As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

O que vi em sonho foi o proprio Jesus?



https://youtu.be/25EiN849qYQ

Você escreveu detalhando um sonho que teve que interpretou como sendo uma aparição de Jesus e perguntou o que eu achava. Recebo tantos pedidos para interpretar sonhos que tenho até uma resposta padrão para isso, que é mais para o lado do humor: "Procure comer menos antes de dormir". Então você escreveu de volta retrucando: "Sinceramente esperava uma boa resposta".

Sinto que esperasse uma resposta mais elaborada, mas achei que se eu escrevesse o que realmente penso disso você poderia não gostar. Todos os dias recebo mensagens de pessoas influenciadas e viciadas pelos pregadores pentecostais, que fazem com que elas fiquem tão ocupadas com visões e revelações que acabam presa fácil deles próprios, da própria carne ou, o que é pior, de demônios enganadores.

Ao impressão que tenho é de que essas pessoas não entenderam que a fé cristã não é colocada em um Jesus visível, pois não precisamos ver para crer. Até mesmo os fariseus, que o viram pessoalmente, não creram: "Mas já vos disse que também vós me vistes, e contudo não credes." (Jo 6:36). Depois de ressuscitar o próprio Senhor precisou dar um puxão de orelha em Tomé, que só acreditava vendo, e com isso mostrou que seriam "bem-aventurados os que não viram e creram" (Jo 20:29).

Nos meios pentecostais existe uma avidez grande por coisas visíveis porque a carne se refestela em poder contar grande milagres e visões. Percebe-se até uma espécie de competição na qual aqueles que não têm visões, não ouvem vozes, ou não visitam céu e inferno regularmente, são vistos como menos espirituais que os demais. Onde você lê "menos espirituais", leia-se "sinceros" ou "honestos" ou "não hipócritas".

Sinais, visões, revelações e milagres tiveram seu tempo e lugar na revelação que Deus deu de sua Palavra aos apóstolos e profetas. Mas são coisas totalmente irrelevantes para uma época quando temos a completa Palavra de Deus revelada e, mais que isso, a própria Pessoa do Filho de Deus com quem nos ocuparmos:

"O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da Palavra da vida (Porque a vida foi manifestada, e nós a vimos, e testificamos dela, e vos anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai, e nos foi manifestada); o que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo. Estas coisas vos escrevemos, para que o vosso gozo se cumpra. Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho... Vemos [obviamente pela fé] coroado de glória e de honra aquele Jesus que fora feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todos." (1 Jo 1:1-4; Hb 1:1; 2:9)

Na contramão dessa gente toda que despreza o testemunho dos apóstolos que conheceram pessoalmente a Jesus, e agora querem novas revelações e experiências sensórias, a Palavra de Deus nos ensina que "a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem" (Hb 11:1). Também o apóstolo Pedro nos exorta "para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória, na revelação de Jesus Cristo; ao qual, não o havendo visto, amais; no qual, não o vendo agora, mas crendo, vos alegrais com gozo inefável e glorioso" (1 Pe 1:7-8).

Nestes últimos dias Satanás está arrebanhando e viciando multidões para se ocuparem com manifestações sensoriais, como sinais visíveis, milagres, sonhos, visões etc., pois ele logo vai manifestar no mundo "esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira... e faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista de todos. E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta... Porque se levantarão falsos cristos, e falsos profetas, e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos." (2 Ts 2:9; Ap 13:13-14; Mc 13:22).

Basta um discernimento espiritual mais apurado para perceber que o palco para isso já está sendo armado e a plateia sendo reunida para o espetáculo de "Satanás", que "se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça" (2 Co 11:14-15). Em Colossenses 2:18, na única passagem que fala de "visões" nas epístolas, e isso com uma conotação negativa, Paulo alerta: "Não permitam que ninguém que tenha prazer numa falsa humildade e na adoração de anjos os impeça de alcançar o prêmio. Tal pessoa conta detalhadamente suas visões, e sua mente carnal a torna orgulhosa." (NVI).

Essa corrida desenfreada em busca de sinais, milagres, revelações, visões, "pão quente" e outras coisas, nada mais é que uma insatisfação com a Pessoa de Cristo e com tudo o que o crente recebe para viver nesta vida. "Visto como o seu divino poder nos deu TUDO o que diz respeito (ou de que precisamos) à vida e piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou pela sua glória e virtude." (2 Pe 1:3). Junte-se a isso as fábulas ou testemunhos inventados, abundantes hoje nas igrejas pentecostais, onde "quem conta um conto aumenta um ponto" para dar mais IBOPE e causar sensação. Você já se perguntou se tudo o que vê nesses palcos é verdade? Nunca cogitou estar diante de apresentações mentirosas? A Palavra de Deus alertou que isso aconteceria:

"...que pregues A PALAVRA, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas... Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência." (2 Tm 4:2-4; 1 Tm 4:1-2).

por Mario Persona


Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana