As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Pesquisar este blog

Carregando...

Qual reza ou oração pode resolver meus problemas?

Seu pedido de rezas é para resolver um problema espiritual que acredita ser originário de macumba ou opressão demoníaca, além de soluções de âmbito sentimental e financeiro. Arrisco-me a dizer que você pensa pequeno. Tudo o que pede é para se sentir melhor nesta vida.

Mas, e depois? O que são alguns poucos anos aqui comparados com a eternidade? Você fica impressionada com o poder demonstrado por pessoas que curam paralíticos, e se apega a elas como a uma tábua de salvação, todavia não passam de meros homens resolvendo problemas temporários. O que dizer de seu problema eterno? A Bíblia, a Palavra de Deus tem a resposta para seu problema eterno e também para os outros. "Buscai PRIMEIRO o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Mateus 6:33).

Você vem tentando ser religiosa ao máximo, comungando quase todos os dias, não perdendo uma missa, mas o que conseguiu? Dificilmente haveria um homem mais religioso do que Nicodemos nos tempos do Senhor Jesus (Capítulo 3 do Evangelho de S. João). Ele era um mestre em Israel, um fariseu (a ala mais nobre e restrita da religião judaica), e não apenas isto, mas um príncipe entre os fariseus. Transportando isso para os dias de hoje e para a nossa cultura, ele seria o equivalente a um Bispo da igreja Católica. E o que tinha ele? Um grande vazio no coração, apesar de toda a religião.

No capítulo 3 do Evangelho de S. João ele vai se encontrar com o Senhor Jesus à noite, provavelmente por medo de ser visto pelos outros, o que estragaria a sua reputação. Creio que você não tem este problema, já que está pedindo socorro aos quatro ventos sem se importar com o que os outros pensem, o que é um bom sinal. Só falta direção.

Ao grande religioso que era Nicodemos, o Senhor diz: "Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus" (João 3:3). E o Senhor chega a ser mais direto com ele: "Necessário vos é nascer de novo" (João 3:7), e o mesmo está dizendo a você. Tenho certeza de que não foi coincidência, mas provisão divina eu ter ido parar em sua casa. Em qualquer escola de inglês de sua cidade você teria encontrado quem traduzisse sua carta. Mas certamente Deus não quer deixar você escapar. Ele quer que você tenha uma vida nova, mas à maneira dEle.

"O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito" (vers. 6), o que eqüivale dizer que você só nasceu uma vez até agora, ou seja, da carne que é o nascimento natural. Falta nascer de Deus, nascer do Alto, receber uma natureza divina e espiritual. E então viverá na certeza de que "o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca" (Primeira Epístola de João 5:18). Acaso não é isto o que você está procurando, ser liberta do maligno que tem destruído sua vida?

Na conversa com Nicodemos, o Senhor Jesus vai aos poucos revelando Quem Ele é, e o que iria fazer. No versículo 13 do Evangelho de João, capítulo 3, Ele Se revela a Nicodemos como Deus onipresente. "O que desceu do céu, o Filho do homem [Jesus] que está no céu". Ao mesmo tempo em que falava com Nicodemos na Terra, Ele, Jesus, estava no céu. Somente Deus poderia fazer a obra necessária para libertar o pecador, mesmo que ele fosse tão religioso quanto Nicodemos. E somente Deus poderá libertar você, e irá fazê-lo por meio do sangue que foi derramado de uma vez para sempre na cruz do monte Calvário.

No primeiro nascimento, você herdou o pecado de Adão. Nada tem a ver com sexo nem com maçã, como escutamos quando criança. Deus deu uma ordem simples que foi desobedecida num espírito de rebelião contra Deus. Por causa do pecado a morte entrou na criação e todos os descendentes do primeiro homem nasceram pecadores. Trazemos em nós, por natureza, o pecado, a rebelião contra Deus. Isto nos coloca, por natureza, como escravos de Satanás. Você não é mais nem menos controlada por Satanás do que todas as pessoas do mundo que ainda não tenham passado pelo novo nascimento.

Falando a pessoas que haviam nascido de novo, pessoas que tinham tido um encontro pessoal com Cristo, o apóstolo Paulo escreve: "[Deus] vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar [Satanás], do espírito que agora opera nos filhos da desobediência. Entre os quais todos nós também antes andávamos, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza [pelo primeiro nascimento] filhos da ira, como os outros também." Efésios 2:1-3

O apóstolo continua explicando como eles tinham sido libertos: "Estando nós mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo... Pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom [presente] de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie." (Efésios 2:5-9). Disso tudo você conclui que nasceu pecadora (assim como eu e todos os seres humanos), que está espiritualmente morta em ofensas e pecados, que tem andado segundo o curso deste mundo, segundo Satanás, em desobediência contra Deus, fazendo a vontade de sua própria carne e de seus pensamentos, ao invés de buscar fazer a vontade de Deus e que é uma filha da ira de Deus, tendo diante de si a condenação eterna por causa de seus pecados. "E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo" (Apocalipse 20:15).

Tudo isso não sou eu quem diz, mas a Palavra de Deus, e se você deseja realmente encontrar o remédio é preciso que antes aceite o diagnóstico de Deus. É assim que Ele enxerga você, sem nada de cor-de-rosa em seu diagnóstico. Sua condição, assim como era a minha antes, é das mais tristes e seu destino eterno tremendamente terrível. Enquanto você não olhar para si própria do modo como Deus a vê (e Ele sabe), não haverá remédio para você. A Bíblia diz que "esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar PECADORES" (1 Timóteo 1:15). Se você não se considerar uma pecadora completamente perdida, como poderá a salvação que Deus oferece em Cristo servir para você? Ele não veio salvar pessoas boas nem religiosas (porque conhece nosso coração que é podre); Ele veio salvar pecadores. Se você reconhecer que não há nada de bom em você ou em seu coração ("porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias" Mateus 15:19); se você reconhecer que toda a sua justiça de nada vale aos olhos de Deus ("Todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo de imundícia" Isaías 64:6); e que suas boas obras não a levarão a lugar nenhum ("Não vem das obras" Efésios 2:9), então existe esperança para o seu caso.

Em Sua conversa com o religioso Nicodemos, o Senhor trouxe à memória dele um episódio que todo judeu conhecia bem. Quando os israelitas saíram do Egito, ficaram por quarenta anos viajando pelo deserto rumo à terra prometida. Numa ocasião, por causa da desobediência e rebelião deles, Deus permitiu que o acampamento fosse invadido por serpentes venenosas. Arrependidos, eles clamaram a Deus e Moisés foi instruído a fazer uma serpente de bronze e levantá-la na ponta de uma haste. Todo aquele que olhasse para a serpente de bronze era curado das feridas causadas pelas serpentes. Aquilo viria se revelar como uma figura de Cristo sendo levantado na cruz. As serpentes eram figura do pecado que atinge a todo homem. A solução de Deus foi colocar aquilo que representava o pecado sobre uma haste para que todos pudessem ao mesmo tempo ver suas horríveis conseqüências e serem salvos.

O Senhor disse a Nicodemos: "Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem [Jesus] seja levantado; para que todo aquele (inclusive a Maria de Lourdes) que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna". (João 3:14-16). Cristo, na cruz, recebeu os pecados de todo aquele que nEle crê. Ali Ele morreu como um Substituto do pecador. Para não precisar condenar o pecador a uma eternidade de terrores indizíveis, Deus condenou o Seu próprio Filho na cruz, fazendo Ele sofrer e morrer em nosso lugar. Todavia, o sacrifício de Cristo na cruz só servirá para livrar aqueles que se reconhecem pecadores, portanto incapazes de se salvar, e crêem nEle como Salvador. Aqueles que olham para Ele em busca de salvação, e não para algum padre, pastor ou quem quer que seja. "Porque há UM SÓ mediador [intermediário] entre Deus e os homens, JESUS CRISTO HOMEM" (1 Timóteo 2:5).

Você quer ser salva eternamente de seus pecados, ou está apenas procurando um paliativo para os poucos anos de vida que ainda lhe restam neste mundo? Se parou de pensar pequeno, e começou a enxergar as coisas com uma amplitude maior, tenha a certeza de que Deus quer salvá-la, quer libertá-la do pecado e da morte, quer dar a você uma nova vida. Você queria começar de novo, não é mesmo? Só existe um modo e tem que ser o modo de Deus. Caso contrário cairá em um engano após outro até o dia em que, depois de uma existência miserável, terá que comparecer diante de Deus para receber a paga por seus pecados. De que terá adiantado, então, Cristo ter derramado Seu sangue precioso que nos limpa de todo pecado, se não tiver limpado você dos seus pecados? De que terá adiantado, então, Ele ter morrido para pagar por seus pecados, se os seus pecados não tiverem sido pagos na cruz? Então não existirá forma de escapar do juízo de Deus.

Em João 1:12 diz, acerca de Jesus, que "a todos quantos O receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no Seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus". Para que você se torne uma filha de Deus (somos por natureza apenas criaturas de Deus) é preciso que aceite a Jesus como seu Salvador. É preciso que fale com Ele, confesse a Ele os seus pecados, reconheça diante dEle sua miséria e incapacidade de dar mais um passo. Como eu disse em sua casa, você precisa de Cristo. Você não precisa de padre, pastor, religião, filosofia, coisa nenhuma. Jesus é o Salvador. Para que você receba dEle a salvação eterna, e a partir de agora tenha uma nova vida, é necessário que creia na Palavra de Deus; que creia em tudo o que Deus diz acerca de sua condição e também da eficácia da obra que Cristo consumou na cruz para poder salvá-la. Porém pode ser que você deseje tudo isso, mas ao seu modo. Se pensar assim, estamos na estaca zero.

"Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a Minha palavra, e crê nAquele que Me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida" (João 5:24).

Você ouviu a Palavra de Deus hoje e tem agora a responsabilidade de crer em tudo o que ela diz de você e de Cristo. Se assim fizer, de coração, não buscando a solução de problemas temporais (físicos, sentimentais, financeiros - problemas que todos temos), mas a solução do seu problema eterno que é o pecado, então receberá de Deus a vida eterna. E será algo feito de tal maneira que poderá reconhecer isto no mesmo tempo verbal usado pelo Senhor: "TEM a vida eterna". No futuro, não entrará em condenação. E olhará para o momento de sua real conversão a Cristo como o momento em que passou da morte para a vida. Você não tem que sentir coisa alguma para que essas coisas aconteçam. Nossos sentimentos nos enganam. Você não terá que ver algum milagre ou luzes no céu para ter a certeza de estar salva. Tem que ser pela fé. "Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem" (Hebreus 11:1).

Só duas coisas você tem que fazer: crer no seu coração que Jesus morreu por você na cruz, que todos os seus pecados foram colocados sobre Ele ali naquela hora terrível, e foram levados por Ele na morte. E que Deus O ressuscitou de entre os mortos, provando assim ter aceito o Seu sacrifício como suficiente e eficaz. Então, confessar com a sua boca que Jesus é seu Senhor, que Ele passa a ser o dono de Sua vida. "A fé é pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus" (Romanos 10:17). Você ouviu a palavra de Deus. Creia agora. "A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos, a saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus [Jesus como teu Senhor], e em teu coração creres que Deus O ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. Porque a Escritura diz: Todo aquele que nEle crer não será confundido" (Romanos 10:8-11).

Espero que tenha lido as histórias. São testemunhos verídicos de pessoas comuns que encontraram o Salvador e a vida. Pessoas diferentes, com problemas diferentes, mas que encontraram a salvação, a vida e a paz em Cristo Jesus. Veja bem que em momento algum convido você a se filiar a alguma religião, mas insisto que vá a Cristo Jesus, e isto você pode fazer aí mesmo, a sós com Ele. Você não precisa de padres, pastores, de mim ou de quem quer que seja. Você precisa de Jesus. Fale diretamente com Ele. Ele convida você: "Vinde a Mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei" (Mateus 11:28). "Todo o que o Pai Me dá virá a Mim; e o que vem a Mim de maneira nenhuma o lançarei fora" (João 6:37). Você crê nisto?

Mais acessadas da semana

Loading...