As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Posso trabalhar na producao de games?



https://youtu.be/qupLKJMhJP8

Você pergunta se, sendo cristão, deveria continuar trabalhando na produção de games ou jogos eletrônicos. É que às vezes você contou que se sente mal de ter de lidar com os ídolos pagãos, feitiçarias e superstições que fazem parte do enredo do game.

Toda profissão tem suas áreas nebulosas, portanto caberá a você escolher o que vai fazer ou não, até onde deve ou não ir. Eu, por exemplo, não atendo com minhas palestras empresariais fabricantes de cigarros, bebidas, armas, munições e igrejas. Mas muitos de meus clientes fabricam coisas que essas organizações irão utilizar, então de um jeito ou de outro acabo fazendo parte do processo. Mas até onde a decisão cabe a mim, eu posso decidir e alegar motivo de consciência.

Se você trabalhasse com produção de vídeo teria de escolher entre fazer vídeos de casamentos, documentários, jornalismo ou pornografia. Ainda que continuasse na carreira, seria obrigado a traçar seus limites de até onde iria atuar. Se trabalhasse com dublagem precisaria escolher os filmes que iria ou não dublar, já que muitos exigem que o dublador fale palavrões o tempo todo. Se ele for cristão se sentirá mal fazendo assim. Até artistas cristãos de cinema e TV precisam escolher os papéis que vão representar para não violentar suas consciências.

O mesmo acontece com médicos (fazer ou não fazer abortos?), políticos (participar ou não de articulações duvidosas?), donos de livrarias (vender ou não livros de pornografia?), mercearias (vender ou não bebidas alcoólicas?) e por aí vai.

Não existe uma regra do tipo "isso pode" e "isso não pode", então sugiro que ore a Deus e veja se dentro do segmento em que você atua poderá escolher aquilo que não venha a violentar sua consciência e levá-lo a perder a comunhão com o Senhor.

"Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma... Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam." (1 Co 6:12; 10:23).

https://www.respondi.com.br/2011/12/um-cristao-pode-ser-ator-ou-atriz.html

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana