As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Você vai denunciar este video?



https://youtu.be/Latu9OoGjCY

Você enviou o link de um vídeo no qual o autor católico me chama de falso profeta, desonesto, imbecil, mau caráter, idiota, analfabeto etc., e tudo isso por eu esclarecer dúvidas de católicos que me escrevem, além de eu apontar na Palavra de Deus que somos salvos pela fé em Cristo e não perdemos jamais a salvação, por ter o crente sido escolhido antes da fundação do mundo.

A questão principal é esta: Ele falou mal do Senhor Jesus? Não? Então não tenho com quê me preocupar. Rogo a Deus para que possa convertê-lo e levá-lo a buscar a salvação, não em uma igreja ou organização religiosa como tem feito até hoje, mas na própria Pessoa de Cristo. Aparentemente ele precisa ler um pouco mais a Palavra de Deus, ao invés de confiar tanto na palavra e tradição de homens e em seus textos, os quais ele coloca acima da Bíblia em autoridade. De fato é assim mesmo que a Igreja Católica Romana ensina, ao dizer que a Bíblia "apenas" não é suficiente para conhecermos a verdade sem a interpretação dos "santos padres".

O modo agressivo e ofensivo de falar desse que tão veementemente defende sua instituição religiosa já o condena. O que ele tenta defender não é "a fé que uma vez foi dada aos santos" (Jd 1:3), mas a instituição da qual é escravo e que derramou o sangue de milhões de mártires ao longo da história, além de ter vedado o acesso à Bíblia às pessoas comuns. Isto foi causa de condenação e morte para muitos durante a Inquisição, quando aqueles que possuíam cópias não autorizadas das Escrituras eram queimados vivos com seus manuscritos atados ao pescoço Por isso, no mesmo espírito dos que pegavam na espada para matar os infiéis que insistiam em ocupar Jerusalém nos tempos das Cruzadas, esse católico usa de palavras para atacar pessoas, não apenas ideias.

Um cristão genuíno deve ter sempre em mente que sua luta não é contra seres humanos, "contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais." (Ef 6:12). Mas ao longo dos séculos o catolicismo romano não entendeu isso e perseguiu, torturou e matou muitos que não concordavam com suas doutrinas. As Cruzadas e a Inquisição fazem parte dos livros de história e não podem ser ocultadas.

O que os extremistas islâmicos fazem hoje contra os que consideram infiéis é coisa de amadores comparado à história de sangue e terror do catolicismo romano. Um dos mais famosos e cruéis inquisidores atuou na Espanha e era um monge chamado Tomás de Torquemada. Você pode pesquisar os muitos livros existentes sobre a Inquisição espanhola e seus métodos de perseguição, tortura e abate de judeus, muçulmanos e até mesmo cristãos que faziam tráfico de manuscritos das Escrituras.

O apóstolo Pedro indicou que perseguições aconteceriam e também qual seria o modo como deveríamos reagir aos ataques:

"Se padecerdes por amor da justiça, sois bem-aventurados. E não temais com medo deles, nem vos turbeis; antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós, tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo. Porque melhor é que padeçais fazendo bem (se a vontade de Deus assim o quer), do que fazendo mal. Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito." (1 Pe 3:14-18).

O autor do vídeo não é capaz de debater ideias e doutrinas sem baixar o nível para ofensas pessoais, algo típico dos que defendem um sistema religioso e não a fé em Cristo. No passado os considerados "falsos profetas" ou "hereges" acabavam nas masmorras do Santo Ofício, cujas máquinas de tortura podem ser vistas hoje em museus, mas nestes tempos modernos só resta atacar a honra das pessoas, como é o caso do autor desse vídeo.

Mas o protestantismo também tem sua história de guerras, perseguições, torturas e mortes, e hoje alguns protestantes também são incapazes de debater ideias e partem para ofensas pessoais. Alguns já fizeram isso comigo por terem ficado irados de eu contestar as doutrinas de suas "igrejas". Este católico até que foi em parte coerente, apesar de equivocado, ao defender que não crê unicamente na Bíblia, na salvação pela fé e na segurança eterna do crente, que são coisas que creio e encontro claramente na Palavra de Deus..

Canais e vídeos como o deste católico têm se multiplicado e até acho bom, porque uma crítica ferina e ofensiva como esta é logo detectada pelos sinceros em busca da verdade, que percebem um certo desespero naquele que ataca. Além disso seu canal acaba criando curiosidade e fazendo propaganda. Um ateu que assistiu um vídeo de outro ateu recheado de ofensas pessoais ficou tão curioso de saber quem era esse tal de "Mario Persona" que visitou meu canal, ouviu o evangelho, e me escreveu contando que tinha se convertido a Cristo.

O vídeo que você indicou, apesar de todas as ofensas pessoais, acaba promovendo alguns de meus vídeos, justamente aqueles que falam da salvação pela fé em Cristo somente e da certeza da salvação eterna, coisas nas quais aquele autor não acredita. Os links que ele colocou na descrição de seu canal levam para meus vídeos "O que preciso fazer para ser salvo?" e "Paulo não tinha certeza da salvação?", e acho isso ótimo. Rogo a Deus que esses links acabem levando muitos a conhecer a Cristo, como aconteceu com aquele ex-ateu e quiçá aconteça também com o autor desse vídeo ofensivo.

Quanto às ofensas pessoais, não me importo, e seria capaz de até acrescentar mais algumas maldades minhas, pois conheço melhor do que ele meu próprio coração. Ele não conhece metade da malignidade que existe em minha carne. Algo que aprendi na Palavra foi o que Deus precisou ensinar a Moisés, quando o enviou para libertar os filhos de Israel. Deus mostrou o que havia em seu próprio peito: lepra, que é figura de pecado. Dos dois sinais que Deus deu a Moisés para fazer na presença de faraó — ter sua vara transformada em serpente e enfiar a mão no peito e ela sair leprosa — ele fez apenas um, pois o outro revelava o que havia em suas entranhas.

"E o Senhor disse-lhe: Que é isso na tua mão? E ele disse: Uma vara. E ele disse: Lança-a na terra. Ele a lançou na terra, e tornou-se em cobra; e Moisés fugia dela. Então disse o Senhor a Moisés: Estende a tua mão e pega-lhe pela cauda. E estendeu sua mão, e pegou-lhe pela cauda, e tornou-se em vara na sua mão; para que creiam que te apareceu o Senhor Deus de seus pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó. E disse-lhe mais o Senhor : Põe agora a tua mão no teu seio. E, tirando-a, eis que a sua mão estava leprosa, branca como a neve. E disse: Torna a por a tua mão no teu seio. E tornou a colocar sua mão no seu seio; depois tirou-a do seu seio, e eis que se tornara como a sua carne. E acontecerá que, se eles não te crerem, nem ouvirem a voz do primeiro sinal, crerão à voz do derradeiro sinal." (Êx 4:2-8).

Portanto, volto a dizer que é bom que surjam pessoas assim fazendo vídeos com críticas tão ferinas e ofensas pessoais, pois sem saber estão sendo instrumentos de Deus para levar pessoas a Cristo, se não diretamente, ao menos criando curiosidade e vontade de saber mais sobre quem eles atacam de forma tão raivosa. Como aconteceu com aquele ex-ateu que encontrou o Salvador em Cristo Jesus e agora se regozija em sua segurança eterna.

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana