fonte

O "Dia de Cristo" é o arrebatamento?



https://youtu.be/PQLxXcO-k_8

Para entender melhor a passagem a que você se referiu (2 Tessalonicenses 2), é preciso entender a diferença entre a primeira e a segunda epístolas. A primeira fala, de forma geral, da vinda de Cristo em conexão com a Igreja.

A segunda fala de Sua vinda em conexão com Israel. Tendo isto em mente, entenda que o "dia de Cristo" de que fala 2 Ts 2.2 não é o arrebatamento, e sim a volta de Cristo para estabelecer o Seu reino milenial. Isto acontecerá cerca de 7 anos depois do arrebatamento (cuja descrição encontra‑se em 1 Ts 4).

Antes do dia de Cristo, ou dia do Senhor cf. Is 2.12, somente virá depois que surgir o anticristo. O que detém o anticristo agora é o Espírito Santo que habita na igreja. Quando esta for arrebatada, subindo junto com o Espírito Santo, o anticristo terá o terreno livre para agir. É disso que fala o capítulo 2 de Tessalonicenses.

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça