As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Demas foi para o mundo e continuou salvo?



https://youtu.be/AQEfhTlnO-I

Você escreveu dizendo que não entendeu o que eu disse, de que Demas, companheiro de Paulo em suas viagens, no final teria voltado para o mundo e mesmo assim permanecido salvo. Eu me referia ao último capítulo de 2 Timóteo, que foram as últimas palavras registradas por Paulo antes de sua morte. Ali ele diz a Timóteo, escrevendo de sua cela na prisão:

"Eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo. Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda. Procura vir ter comigo depressa, porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia. Só Lucas está comigo." (2 Tm 4:6-11).

Antes Demas estava juntamente com Lucas auxiliando Paulo, como vemos quando o apóstolo escreveu aos Colossenses 4:14: "Saúda-vos Lucas, o médico amado, e Demas.". Na carta que Paulo escreve na mesma ocasião para Filemon encaminhando seu escravo Onésimo que havia e depois se convertido pela pregação de Paulo, este chama "Demas e Lucas" de "meus cooperadores" (Fl 1:24).

Em sua carta a Timóteo Paulo não diz que Demas tenha caído em pecado ou abandonado a fé, mas apenas que amou o presente século ou este mundo. Muitas vezes o envolvimento que temos com o mundo nos leva a desamparar a sã doutrina ensinada pelo Espírito através de Paulo porque passamos a amar outras coisas.

Demas pode muito bem ser alguém que exagerou na dose das "coisas lícitas" que Paulo menciona em sua carta aos Coríntios: "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma. Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam." (1 Co 6:12; 10:23).

Não são coisas pecaminosas ou contrárias à fé cristã, são lícitas. Mas elas podem nos dominar ao  ponto de nos ocuparmos cem por cento com elas, perdendo assim, não a salvação, mas a comunhão com o Senhor e deixando de ser edificados, pois elas não edificam. Esse é o tipo de pessoa salva, mas com uma vida perdida. No caso de Demas, ao menos a segunda parte de sua vida, já que Deus dá testemunho de ele ter sido de ajuda no princípio.

Mas por você demonstrar surpresa de alguém que tenha deixado seu primeiro amor para se ocupar com o mundo, talvez você não tenha escutado o evangelho da graça de Deus, e sim um evangelho de obras do tipo: "Ande direito e será salvo". Isso não é evangelho. Sem querer tratar com leviandade o pecado, um verdadeiro salvo por Cristo jamais perderá a salvação.

Quando entendemos que a salvação é eterna, e não provisória, e que ela não vem de nós ou de nosso andar, mas nos é dada por graça e porque Deus nos escolheu lá na eternidade, antes da fundação do mundo, descansamos na certeza da vida eterna. Se ler 1 Coríntios 5 descobrirá que mesmo que Demas tivesse caído em um pecado grave, como o homem desse capítulo que dormia com a madrasta, ele não teria perdido a salvação eterna, mas poderia perder a vida aqui.

Repare na passagem a seguir que Paulo o entrega a Satanás para a destruição da carne, isto é, morte física, porém para que o espírito fosse salvo.

"Eu, na verdade, ainda que ausente no corpo, mas presente no espírito, já determinei, como se estivesse presente, que o que tal ato praticou, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, juntos vós e o meu espírito, pelo poder de nosso Senhor Jesus Cristo, seja entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus." (1 Co 5:3-5).

Reparou na conclusão da passagem, depois da condenação à morte física do que pecou? "para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus". Uma salvação condicional, dada só para os momentos em que andamos direito, quando não praticamos más ações e não maus pensamentos, seria uma tortura; viveríamos como numa montanha russa sem qualquer certeza de vida eterna.

por Mario Persona


Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana