As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Voce viu o que fizeram com a Biblia?



https://youtu.be/f9s_-d5VgTw

Você viu como o pessoal da Sociedade Bíblica do Brasil traduziu Isaías 28:10 na versão "Nova Almeida Atualizada" e ficou chocado. Na sua opinião os tradutores deveriam ter mexido apenas nos arcaísmos, mas foram muito além. Você ainda acrescenta que encontrou uma grande quantidade de erros ortográficos.

O versículo que chamou sua atenção está assim: "Porque é beabá, beabá, blá-blá-blá, blá-blá-blá, pouco aqui, pouco acolá", e numa versão anterior aparece (como na maioria das Bíblias) assim: "Porque é preceito sobre preceito, preceito e mais preceito; regra sobre regra, regra e mais regra; um pouco aqui, um pouco ali." (Is 28:10).

Minha opinião é que, do jeito que as coisas andam, logo teremos de procurar Bíblias antigas alfarrábios para ler uma versão honesta. Digo isto porque a Sociedade Bíblica do Brasil está conseguindo destruir a Bíblia em português. Além daquela horrível versão na "Linguagem de Hoje" a Sociedade Bíblica adota uma estratégia de "atualizar" suas traduções para evitar que elas caiam em domínio público. Um descuido fez com que a versão Revista e Atualizada de 1969 tivesse este destino, pois não foi "atualizada" em tempo hábil. Outra razão das constantes "atualizações" das versões é porque a tendência da cristandade como um todo é a apostasia, e os apóstatas vão precisar cada vez mais de Bíblias segundo seus pensamentos.

Por exemplo, nas novas versões a palavra "caridade", usada nas versões Almeida mais antigas, foi substituída por "amor", sob a alegação de que atualmente a palavra "caridade" tem o sentido de piedade e até esmola. Na revista "A Bíblia no Brasil" publicada pela Sociedade Bíblica há até uma explicação: "Hoje há uma grande diferença entre afirmar 'Eu me casei com você por amor' e dizer 'Eu me casei por você por caridade'".

Tudo bem se fosse esse o sentido bíblico do amor de Deus, mas é preciso entender que Deus nos amou sim no sentido de caridade, de piedade e até de esmola, nos dando o que não tínhamos, não correspondíamos e nem sequer merecíamos. O amor do exemplo da SBB é o amor afetivo, mas quando falamos do amor de Deus ele não é o mesmo, pois não havia nada em nós que Deus pudesse amar.

Na nova edição da Almeida Corrigida alteraram também 1 João 3 substituindo a expressão "não peca" por "não vive pecando". A explicação da SBB é que 'João não está querendo dizer que a pessoa que nasce em Cristo não peca, mas que não vive pecando. Em outras palavras, ela continua pecadora, mas não tem prazer no pecado'.

Afirmar isso é não entender o novo nascimento e a nova vida que o crente recebe, uma vida que vem de Deus e é perfeita. Portanto, o que é nascido de Deus, não peca mesmo. O que peca é o que é nascido de Adão, e como conservamos em nós essa velha natureza que é capaz de pecar, então pecamos. Essa velha natureza não pode ser melhorada e tem sim prazer no pecado. Mas a nova natureza, recebida pelo novo nascimento, não peca, não tem prazer no pecado, e também não pode ser melhorada por ser isso algo impossível de ser feito com uma natureza perfeita que recebemos do próprio Deus.

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana