As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.
ATENÇÃO: POR FALTA DE TEMPO SÓ RESPONDEREI PERGUNTAS INÉDITAS. NÃO RESPONDO NO WHATSAPP.
PESQUISE assunto +mario persona NO GOOGLE PARA VER SE JÁ EXISTE RESPOSTA.

Voce cre na teoria de Lutero da justificacao pela fe'?



https://youtu.be/2u5svoWdPwo

Depois de escrever um longo texto apontando onde você tenta provar que Lutero falhou em seu ensino, e da razão de você não acreditar que a salvação seja recebida por graça e pela fé, apontando Tiago 2 como uma das razões de sua lógica, você conclui dizendo que é impossível alguém ter a certeza da salvação eterna.

Confesso que não faço ideia do que Lutero escreveu, porque o meu conhecimento dele não é muito mais do que aquilo que é ensinado no curso médio. Sei que ele resgatou a doutrina da justificação pela fé que estava debaixo do entulho de séculos de romanismo, mas não me pergunte mais do que isso. Vi um filme biográfico sobre ele também e isso foi só.

O que acredito é que muito do que Lutero escreveu trazia ainda o bolor de séculos de catolicismo, pois ele era um clérigo católico, inclua-se aí o ódio que nutria pelo povo judeu. Isso Roma sempre sempre deixou claro pela conversão compulsória dos "novos cristãos" e pelas muitas estacas onde queimou milhares de judeus, e pelas masmorras onde morreu um número ainda maior. Seus bens mais valiosos eram pilhados e hoje se encontram empilhados nos tesouros do Vaticano.

Não sou luterano, protestante ou católico. Sou apenas cristão, e a certeza de minha salvação eu a obtive pela clareza com que ela é apresentada na Bíblia, e não por causa de algum tratado teológico. O contrário seria duvidar que nasci 100% arruinado pelo pecado e que haveria em mim alguma centelha de bem que pudesse ser aperfeiçoado por meio de obras praticadas por minhas mãos contaminadas de pecado.

Mas Efésios 2 ensina que as únicas obras que Deus aceita são aquelas que ele próprio preparou para que os seus andassem nelas. E elas só acontecem DEPOIS da salvação pela fé, não antes.

"Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie. Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus PARA BOAS OBRAS, as quais DEUS DE ANTEMÃO PREPAROU para que andássemos nelas." (Ef 2:8-10).

Que parte do "isto não vem de vós, é dom de Deus" e "não de obras" você não entendeu? E se espera ser salvo por seus bons feitos, o que pretende cantar no céu se chegar lá? "Digno EU sou porque EU fui bom"? Ou fará parte do coro celestial que dá toda glória ao Cordeiro e sua obra consumada? "E entoavam novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação." (Ap 5:9).

Leia com atenção o que o Senhor Jesus disse e repare nos tempos dos verbos: "Em verdade, em verdade, vos digo: quem ESCUTA a minha palavra e CRÊ naquele que me enviou POSSUI a vida eterna e NÃO VAI A JULGAMENTO, mas PASSOU da morte para a vida." (Jo 5:24 - Versão Católica da CNBB).

Se isso parece contradizer o que você citou de Tiago 2, entenda que lá está falando de justificação horizontal, de homem para homem: "Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma. Mas dirá ALGUÉM: TU TENS a fé, e EU TENHO as obras; MOSTRA-ME a tua fé sem as tuas obras, e EU TE MOSTRAREI a minha fé pelas minhas obras." (Tg 2:17-18).

Mas a única justificação que nos coloca na posição de salvos diante de Deus é a vertical, que acontece entre o homem e Deus.

"Porque, se Abraão foi justificado pelas obras, tem de que se gloriar, mas NÃO DIANTE DE DEUS. Pois, que diz a Escritura? CREU Abraão em Deus, e ISSO lhe foi imputado como justiça. Ora, àquele que faz qualquer obra não lhe é imputado o galardão segundo a graça, mas segundo a dívida. Mas, ÀQUELE QUE NÃO PRATICA, MAS CRÊ NAQUELE QUE JUSTIFICA O ÍMPIO, A SUA FÉ LHE É IMPUTADA COMO JUSTIÇA. Assim também Davi declara bem-aventurado o homem a quem Deus imputa a justiça SEM AS OBRAS, dizendo: Bem-aventurados aqueles cujas maldades são perdoadas, E cujos pecados são cobertos. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputa o pecado." (Rm 4:2-8).

Você escreve: "Como engenheiro e acostumado a usar a razão e a lógica não tenho como ver como verdadeira esta certeza da salvação somente pela fé". Então está explicado, você está lendo e sublinhando passagens em sua Bíblia com uma régua de cálculo. O entendimento da Palavra de Deus é totalmente impossível à mente natural não nascida de novo.

"Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus. Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus. As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais. Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido. Porque, quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo." (1 Co 2:11-16).

Estes textos e vídeos podem ajudar a entender a certeza da salvação eterna do crente:

http://www.respondi.com.br/2016/05/como-ter-seguranca-certeza-e-alegria-da.html
http://www.respondi.com.br/2016/05/o-fogo-nunca-se-apaga-o-salvo-nunca-se.html
http://www.respondi.com.br/2012/02/15-passagens-que-dizem-que-podemos.html
http://www.respondi.com.br/2017/01/quem-praticar-um-destes-pecados-se.html
http://www.respondi.com.br/2011/09/estas-passagens-afirmam-que-podemos.html
http://www.respondi.com.br/2013/09/cair-da-graca-desviar-e-naufragar-na-fe.html
http://www.respondi.com.br/2014/01/se-eu-perder-fe-perco-salvacao.html
http://www.respondi.com.br/2012/02/extinguir-o-espirito-significa-perder.html
http://www.respondi.com.br/2011/02/voce-diz-que-salvacao-esta-garantida.html
http://www.respondi.com.br/2011/09/paulo-nao-tinha-certeza-da-salvacao.html
http://www.respondi.com.br/2008/10/podemos-perder-salvacao.html
http://www.respondi.com.br/2011/04/seguranca-da-salvacao-depende-de-mim.html
http://www.respondi.com.br/2005/06/qual-diferenca-entre-o-batismo-e-o-selo.html
http://www.respondi.com.br/2010/04/um-crente-pode-perder-sua-salvacao.html
http://www.respondi.com.br/2014/01/quem-morre-no-ato-do-adulterio-perde.html
http://www.respondi.com.br/2005/06/afastei-me-de-jesus-o-que-fazer.html
http://www.respondi.com.br/2007/05/possvel-ter-certeza-de-ir-para-o-ceu.html
http://www.respondi.com.br/2007/12/salvao-e-pela-graca-somente.html
http://www.respondi.com.br/2010/02/posso-ser-cortado-depois-de-crer.html
http://www.respondi.com.br/2010/04/um-crente-pode-perder-sua-salvacao.html
http://www.respondi.com.br/2010/02/para-ser-salvo-preciso-ir-frente-orar.html
http://www.respondi.com.br/2008/06/o-que-fazer-quando-nao-sinto-presenca.html
http://www.respondi.com.br/2008/01/e-pecado-considerar-se-salvo.html
http://www.respondi.com.br/2005/05/no-presuno-voc-dizer-que-est-salvo.html

por Mario Persona

Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)

Mais acessadas da semana