As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Paulo se contradiz ao agir como judeu?



https://youtu.be/p_yEtCQS3yM

Você escreveu perguntando se em Atos 21 Paulo teria cedido aos apelos dos cristãos judeus e aceitado agir como judeu sujeitando alguns de seus companheiros às cerimônias do judaísmo. Não estaria ele errando ao fazer assim?

Vamos ver o que diz a passagem: "Faze, pois, isto que te dizemos: Temos quatro homens que fizeram voto. Toma estes contigo, e santifica-te com eles, e faze por eles os gastos para que rapem a cabeça, e todos ficarão sabendo que nada há daquilo de que foram informados acerca de ti, mas que também tu mesmo andas guardando a lei." (At 21:23-24).

Eu particularmente entendo que, ao acatar o que pediam os irmãos judeus, Paulo acabou errando, pois ele mesmo havia repreendido a Pedro pela mesma razão em Gálatas:

"E, chegando Pedro à Antioquia, lhe resisti na cara, porque era repreensível. Porque, antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, comia com os gentios; mas, depois que chegaram, se foi retirando, e se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão. E os outros judeus também dissimulavam com ele, de maneira que até Barnabé se deixou levar pela sua dissimulação. Mas, quando vi que não andavam bem e direitamente conforme a verdade do evangelho, disse a Pedro na presença de todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?" (Gl 2:11-14).

Entenda que, ao contrário das epístolas, que são doutrinárias, o livro de Atos dos Apóstolos é um livro disso mesmo, dos atos dos apóstolos. E os atos dos apóstolos, assim como os atos de todo cristão, nem sempre foram corretos. O Espírito Santo permitiu que ficássemos sabendo tanto de seus erros como de seus acertos para sermos ajudados em nossa vida cristã e também para entendermos os primeiros dias da Igreja na terra.

Esta é a maravilha da Palavra de Deus: os autores inspirados pelo Espírito não se constrangeram em incluir até as falhas dos apóstolos, como Pedro, que negou conhecer o Senhor Jesus nos evangelhos (João 18:25-27). Temos também o caso de Paulo, que não obedeceu à ordem do Espírito Santo para que não fosse a Jerusalém (Atos 21:4) e como consequência de ter perdido a direção do Espírito nessa parte se envolveu em problemas, como quando ofendeu um príncipe de seu povo, algo contrário à Lei mosaica e precisou se retratar (Atos 25:1-5).

Outro caso é o de Barnabé, que atendeu aos apelos carnais de seu parentesco e insistiu que levassem Marcos numa missão (Atos 15:37-39). Neste último caso tanto Barnabé como Marcos desaparecem do radar das Escrituras por lhes ter faltado discernimento, e é isso o que acontece conosco também quando buscamos fazer nossa própria vontade com base em nossas próprias afeições, e não na Palavra de Deus pela direção do Espírito.

Lemos também em Tiago 5:17 que Elias era homem "sujeito às mesmas paixões" que nós, o que nos faz entender que se o grande profeta Elias, tão usado por Deus, era alguém tão falho quanto qualquer um de nós, isso indica que também Deus pode usar qualquer um porque é dele que vem a capacidade, e não de nós mesmos. Mas obviamente nossas falhas não são escusas para andarmos fora da comunhão com o pensamento de Deus.

por Mario Persona


Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana