As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

O "Dia de Cristo" é o arrebatamento?



https://youtu.be/PQLxXcO-k_8

Para entender melhor a passagem a que você se referiu (2 Tessalonicenses 2), é preciso entender a diferença entre a primeira e a segunda epístolas. A primeira fala, de forma geral, da vinda de Cristo em conexão com a Igreja.

A segunda fala de Sua vinda em conexão com Israel. Tendo isto em mente, entenda que o "dia de Cristo" de que fala 2 Ts 2.2 não é o arrebatamento, e sim a volta de Cristo para estabelecer o Seu reino milenial. Isto acontecerá cerca de 7 anos depois do arrebatamento (cuja descrição encontra‑se em 1 Ts 4).

Antes do dia de Cristo, ou dia do Senhor cf. Is 2.12, somente virá depois que surgir o anticristo. O que detém o anticristo agora é o Espírito Santo que habita na igreja. Quando esta for arrebatada, subindo junto com o Espírito Santo, o anticristo terá o terreno livre para agir. É disso que fala o capítulo 2 de Tessalonicenses.

Mais acessadas da semana