fonte

Devo ir para a Amazônia pregar aos índios?



https://youtu.be/qUmS85fXck4

Você escreveu contando que seus pais eram missionários na Amazônia, onde trabalharam com os índios. Hoje você mora com sua mãe na Alemanha, seu país de origem, e pede orações para saber se Deus quer que você vá para a Amazônia pregar o evangelho aos índios.

É louvável o trabalho que seus pais desenvolveram entre indígenas, mas lembre-se de que o Senhor vocaciona os seus um a um. Ninguém "herda" o dom de ninguém. Se o seu pai foi chamado para esse trabalho, amém, mas isso não significa que seja também o seu chamado. O melhor é que você mesmo ore para saber de Deus o que ele tem preparado para você.

Existe uma ideia errada de que para se servir ao Senhor é preciso ir para o meio da selva pregar a índios, porque existe um certo romantismo e espírito aventureiro nisso. Ora, a Europa hoje é um caldeirão de ateísmo e islamismo, e seu campo de evangelização pode estar bem aí na sua rua. Já reparou o quanto o evangelho é rejeitado justamente em terras onde floresceu no passado?

Quando somos chamados a levar salvação aos perdidos a ideia colonialista no passado era considerar perdidos os selvagens que não se vestiam como os europeus e nem sabiam ler e escrever. Todavia, mais pessoas são salvas por cristãos testemunhando de Cristo em seus lares, escolas, empregos etc. do que em selvas onde mal se consegue encontrar um ser humano.

No livro "Até os confins da terra", de Ruth Tucker, ela conta que os primeiros missionários nos EUA partiam da costa leste em direção ao oeste com o propósito de evangelizar os índios. Mas as cidades da costa leste estavam cheias de índios desalojados de suas terras pela colonização europeia, e mesmo assim ninguém dava a mínima por eles.

A razão é que era mais fácil conseguir verba para evangelizar índios distantes, que ninguém podia ver, do que aqueles que jaziam nas calçadas das cidades mendigando à porta dos moradores da costa leste. Os índios distantes não fediam e nem eram repulsivos, como eram os que viviam nas ruas.

Logo após minha conversão eu tinha ideias românticas também, como quando decidi vender um sítio para comprar um micro-ônibus, transformá-lo em motorhome para morar nele e viajar pelo Brasil pregando o Evangelho e vendendo Bíblias e livros cristãos. Felizmente o Senhor não encontrou nenhum comprador para meu sítio.

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Nunca compartilharemos seu email com terceiros.

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional www.mariopersona.com.br. Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.
Esclarecimentos: O conteúdo deste blog traz respostas a perguntas de correspondentes, portanto as afirmações feitas aqui podem não se aplicar a outras pessoas e situações. Algumas respostas foram construídas a partir da reunião das dúvidas de mais de um correspondente. O objetivo é apenas mostrar o que a Bíblia diz a respeito das questões levantadas, e não sugerir qualquer ingerência de cristãos na política e na sociedade, no sentido de exigir que as pessoas sigam os preceitos bíblicos. O autor é favorável à livre expressão e, ainda que seu entendimento da Bíblia possa conflitar com a opinião de alguns, defende o respeito às pessoas de diferentes crenças e estilos de vida. Aqui são discutidas ideias e julgadas doutrinas, não pessoas. A opção "Comentários" foi desligada, não por causa das opiniões contrárias, mas de opiniões que pareciam favoráveis mas que tinham o objetivo ofender pessoas ou fazer propaganda de alguma igreja ou religião, induzindo os leitores ao erro.

O que respondi by Mario Persona is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License. Creative Commons License

Respondi

O que Respondi

3 Minutos

Evangelho em 3 Minutos

Pela Graça