As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

O mundo está realmente perdido?



https://youtu.be/ZcCZvD7QN2o

Vou direto ao assunto: Sua opinião é que o mundo ainda não está perdido e que Deus preparou algo de bom para o globo terreste. A verdade é que a nossa opinião não tem nenhum valor nas coisas concernentes ao futuro, pois este só Deus conhece. Posso embarcar em um avião confiando plenamente que, por ser tão bonito e moderno, ele não vá cair, mas você sabe que pode bem acontecer. No entanto, isto é apenas uma conjectura pois ninguém disse se o avião irá cair ou não. Mas no caso deste mundo, Deus deixou avisado na Bíblia o que vai acontecer. E as profecias bíblicas tem uma margem de acerto de 100%, pois muitas das coisas profetizadas no Antigo Testamento já se cumpriram exatamente como preditas. Vou dar um exemplo.

Existe no Antigo Testamento uma profecia de que a cidade de Tiro seria arrasada, lançada no mar e suas muralhas iriam se tornar um enxugadouro de redes para os pescadores (Ezequiel 26). Depois que foi feita a profecia, Nabucodonosor II cercou a cidade por 13 anos e depois a tomou, destruindo‑a. Porém a cidade era, na verdade, dividida em duas partes: uma maior no continente, e outra fortificada numa ilha defronte à cidade. Nabucodonosor conseguiu tomar e destruir a cidade no continente, mas, por sua dificuldade, não conseguiu destruir a cidade fortificada na ilha. Até aí, a profecia havia sido cumprida somente em parte.



Em 332 AC, Alexandre, o Grande, atacou a cidade fortificada e, para chegar até ela, fez com que os soldados lançassem ao mar as muralhas da cidade destruída por Nabucodonosor, fazendo, assim, um caminho ligando o continente à ilha. O que não era possível fazer com seus navios, Alexandre conseguiu construindo este istmo sobre o qual seu exército podia passar. Hoje esse caminho de pedras ainda existe e é usado pelos pescadores da região para enxugadouro de redes.E, acerca deste mundo, a Palavra de Deus tem também várias profecias.

Eis uma delas: "Os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios... Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementeos, ardendo, se desfarão, e a terra e as obras que nela há, se queimarão" (2 Pedro 3.7‑10). Está claro? Evidentemente! Resta a cada um preparar‑se para o "algo melhor" que Deus tem preparado para os que recebem a Cristo como Salvador.

Você pergunta o por quê de tantos rosários, figas, budas, terços, etc., se Deus é um só. A resposta é que nada disso foi dado por Deus, e sim são invenções de homens. Se você buscar em Deus e na Sua Palavra o conhecimento, certamente estará então com uma bússola segura a indicar o seu destino eterno.

Mais acessadas da semana