As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

No Jardim do Eden nao havia uma cadeia alimentar?



https://youtu.be/c5MZ10DdudY

Você escreveu: "Sabemos que Deus criou o paraíso para todos os seres viverem em paz, mas com a queda do homem, o animais também sofreram as consequências. Como que se formou uma cadeia alimentar tão perfeita se nunca foi a intenção de Deus existir essa cadeia? Teria Deus alterado os padrões da vida depois da queda?".

Não temos elementos bíblicos para fazer afirmações a esse respeito, portanto entenda que estou apenas conjecturando quando digo que creio que a morte física fazia parte da criação terrestre e do Jardim do Éden. Penso assim porque no mundo material tudo que é vivo se alimenta de tudo que morre, formando assim uma cadeia alimentar. Até o fruto precisa cair e morrer para criar uma nova planta.

No meu entender, quando Deus criou os peixes e animais ele estava praticamente refazendo algo que já tinha criado num passado longínquo, de onde vêm os fósseis mais antigos. Me refiro ao mundo primordial que existiu antes do caos de Gênesis 1:2, e você encontra este assunto em outros textos e vídeos meus sobre a teoria do intervalo, teoria da evolução, dinossauros, arca de Noé etc.

Animais marinhos não comem erva, e estas nem existem no fundo do mar. A quase totalidade do que vive no mar é formada por animais carnívoros que dependem também de uma cadeia alimentar que começa com o com o krill na base dessa cadeia. O krill é formado por uma série de minúsculos crustáceos. Na terra as plantas se alimentam de sais minerais e outras substâncias inorgânicas, mas também necessitam da matéria orgânica de outras plantas que devem morrer para formar essa cadeia.

Acredito até que a vida feliz do ser humano no jardim do Éden estava sujeita à morte, a menos que ele se alimentasse da "árvore da vida" no meio do Jardim, o que aparentemente não chegou a fazer por ter ido direto na "árvore do conhecimento do bem e do mal".  Acredito que o período de Adão e Eva no Éden tenha sido muito breve. Mas a "árvore da vida" estava lá para dar vida perene aos que dela comessem, como Deus revela quando decide expulsar o homem pecador do Jardim para não ter acesso a ela. Talvez o princípio de vida prevalecente no Éden era o mesmo dado na Lei e será o mesmo no Reino milenial de Cristo: "O homem que pecar, este morrerá", neste caso incluindo a morte física.

Por isso quando leio do alerta dado pelo Senhor no Éden, entendo que sua ênfase estava na morte espiritual, mesmo porque Adão e Eva comeram do fruto e não caíram mortos, fulminados na mesma hora. Eles certamente teriam sua saúde degradada pouco a pouco e até mesmo a longevidade ficaria comprometida, como vemos no decréscimo demonstrado na vida dos patriarcas antediluvianos até nossos dias, expectativa de vida esta que hoje não passa muito dos cem anos.

Mas encontramos Adão e Eva fisicamente vivos depois da queda, porém agindo nas sombras das árvores do Jardim, escondidos de Deus, tentando aplacar a própria consciência de pecado com capengas cintas de folhas. Esse é o comportamento do homem caído até hoje, escondendo-se de Deus, tentando salvar-se pelas obras de suas mãos, oferendo a Deus do fruto de seu trabalho (como Caim) ao invés de entender que Deus se agrada da morte de um inocente (a oferta de Abel) para expiar pecados.

Quando em Romanos Paulo escreve falando da morte que entrou na Criação, no meu entender ele é bem específico e está falando de morte de seres humanos, não de plantas ou animais: "Portanto, como por um HOMEM entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a TODOS OS HOMENS por isso que todos pecaram." (Rm 5:12).

Minha visão do Éden é de que os animais nasciam, cresciam e morriam, pois, como disse, animais marinhos não são vegetarianos e nem havia no mar plantas para alimentá-los (algas só crescem nas margens, e aquelas "coisas" que você vê em vídeos do fundo do mar são animais que se parecem com plantas).

Mas o homem, este sim era vegetariano no Éden, tendo isso sido mudado por Deus em Gênesis 9, quando colocou nos animais pavor dos homens ao mesmo tempo que autorizava a estes matá-los para comer. Isso é explícito ali. Alguns que hoje tentam viver numa aura de espiritualidade "dizendo-se sábios, tornaram-se loucos" por deixarem de comer carne de animais vivos, o que foi autorizado por Deus em Gênesis 9, ao mesmo tempo em que entregam seus corpos à "imundícia, para desonrarem seus corpos entre si", algo explicitamente proibido por Deus (Romanos 1:18-28).

Tentam assim se espiritualizar evitando um alimento que Deus autorizou comer, ao mesmo tempo que praticam relações sexuais que Deus proibiu. Mas assim é o ser humano, sempre indo na contra-mão de Deus justamente por ter substituído o Deus Criador pelo humanismo, o próprio homem como centro do universo. "Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível." (Rm 1:22-23).

http://www.respondi.com.br/2010/04/existia-morte-antes-da-queda-do-homem.html
http://www.respondi.com.br/2009/03/o-que-voce-acha-da-teoria-do-intervalo.html
http://www.respondi.com.br/2010/04/o-que-biblia-diz-dos-dinossauros.html
http://www.respondi.com.br/2016/01/a-arca-de-noe-transportou-dinossauros.html

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana