As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Oseias casou-se com uma prostituta ou foi simbolico?



https://youtu.be/uC6OnUItPpw

Sua dúvida é se Oseias teria realmente se casado com uma mulher adúltera e prostituta ou se aquilo teria sido no sentido figurado. Sim, Oseias casou-se com aquela mulher, porém Deus tinha razões para ordenar que fizesse aquilo e também existe um simbolismo e paralelo entre essa história e a história do povo de Deus, e também de cada ser humano individualmente. Primeiro é importante entender que o nome Oseias vem do hebraico e é o mesmo nome que Josué, e tem o mesmo significado. Os dois significam Jeová salva. O nome Oseias em grego é "Jesus".

Então estamos vendo um profeta cujo nome significa "Jesus", que Deus ordena que vá buscar uma mulher prostituta, se case com ela e tenha filhos com ela. O que será que Deus queria dizer com isto? Será que ele não gostava de Oseias, para dar-lhe uma missão tão difícil? Realmente, Deus gostava de Oseias, e não só amava Oseias, como também Gômer, que é essa mulher prostituta com quem Oseias terá de se casar. E Deus amava tanto essa mulher que queria salvar esta mulher e é isso que efetivamente iria acontecer ao longo da história.

Através de Oseias, Deus vai salvar essa mulher, e mudar completamente sua vida. Esta é a mensagem pequena, digamos assim, que este livro nos traz, mensagem esta especificamente de interesse de Oseias. Mas qual é a grande mensagem aqui, qual é a mensagem maior? Deus vai falar com o seu povo e fazer com que Oseias, por todas as experiências que é obrigado a passar, sinta o que Deus está sentindo. Não existe melhor maneira de você entender o que outra pessoa está passando do que você passar pela mesma experiência da pessoa. Tem muita gente que passa por um problema muito sério, e aí vem um amigo e diz: "Eu sei o que você está sentindo.". Sabe nada. Ele já passou por isso? Não, nunca, então não sabe.

Oseias irá conhecer o que Deus estava sentindo; como ele se sentia em relação ao povo de Israel, seu povo. No versículo 4 do primeiro capítulo de Oseias nasce o primeiro filho: "E disse-lhe o Senhor: Põe-lhe o nome de Jizreel.". Jizreel significa 'Deus Irá Ceifar', cortar. O nome do filho de Oseias era também uma mensagem para Israel. Deus cortaria Israel, uma mensagem muito solene para aquele povo que era chamado povo de Deus.

"Porque daqui a pouco visitarei o sangue de Jizreel sobre a casa de Jeú, e farei cessar o reino da casa de Israel. E naquele dia quebrarei o arco de Israel no vale de Jizreel. E tornou ela a conceber, e deu à luz uma filha. E Deus disse: Põe-lhe o nome de Lo-Ruama; porque eu não tornarei mais a compadecer-me da casa de Israel, mas tudo lhe tirarei." (Os 1:4-6).

Lo-Ruama significa 'Não Irás Mais Receber Compaixão', o próprio nome significava o que Deus iria fazer. "Mas da casa de Judá me compadecerei, e os salvarei pelo Senhor seu Deus, pois não os salvarei pelo arco, nem pela espada, nem pela guerra, nem pelos cavalos, nem pelos cavaleiros. E, depois de haver desmamado a Lo-Ruama, concebeu e deu à luz um filho. E Deus disse: Põe-lhe o nome de Lo-Ami; porque vós não sois meu povo, nem eu serei vosso Deus.” (Os 1:7-9). Já pensou você ter um filho e colocar seu nome 'Não é Meu'?

É isto o que está acontecendo aqui no livro de Oseias, 'Não É Meu Povo'. É provável que este não fosse nem filho de Oseas, pois, se lermos o capítulo 2 deste livro encontraremos aquela mulher num roldão de pecaminosidade e licenciosidade. Ela começa a procurar amantes, e o capítulo 2 inteiro irá falar de seus amantes e dos namorados que ela tem, obviamente sempre fazendo um paralelo com Israel. Alguém poderia dizer: Essa mulher é muito má, essa mulher é uma pervertida, essa mulher rompeu com todos os padrões da moral e dos bons costumes. E nós, como somos?

Assim era essa pobre mulher de Oseias, e ela vai agora descer ladeira abaixo como nós despencamos também. Pecadores longe de Deus, afastados completamente de Deus, distantes, inimigos seus, de costas para Deus, buscando só os nossos interesses, a satisfação nas coisas desta vida tão curta, neste vapor que desvanece. Não somos nem um pouco diferentes da mulher de Oseias.

É claro que nós queremos ser diferentes dela; queremos achar alguém pior. A mulher de Oseias deve ter encontrado outras prostitutas que eram mais depravadas do que ela, e aí podia dizer: "Ah, eu não sou tão depravada quanto aquela, sou só um pouco, tenho cem amantes mas ela tem duzentos!". Gostamos de encontrar alguém pior pois isto nos faz sentir bem, porém o padrão é Deus, e será que estamos dentro do padrão que ele é? Não. Então não adianta nos compararmos a outros seres humanos. Somos todos farinha do mesmo saco.

Mas vamos ver a que ponto chega a depravação da mulher de Oseias. No capítulo 3 ela aparece adulterando: "E o Senhor me disse: Vai outra vez, ama uma mulher, amada de seu amigo e adúltera, como o Senhor ama os filhos de Israel, embora eles olhem para outros deuses e amem os bolos de uvas." (Os 3:1). Os "bolos de uvas" eram os sacrifícios feitos aos deuses pagãos da época. Agora essa mulher tem outro homem, outro amante. Pergunto: Esse outro homem estava cuidando bem dela? O versículo 2 responde, quando Oseias diz: "E comprei-a".

Ora, se Oseias precisou comprar essa mulher é porque o outro homem a colocou à venda, ela era escrava dele. Pense naquelas feiras de venda de escravos, onde as pessoas escolhiam, davam lances e pagavam para levar um escravo. E ali está essa mulher e Oseias se propõe a pagar para resgatá-la. A que ponto ela chegou! Ela perdeu tudo, perdeu família, teve muitos amantes, o último é dono dela e a colocou à venda. Isso tem nome na sociedade atual, aqueles que exploram a prostituição são chamados de cafetões. Assim está essa mulher quando Oseias aparece para comprá-la. Ela já perdeu sua liberdade e não tem qualquer dignidade. Certa vez um irmão disse algo que nunca: "Satanás promete, mas não entrega".

É esta a realidade: a promessa é bonita, é colorida, é instigante, desperta o desejo, as emoções, mas aí você fica esperando e não vem a entrega. Ao contrário, o que vêm são algemas. "Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?" (Rm 6:16). Nos tornamos servos de tudo aquilo que domina sobre nós, seja o dinheiro, a família, o trabalho, qualquer coisa. Tudo aquilo que nós colocamos como substituto do verdadeiro Marido, do verdadeiro Senhor, nos escraviza.

Esta mulher, agora adúltera e escrava, é comprada por Oseias. Nos dois primeiros capítulos vimos um casamento destroçado, e agora estamos vendo esse casamento sendo recuperado. Transfira isto para o povo de Israel. Deus viu o seu povo se prostituir mas, mas ele queria que seu povo fosse restaurado a ele, e é o que irá acontecer no futuro. Lemos no versículo 2: "E a comprei para mim por quinze peças de prata, e um ômer de cevada, e meio ômer de cevada." .

Em algumas passagens vemos que trinta moedas de prata era o preço de um escravo, e aqui são dadas quinze moedas e o resto em cevada. Não sei quanto valia essa cevada, mas não devia ser muita coisa, portanto essa mulher era realmente uma escrava. E agora Oseias diz a ela no versículo 3: "Tu ficarás comigo muitos dias; não te prostituirás, nem serás de outro homem; assim quero eu ser também para ti.". Uma tradução alternativa seria mais ou menos assim: 'Você irá morar comigo por muitos dias, você não se prostituirá, você não será de homem e o mesmo serei eu para com você.'.

O que Oseias está dizendo a ela? Que ele a está resgatando, que ela viverá muitos dias com ele, não irá se prostituir, também não terá homem, não terá relações com homem algum, ele está se incluindo nisto, e o versículo 4 diz: "Porque os filhos de Israel ficarão por muitos dias sem rei, e sem príncipe, e sem sacrifício, e sem estátua, e sem éfode ou terafins." Oseias não apenas irá resgatar essa mulher, mas ele irá pagar um preço pelo resgate dela. Primeiro ele tem de pagar as quinze moedas de prata e a cevada pelo resgate dela, e agora ele terá de se privar também pelo tempo que ela irá ficar sem contato com homem. Ele se sacrifica também. "Depois, tornarão os filhos de Israel e buscarão o Senhor, seu Deus, e Davi, seu rei; e temerão o Senhor e a sua bondade, no fim dos dias." Esse é o resgate dessa mulher.

Mas o que isto tem a ver comigo ou com você? Quando foi que Deus precisou se tornar o Marido, quando foi que Deus precisou pagar algum preço, quando foi que Deus precisou fazer alguma coisa por mim e por você? Quando Jesus veio ao mundo. Lá em Mateus, capítulo 9, versículo 14 diz: "Então, chegaram ao pé dele os discípulos de João, dizendo: Por que jejuamos nós, e os fariseus, muitas vezes, e os teus discípulos não jejuam? E disse-lhes Jesus: Podem, porventura, andar tristes os filhos das bodas, enquanto o esposo está com eles? Dias, porém, virão, em que lhes será tirado o esposo, e então jejuarão." Jesus é o esposo, Jesus é o noivo. E ele diz aqui que ele seria tirado, que esse Noivo seria tirado, que esse Esposo seria tirado de uma forma tão dramática que eles teriam até de jejuar por isto; teriam de se condoer, porque ele fala da sua morte.

Veja que a história de Gômer, mulher de Oseias, cujo nome significa 'Jesus', não é diferente do que o Senhor fez com a minha história e com a sua. Nós também somos pecadores, nós também somos amados pelo Senhor. Ele também quis nos buscar, ele também quis ter um relacionamento íntimo conosco, mas nós fomos sempre infiéis a ele. Nós sempre buscamos a nossa própria vontade, nós nos desviamos de Deus, como seres humanos nascemos pecadores, mantivemos esse status de pecadores pecando à vontade, pecando do jeito que queríamos pecar, nós não quisemos esse noivo. Fugimos, buscamos muitos amantes, nós nos prostituímos, nos vendemos de diversas maneiras, até que um dia — e espero que este dia seja hoje para você — você percebe que está escravizado. Os mesmos amantes que você buscou são agora os seus feitores e escravizam você. Então veio alguém para pagar o preço de sua redenção.

Jesus veio ao mundo para pagar pelos nossos pecados. Ele não pagou trinta moedas, não pagou quinze moedas e um pouco de cevada, não foi isso que ele pagou. Ele pagou com o seu próprio sangue, ele deu a vida, ele morreu para que nós pudéssemos ser salvos. Não existe amor maior do que este, de alguém dar a vida por outra pessoa. E que outra pessoa? Uma pessoa boa, correta, digna? Não, pessoas más, como eu e você. Pessoas que transgrediram todos os mandamentos como eu e você, sem faltar nenhum. Somos culpados de todos. E ele deu a sua vida, pagou o preço, nos comprou.

Agora ele convida todo aquele que crer nele; todo aquele que aceitar que esse pagamento já foi feito;  todo aquele que o reconhecer como Salvador, para que tome poesse dessa salvação garantida para todo o sempre. Para que seja liberto das garras do pecado e de Satanás, liberto do Príncipe das Trevas, e transportado para o reino do Filho do seu amor, o reino de Jesus. Ele convida você para crer nele e de agora em diante ter a perspectiva do céu, com todos os seus pecados perdoados, lançados por Deus no esquecimento, e tomando posse das bênçãos celestiais reservadas para aqueles que creem em Jesus.

Você crê em Jesus? Você já se enxergou como Gômer, prostituta e escrava do pecado e Satanás? Então a boa notícia é que existe um Oseias 'Jesus' para você também. Ele veio para lhe resgatar e salvar.

http://grandealegria.blogspot.com.br/2014/07/oseias.html

por Mario Persona


Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana