As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

É errado deixar de congregar?



https://youtu.be/AWX92QzACeI

Sua pergunta é sobre Hebreus 10.25: "Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando‑nos uns aos outros; e tanto mais quanto vedes que se vai aproximando aquele dia". Quando falamos de sair do sistema denominacional, isto não significa sairmos para ficar sozinhos, porém para nos reunirmos da maneira que a Bíblia nos mostra, ou seja, somente ao nome do Senhor e sobre o fundamento de que há um só corpo (e não muitos corpos divididos por diferentes nomes).

Portanto não se trata de deixar de congregar, mas de congregar. Porém, quando entendemos que o sistema denominacional é uma perversão do plano inicial de Deus para a Igreja, temos a responsabilidade de nos apartar. Na medida em que entendemos que o sistema que os homens criaram divide os crentes por nomes e não reconhece o Cabeça que é Cristo (colocando seus próprios cabeças como papa, presidentes de igreja, etc.) devemos obedecer o que diz em 2 Timóteo 2.19: "qualquer que profere o nome de Cristo aparte‑se da iniqüidade".

O versículo em Hebreus 10.25 deixa claro que não devemos deixar de nos congregar, porém 2 Timóteo 2.19 nos exorta a sairmos do meio daqueles que estão se reunindo em desacordo com a Palavra, porém PARA NOS REUNIRMOS com aqueles que, de coração puro, invocam o Senhor (2 Tm 2.22).

Portanto, não é errado deixarmos uma congregação que esteja em iniqüidade. A Palavra de Deus nos mostra isso. Hoje fala‑se muito: "vá a uma igreja onde a Palavra de Deus seja pregada". Isto é um engano pois há muitos lugares onde a Palavra de Deus é pregada por servos de satanás, como acontece entre os testemunhas de Jeová e os Mórmons, que negam a divindade de Cristo.

Suponhamos que um cristão esteja reunindo‑se em um lugar onde as pessoas clamam "Senhor, Senhor!", onde profetizam em nome do Senhor Jesus, onde expulsam demônios em nome do Senhor, onde fazem muitas maravilhas em nome do Senhor. Será isso suficiente para essa pessoa continuar se reunindo ali? Leia em Mateus 7.22,23 a resposta a esta pergunta (leia também Apocalipse 18.4).

Mais acessadas da semana