fonte

É Pedro a "pedra" à qual Jesus se refere?



https://youtu.be/FkIFOdW1_cA

Mateus 16.15‑19 mostra claramente que o Senhor iria estabelecer a Sua Igreja, como realmente o fez. Mas não sobre Pedro ou qualquer outro apóstolo. Quando perguntou aos discípulos quem era Ele, Pedro, inspirado pelo Espírito Santo afirmou: "Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo". Temos então um problema de tradução em algumas versões, pois a palavra usada para Pedro e para pedra são diferentes. Pedro, sim, está no sentido de pedra. "Sobre esta Pedra" é no sentido de rocha.

A Pedra sobre a qual o Senhor edificaria a Sua Igreja era a afirmação de Pedro: "Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo". Se houver dúvidas quanto a isto, é só perguntarmos ao próprio Pedro: "Chegando‑vos para Ele ‑ Pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa. Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual... Eis que ponho em Sião a Pedra principal da esquina, eleita e preciosa; e quem nela crer não será conundido. E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas para os rebeldes, a Pedra que os edificadores reprovaram essa foi a principal da esquina: e uma Pedra de tropeço e Rocha de escândalo, para aqueles que tropeçam na Palavra" 1 Pedro 2.4‑8.

É evidente que Pedro refere‑se a Cristo. Efésios 2 também não deixa dúvidas quanto a isto: "Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que JESUS CRISTO É A PRINCIPAL PEDRA DA ESQUINA; no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor." (vers. 20,21).

Quando surge uma dúvida, o melhor é perguntar à pessoa envolvida. Pedro, quem é a Pedra?"Ele (Cristo), pedra viva que os homens rejeitaram, mas escolhida e preciosa aos olhos de Deus" 1 Pedro 2.4-10.

Se estiver lendo na Bíblia Ave Maria verá o subtítulo que foi acrescentado dizendo: "Cristo é a Pedra Angular", possivelmente referindo-se a Efésios 2.20: "Jesus Cristo e' a principal pedra da esquina".

O que transcrevo abaixo foi escrito por um historiador católico romano:

"De todos os Pais que interpretaram estas passagens nos Evangelhos (Mateus 16.18; Joao 21.17), nem um só as aplica aos bispos romanos como sucessores de Pedro... Nenhum deles explicou a rocha ou fundamento sobre a qual Cristo iria construir Sua Igreja como sendo o oficio dado a Pedro para ser transmitido aos seus sucessores, mas eles entendiam que se tratava ou do próprio Cristo, ou da confissão de fé de Pedro em Cristo; com freqüência ambas eram aceitas." Ignaz von Dollinger - "The Pope and The Council" (1869) pg. 74.

"...Pois para os Pais trata-se da fé de Pedro - ou o Senhor em Quem Pedro tem fé - que é chamado de Rocha, não Pedro. Todos os Concílios da igreja, desde Nicea no quarto século, ate Constancia no décimo quinto concordam que o próprio Cristo é o único fundamento da igreja, isto é, a Rocha sobre a qual a igreja permanece" - Pedro de Rosa, historiador católico romano - "Vigários de Cristo: O Lado Negro do Papado" (1988) pgs. 24, 25.

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça