As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Como em Apocalipse alguem sera' incapaz de morrer?



https://youtu.be/VZtNuhKIPjA

Você disse que seu filho leu a passagem de Apocalipse 9:6 e não entendeu como alguém poderia procurar a morte e não conseguir morrer. Segundo ele, se a pessoa saltar de um prédio e abrir a cabeça no asfalto não há como ela ficar viva. Como entender que "...naqueles dias os homens buscarão a morte, e não a acharão; e desejarão morrer, e a morte fugirá deles."?

Primeiro é bom ler todo o contexto, sempre lembrando que o Apocalipse é um livro escrito em linguagem simbólica, como muitas profecias do Antigo Testamento. Segundo, lembre-se de que o verbo morrer tem mais de um sentido. Quando você lê em Gênesis Deus avisar Adão e Eva de que se comessem do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal eles morreriam, pode parecer estranho eles terem comido e não caírem mortos imediatamente. Mas morte ali tinha um sentido mais amplo que apenas o sentido físico, e você passa a entender isso quando vê o modo como a palavra é usada no Novo Testamento, sem o qual é impossível entender o Antigo Testamento. Veja estas passagens:

"Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram." (Rm 5:12).

"E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos)." (Ef 2:1-2).

Tudo isso nos leva a entender que "morte" também tem o significado de separação de Deus, de buscar distância dele. Repare que a palavra "morte" foi usada neste sentido ainda no período da Igreja na terra como sendo a apostasia, ou deliberado abandono da verdade. A carta de Apocalipse 2 a Tiatira representa o período da Igreja que caracteriza o catolicismo romano, que tolera "Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria." (Ap 2:20).

A Bíblia proíbe a mulher de ensinar, como já sabemos de 1 Timóteo 2:12, que diz: "Não permito que a mulher ensine, nem exerça autoridade de homem". A Igreja é feminina por definição, pois é a Noiva do Cordeiro, como explica Paulo aos Coríntios e também em outras passagens do Novo Testamento: "Porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo." (2 Co 11:2). Portanto, se a Igreja é vista por Deus como mulher, ela não ensina. Mas dentro do sistema católico romano, e também protestante, você escuta coisas do tipo "A igreja ensina isso e aquilo..." ou "O ensino da Santa Mãe Igreja...".

Mas o versículo que eu queria mostrar associando morte à apostasia do sistema religioso, que tem o sentido de morte moral para a Verdade, é este: "E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda os rins e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras." (Ap 2:23).

Em Apocalipse 6:12-13 você lê: "E, havendo aberto o sexto selo, olhei, e eis que houve um grande tremor de terra; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua tornou-se como sangue; e as estrelas do céu caíram sobre a terra, como quando a figueira lança de si os seus figos verdes, abalada por um vento forte.". Em Gênesis 1:17-18 você aprende que "fez Deus os dois grandes luzeiros: o maior para governar o dia, e o menor para governar a noite; e fez também as estrelas. E os colocou no firmamento dos céus para alumiarem a terra, para governarem o dia e a noite e fazerem separação entre a luz e as trevas.".

No primeiro livro da Bíblia o Espírito Santo nos dá chaves para entendermos muito do que vemos no livro do Apocalipse, e uma delas revela quem é "a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás" (Ap 20:2). Outra chave ali é que os astros (sol, lua e estrelas) foram colocados no céu para governarem o dia, a noite e as estações. Ao longo da Bíblia, e em especial no livro de Apocalipse, eles representam os poderes instituídos por Deus para que exista ordem no mundo. Quando esses poderes são abalados toda a ordem entra em colapso.

O Sol é figura de Cristo, mas em Apocalipse 9:2 ele é obscurecido e deixa de mostrar sua luz: "...escureceu-se o sol". Trevas nos falam da ausência de Deus, como quando ele voltou sua face e a terra caiu em trevas na crucificação, uma por seu Filho ter sido feito pecado ali no madeiro, e Deus odiar o pecado, e outra por ter sido aquele ato o auge da perversidade humana. Portanto em Apocalipse as estrelas representam autoridades, que podem ser celestiais, como os anjos, ou terrenas, como os governantes e poderes instituídos. A lua pode ser entendida como o testemunho de Deus dado pelos homens na terra, pois ela não tem luz própria e só reflete a luz que recebe.

Então quando você encontra passagens que falam que o sol se escureceu, as estrelas caíram do céu, e a lua se tornou em sangue, pode estar certo de que coisa boa não é. O sangue é figura de morte. Quando a terra perder a estabilidade ("um grande tremor de terra"), o sol não der sua luz ("o sol tornou-se negro") e o testemunho for ferido de morte ("a lua tornou-se como sangue") temos o perfeito panorama de um mundo sem luz, sem autoridade e sem testemunho, com os homens imersos em completa morte moral. "E, havendo aberto o sexto selo, olhei, e eis que houve um grande tremor de terra; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua tornou-se como sangue." (Ap 6:12).

Se você entender, por passagens como João 3:5 — "quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus" — e Efésios 5:26 — "purificado por meio da lavagem de água pela palavra" —, que água é uma figura da Palavra de Deus que dá vida e purifica, entenderá que uma água contaminada causa o efeito contrário, ou seja, contamina e mata. Veja a morte aqui associada à água: " E o nome da estrela era Absinto, e a terça parte das águas tornou-se em absinto, e muitos homens morreram das águas, porque se tornaram amargas." (Ap 8:11).

No livro do Apocalipse você percebe uma progressão nos juízos de Deus, juízos esses que irão selar o destino daqueles que não creram, deixando-os cada vez mais endurecidos contra tudo o que é moralmente aceitável a Deus. Depois de Faraó endurecer seu próprio coração em Êxodo 7:13, Deus passou a lançar juízos sobre a terra do Egito que iriam endurecer cada vez mais o coração do monarca. Assim como a praga nas águas do Egito  tinha por objetivo impedir que homens e animais matar a sede e ter refrigério, em Apocalipse ocorre o mesmo, porém no sentido moral.

"E o segundo anjo derramou a sua taça no mar, que se tornou em sangue como de um morto, e morreu no mar toda a alma vivente. E o terceiro anjo derramou a sua taça nos rios e nas fontes das águas, e se tornaram em sangue." (Ap 16:3-4).

Depois de toda essa volta para mostrar o caráter simbólico da linguagem usada em Apocalipse, vamos tratar especificamente de sua dúvida. Quando o texto diz que "os homens buscarão a morte, e não a acharão; e desejarão morrer, e a morte fugirá deles" (Ap 9:6) isto significa que irão querer ficar bem distantes de Deus, e isso equivalerá a trevas e morte espiritual, a separação daquele que é luz e vida. Mas Deus mesmo irá providenciar para que não escapem dos juízos, quando for aberto o poço do abismo:

"E o quinto anjo tocou a sua trombeta, e vi uma estrela que do céu caiu na terra; e foi-lhe dada a chave do poço do abismo. E abriu o poço do abismo, e subiu fumaça do poço, como a fumaça de uma grande fornalha, e com a fumaça do poço escureceu-se o sol e o ar. E da fumaça vieram gafanhotos sobre a terra; e foi-lhes dado poder, como o poder que têm os escorpiões da terra.  foi-lhes dito que não fizessem dano à erva da terra, nem a verdura alguma, nem a árvore alguma, mas somente aos homens que não têm nas suas testas o sinal de Deus." (Ap 9:1-4).

Esses gafanhotos podem significar demônios que levarão aflição às pessoas, exceto aos que foram marcados por Deus, isto é, que pertencerem a um remanescente que se converterá nesse período. Lembre-se de que a partir do capítulo 4 de Apocalipse a Igreja não estará mais na terra, mas já terá sido levada por Cristo para o céu no arrebatamento. Na continuação é dito que não foi permitido que esses "gafanhotos" matassem os homens, mas que os atormentassem: "E foi-lhes permitido, não que os matassem, mas que por cinco meses os atormentassem; e o seu tormento era semelhante ao tormento do escorpião, quando fere o homem. E naqueles dias os homens buscarão a morte, e não a acharão; e desejarão morrer, e a morte fugirá deles.". (Ap 9:5-6).

Agora tente se lembrar dos homens gadarenos endemoninhados, cujo relato você encontra em Mateus 8:28 em diante. "E, tendo chegado ao outro lado, à província dos gadarenos, saíram-lhe ao encontro dois endemoninhados, vindos dos sepulcros; tão ferozes eram que ninguém podia passar por aquele caminho. E eis que clamaram, dizendo: Que temos nós contigo, Jesus, Filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo?". Eles viviam totalmente perturbados, se ferindo nas pedras em meio às sepulturas, como animais selvagens, mas os demônios que os possuíam não podiam matá-los sem a permissão de Deus. A morte só foi possível quando os demônios tomaram os porcos.

De modo semelhante, aflição causada por esses demônios chamados de "gafanhotos" em Apocalipse 9 pode ser comparada à dos endemoninhados, homens que viviam nos sepulcros, se feriam, mas não conseguiam se matar. Assim no futuro representado na profecia os homens procurarão se livrar de suas aflições por meio da morte moral ou separação total de Deus, mas o próprio Deus não permitirá que eles consigam se livrar de seus juízos.

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana