E o Espírito Santo irá se entristecer e me levar a confessar meu pecado. E continuarei desfrutando do perdão completo que me foi concedido graças à morte de Cristo na cruz do Calvário.

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça