As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Posso ser crista e feminista?



https://youtu.be/0kZWGaowXFQ

Você pergunta se é possível ser cristã e feminista ao mesmo tempo. Eu mesmo não saberia definir bem o que é feminismo, porque sua definição me parece meio nebulosa. Então vou apelar para a Wikipedia que diz: "Feminismo é um conjunto de movimentos políticos, sociais, ideologias e filosofias que têm como objetivo comum: direitos equânimes (iguais) e uma vivência humana por meio do empoderamento feminino e da libertação de padrões patriarcais, baseados em normas de gênero. Envolve diversos movimentos, teorias e filosofias que advogam pela igualdade entre homens e mulheres, além de promover os direitos das mulheres e seus interesses."

Bem, considerando que Deus não tem nenhum interesse em movimentos políticos, sociais, ideologias e filosofias, mas ri de todas as manifestações e obras humanas feitas à revelia dele, resta saber o que ele pensa de um igual empoderamento, direitos e normas de gênero.

"Por que se amotinam os gentios, e os povos imaginam coisas vãs? Os reis da terra se levantam e os governos consultam juntamente contra o SENHOR e contra o seu ungido, dizendo: Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas. Aquele que habita nos céus se rirá; o Senhor zombará deles." (Sl 2:1-4).

Bem, minha impressão é que o feminismo procura anular o fato bíblico de Deus criou homem e mulher diferentes em sua essência e atribuições. Ele "os fez no princípio macho e fêmea" (Mt 19:4), e as diferenças já começam aí. Mas os homens...

"...dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundície, para desonrarem seus corpos entre si; pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém. Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro." (Rm 1:22-28).

Talvez você ache um exagero eu citar esta passagem relacionando-a ao feminismo, mas se estamos falando de homens e mulheres serem iguais em tudo e terem os mesmos direitos, então isso deve incluir também uma mulher querer ser homem em suas relações sexuais e o homem querer agir como mulher, invertendo assim os papeis que Deus determinou.

Na Bíblia encontramos instruções das posições distintas que cabem à mulher e ao homem, e também das responsabilidades distintas que são dadas a cada um na Criação, na vida no mundo (o que inclui até mesmo incrédulos) e na igreja. Evidentemente o que digo aqui não fará qualquer sentido para um incrédulo que ainda esteja em seus pecados e carente do perdão de Deus, vivendo em rebelião a Deus e sob o comando do "príncipe deste mundo" (Jo 14:30) e "segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência... nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos." (Ef 2:2-3).

Mas o mais triste é que esta admoestação não fará sentido também para cristãos professos que procurem se pautar pelos costumes e pela opinião pública. Estes consideram o que foi explicitado como "mandamentos do Senhor", como o de 1 Coríntios 14:34 que ordena que "conservem-se as mulheres caladas nas igrejas, porque não lhes é permitido falar; mas estejam submissas", e o de 1 Timóteo 2:12, que não permite "que a mulher ensine, nem exerça autoridade de homem", como se fossem devaneios de um apóstolo solteiro recalcado.

Deus estabeleceu uma ordem hierárquica na Criação, e essa ordem inclui até o Filho de Deus que, embora tendo criado todas as coisas, na Criação aparece como submisso a Deus Pai. "Cristo é a cabeça de todo o homem, e o homem a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo... Porque o homem não provém da mulher, mas a mulher do homem. Porque também o homem não foi criado por causa da mulher, mas a mulher por causa do homem. " (1 Co 11:3, 8-9).

Quem não entende o princípio de autoridade e hierarquia no mundo não vai entender isso e acabará misturando as coisas e usando até mesmo um versículo bíblico na tentativa de embasar seu equívoco: "Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus... Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus." (Gl 3:26-28).

Mas alguém com um bom discernimento espiritual saberá que esta passagem fala da posição de cada um em Cristo e na família de Deus, onde as diferenças ordenadas para o funcionamento da sociedade, como nacionalidades, cargos e posições no trabalho, e gêneros distintos, não se aplicam Já o texto de 1 Coríntios 11 está tratando da posição de cada um na Criação, onde "Cristo é a cabeça de todo o homem, e o homem a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo" (1 Co 11:3). 

Se existem responsabilidades distintas, também existem privilégios que são únicos para cada um. Por exemplo, eu poderia me rebelar contra o fato de apenas mulheres poderem engravidar, mas isso seria uma tolice tão grande quanto mulheres desejarem ter uma fisiologia que é exclusividade masculina. A medicina consegue até transformar um corpo de mulher em homem ou vice-versa por interferência plástica, e talvez chegue a criar um homem capaz de engravidar, mas isso será uma aberração, uma mutação semelhante aos seres nascidos com duas cabeças.

Usando um exemplo tirado do mundo animal, eu diria que alguém que se submeta a brincar de Deus e gerar mutações artificiais dessa magnitude estará criando pessoas com o mesmo status que tem uma "mula", se for mulher, ou "burro", se for homem. Isso porque estes animais são o resultado de um cruzamento nada natural entre um jumento e uma égua, e não podem deixar descendência, pois nascem estéreis. Encontrei um artigo na revista Super Interessante, que diz:

"A mula e o burro são bichos cheios de problemas porque seus pais são de espécie diferente, cujos descendentes são estéreis. A mãe é uma égua e o pai um jumento. A mistura não dá certo. A mula (ou burro, se for macho, já que “mulo” não existe) é forte, boa para trabalhar, mas não se reproduz... Há outros animais híbridos como o barboto, mistura de cavalo com jumenta, e o zebroide, produto do cruzamento de uma zebra com cavalo. A união entre o jumento e a égua é estimulada porque o burro é um animal apropriado para trabalho pesado. Já a cópula entre cavalo e zebra só acontece por acidente. O zebroide é bravo e não serve para nada.".

Acho que já deu para você entender o que penso de quando o homem tenta interferir na ordem estabelecida por Deus para sua Criação. Se observar na Bíblia as diferenças estabelecidas por Deus, tanto fisiológicas, quanto de comportamento e posições na Criação, verá que foram determinados papeis distintos para o homem e a mulher.

É claro que muito do que se considera por aí como "machismo da Bíblia" é pura falta de entendimento do que a Bíblia realmente ensina e de como Deus privilegiou a mulher dentro de sua própria esfera. Afinal, Deus precisou de uma mulher, e não de um homem, para enviar seu Filho ao mundo.

Mulheres e homens podem muito bem ter posições semelhantes na vida e trabalho sem transgredirem a ordem bíblica, e devem ser recompensados conforme suas capacidades, e não por distinção de gênero. Mas em outros setores as diferenças que Deus estabeleceu são claras e devem ser respeitadas. Hoje o mundo esportivo já começa a se preocupar com a possibilidade de algumas modalidades esportivas femininas deixarem de existir.

Isso porque cresce o número de homens artificialmente transformados em mulheres participando de competições em times femininos. Não precisa ser muito inteligente para saber que um homem possui muitas vantagens de força e resistência física para determinados esportes, quando comparado à mulher, de constituição mais frágil por natureza. Muitas atletas têm se posicionado contra a presença de transexuais em competições da modalidade feminina, e afirmam: "Não é questão de homofobia, é questão de fisiologia. O transexual tem mais massa muscular, quadril mais fino, o que favorece a impulsão, tem pulmão maior e leva vantagem", disse uma jogadora numa entrevista.

Então, se por feminismo você está se referindo ao que pessoas avessas à Palavra de Deus pregam por aí, que inclui homens invadirem os times femininos e vice-versa, então sua pergunta poderia ser mudada para: "É possível ser cristã e não concordar com Deus em algumas coisas?". Sim, é possível uma cristã ser feminista, como também é possível alguém ser filho e não concordar com seus pais. Só que o relacionamento vai ser sempre dolorido para o filho ou filha que agir assim, porque Deus disciplina o filho que ama.

Além disso, não se pode esperar que alguém assim vá dar fruto para Deus, porque acabará levando uma vida tão estéril quanto a de uma mula e tão inútil quanto a de um zebroide. Talvez consiga produzir algo para a vida aqui, mas de que valerá se sabemos que as coisas desta vida não duram mais que esta mesma vida? Em termos de eternidade seria ridículo lutar por uma bandeira contrária a Deus e produzir frutos em uma atitude de rebelião, porque no final não passarão da palha destinada a ser queimada no fogo.

"Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele. Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo. E, se alguém sobre este fundamento formar um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, a obra de cada um se manifestará; na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo." (1 Co 3:10-15).

Finalmente eu perguntaria: Como pode alguém querer ser feminista para ganhar "empoderamento feminino" e "libertação de padrões patriarcais", como fala a definição de feminismo na Wikipedia, se a essência de ser cristão é justamente reconhecer não ter nenhum poder para estar sujeito à vontade e poder de Deus, e tê-lo como Pai? Seria o mesmo que perguntar: "Posso ser cristã não cuidada pelo poder de Deus e órfã dele?".

Sugiro que leia o material destes links:

http://acervodigitalcristao.com.br/livretes/a-mulher-seu-lugar-nas-escrituras/
http://acervodigitalcristao.com.br/livretes/homem-e-mulher-os-papeis-distintos-na-casa-de-deus/
http://acervodigitalcristao.com.br/folhetos/doutrinarios/o-homem-e-a-mulher/
http://www.respondi.com.br/2018/03/o-que-acha-dessas-pastoras-que-pregam.html
http://www.respondi.com.br/2017/12/o-marido-deve-dominar-mulher.html
http://leituracrista.com/o-que-respondi-volume-11/#%C3%A9-errado-ser-bela-recatada-e-do-lar

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)


Mais acessadas da semana